top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Vinland Saga Deluxe vol. 3" de Makoto Yukimura

O esconderijo de Askeladd e seus homens é descoberto por Thorkell. É aí que se inicia mais uma fuga desesperada, mas situações improváveis complicam a vida de Thorfinn e do príncipe Knut.


Sinopse:


Tramando uma estratégia contra os dinamarqueses, Askeladd sequestra o príncipe Knut e foge da perseguição do bando de Thorkell. No entanto, em sua própria tropa começam a surgir dúvidas a respeito de suas intenções e de sua capacidade. Enquanto isso, Thorfinn continua a sua luta decisiva contra Thorkell, que decide contar para o jovem um pouco mais sobre seu pai.






SPOILERS DE VOLUMES ANTERIORES!!!!





Muitas reviravoltas acontecem neste volume e o que começa como um momento mais simples e tranquilo se torna rapidamente uma confusão. Knut, Ragnar e Thorfinn dividem momentos calmos onde Knut revela um pouco de como foi sua infância na corte do rei Sweyn. Com um coração mais pacífico e menos voltado para as guerras, Knut nunca foi o preferido do pai, embora fosse o primogênito. Enquanto isso Askeladd precisa lidar com dissensões dentro de suas tropas. Diante de tantos planos fracassados, todos no bando parecem querer questionar a sorte de seu líder. E isso leva a uma situação bastante volátil dentro do bando com traições podendo acontecer a qualquer segundo. Em Gloucester, Thorkell parece ter encontrado o rastro de Askeladd e segue em uma audaciosa marcha para uma batalha noturna a fim de pegar todos de surpresa. A sede de batalhas de Thorkell não tem limites e todos sentirão isso na pele e na ponta de seu machado. Um volume onde saberemos mais sobre o passado de Thors e do próprio Askeladd.


Artisticamente, os dois volumes que compõem essa edição deluxe são bastante interessantes. No começo não estava vendo nada demais até porque os primeiros capítulos são bastante calmos em relação ao que se desenrola a seguir, mas algo me chamou a atenção. Yukimura usou muitos quadros focados nos rostos e expressões dos personagens. Vários quadros bastante parecidos, mas trabalhando suas emoções. O que me pareceu foi que o autor usou esse espaço para testar maneiras diferentes de representar expressões e montar uma base para poder usar em cenas maiores. Isso permite a nós, como leitores, apreciarmos mais os traços angulosos do autor que lentamente começa a criar um estilo próprio se afastando do modelo base do traço de mangás. Por exemplo, a coruja é um animal que aparece bastante nas páginas da primeira metade do volume. Existe um elemento simbólico nisso vinculado à morte, mas percebam também como o rosto da coruja se assemelha ao de Askeladd. O olhar observador, as pupilas abaixadas, a cabeça pendendo para o lado. Já de outro lado, Knut vai perdendo aos poucos as expressões inocentes diante do que acontece ao seu redor. Então seu rosto parece mais angustiado. E ainda temos Thorfinn que quando sai do controle parece uma besta insana. E isso é representado através de traços dinâmicos e velozes. Gostei bastante desse exercício artístico do autor. Isso vai ser útil mais adiante.


Já mais adiante temos um foco em escaramuças e pequenas batalhas. Gostei demais de como o Yukimura nos mostra o quanto a guerra pode ser suja e cruel. As sequências de combate são alucinantes com Askeladd cercado por seu exército e o de Thorkell e mais tarde a chegada de Thorfinn. A luta entre Thorkell e Thorfinn é também um espetáculo à parte com uma coreografia bem feita. Fico preocupado quando eles colocam as habilidades dos personagens como sobre-humanas como os feitos bizarros do Thorkell, mas enfim, espero que isso diminua um pouco. Prefiro que Vinland Saga seja mais seinen do que shounen. Quando o mangá se coloca com mais seriedade, onde os combates parecem saídos de um livro do Cornwell é quando o mangá brilha mais. Outro momento empolgante é quando o Bjorn se torna um berserker e sai destruindo tudo ao seu redor. Yukimura não poupou nem um pouco na cena com sangue e vísceras espalhadas por toda a parte.


Na primeira metade, o protagonista é Askeladd. Mesmo com toda a sua tranquilidade e esperteza, uma hora os planos iam começar a dar errado. Esse é um volume onde isso é colocado à prova e percebemos o quanto ele sabe ler as pessoas (e não é porque ele diz isso). Em volumes anteriores isso ficava bastante claro quando achávamos que ele estava tomando decisões intuitivas. Nada disso. Ele é um indivíduo que apenas vem tendo azar em algumas escolhas que fez nas últimas oportunidades. E como vimos nos duelos com Thorfinn, ele é realmente forte. Tem uma cena em que ele está cercado onde conhecemos um pouco de sua verdadeira força. Lembrando que os povos nórdicos são bastante supersticiosos, encarando fortuna e maldição como instrumentos dos deuses. Quando os planos de Askeladd dão errado, a primeira coisa que os homens pensam é que Odin teria abandonado seu líder e que a escolha correta seria passar para o outro lado. É uma interpretação possível além daquela de morrer em batalha para entrar nos campos do Valhalla. Isso é bastante subjetivo e acompanhamos os dois lados da moeda nessa edição.

Outro ponto de destaque tem a ver com o próprio ódio dos ingleses pelos nórdicos. Na visão dos anglo-saxões, eles seriam bestas selvagens que só chegaram na costa das ilhas britânicas para guerrear, roubar e estuprar. Anglos e saxões já haviam estabelecido os seus domínios e estavam em guerra uns contra os outros. Aliás, para quem ficou interessado nessa guerra entre esses dois povos, sugiro lerem a trilogia escrita por Bernard Cornwell que começa com O Rei do Inverno que conta as lendas arturianas a partir de uma perspectiva realista. Seria até uma espécie de prequel antes da chegada dos dinamarqueses. Explica até como o cristianismo conseguiu ganhar tanto espaço como Askeladd demonstra com surpresa quando chega na Mércia. Mas, voltando a esse ódio latente, Askeladd questiona essa visão estreita dos anglos. E isso demonstra a visão de alguém que conhece a história de seu povo. Os dinamarqueses seriam um ramo secundário do povo celta que ocupou as ilhas britânicas durante boa parte da Antiguidade. Eles teriam sido expulsos pelos saxões durante as invasões germânicas ocorridas no decorrer da queda do Império Romano. Portanto, Askeladd questiona a visão dos seus inimigos de que eles seriam os verdadeiros donos das ilhas. Quanto a serem selvagens, guerras não nasceram para ser belas e majestosas. É sujeira, sangue e suor por toda a parte.


Algo com o qual o príncipe Knut vai precisar lidar. Porque não há espaço nessa conjuntura para alguém que deseja paz. Saques, guerras e invasões podem acontecer em um piscar de olhos e apesar do respeito pela vida ser importante, é preciso um coração duro para e tornar um líder de homens. Knut é tudo aquilo o que Thorfinn não é. E somente uma grande perda vai conseguir fazer o príncipe mudar sua postura. Essa edição vai nos mostrar justamente isso com o personagem sendo colocado em uma situação extrema. Em um primeiro momento, ele está pronto para aceitar o seu destino e simplesmente morrer. Mas, será essa a melhor solução? O fato de Knut ter sido criado como um filho de agricultor pode dar a ele uma perspectiva única de estar no poder, compreendendo melhor os dilemas daqueles a quem governa. Askeladd diz que mantém Knut cativo e não morto porque ele pensa poder criar um líder à altura; alguém que ele respeite e possa seguir. Vemos alguns flashes disso na postura de Knut, mas só saberemos se as ambições de Askeladd vão funcionar mais adiante. Lembrando também que Sweyn tem uma preferência maior por Harald, seu filho mais novo e mais propenso a ser um jarl.

Tem também uma discussão meio estranha sobre o amor que não sei se ficou clara exatamente para mim. Além do que a mudança de personalidade no Knut é brusca demais. Entendo o choque da perda de uma pessoa querida, mas é brutal demais. Normalmente, temos o momento do luto que guardamos e depois da etapa de superação e do seguir em frente podemos ter uma mudança em nossos caminhos ou nossa personalidade. Mas, não é algo que acontece em um piscar de olhos. Para mim isso foi um baita de um deus ex machina para poder avançar a narrativa e encontrar um novo objetivo. Achei necessária a mudança no Knut, mas não da forma como foi feita. E essa ideia do amor pela natureza enquanto que o homem seria um fruto da guerra, da inveja e da discriminação não bateu comigo. O debate também foi forçado e não desenvolvido. Para alguém tão temente ao amor como o Knut cair em uma fala tão bizarra como aquela do padre me pareceu fora de contexto. Essa foi a única parte deste volume que me pareceu estranha e é um ponto central para as futuras histórias.


Thorkell também nos conta sobre a sua proximidade com Thors. Vemos um pouco da brilhante vida do troll à frente do exército Jomsviking. Mais do que isso, Thorkell conta o momento em que Thors decide abandonar a vida de guerreiro para se dedicar à sua família. As motivações por trás disso e o momento em que ele é dado como morto em definitivo pelo exército onde ele era um dos principais comandantes. Mais do que a mudança em Knut, aqui parece ser algo muito mais orgânico e que pode revelar uma série de outros mistérios da narrativa. Daí o autor volta à bizarrice do Knut e não satisfeito com isso, relaciona Thor ao Knut. Minha reação de confusão no momento da leitura foi instantânea. Existem algumas sutis similaridades entre os objetivos de ambos (um no passado e outro no presente), mas são tão sutis que não faz sentido comparar. Thors amava sua família e queria uma vida nova para Helga e para a pequena Ylva. O que Knut quer é ser amado por seus súditos, um amor do qual ele nunca recebeu do pai. Por essa razão ele deseja uma nova Dinamarca para todos. São amores muito distintos um do outro.


Um bom terceiro volume, mas algumas decisões de roteiro são bastante questionáveis. O Knut é um bom personagem, mas ele precisa amadurecer ao seu tempo e não se transformar em um jarl super-sensacional e sobre-humano em um estalar de dedos. Por mais que um indivíduo tenha uma postura real ou um olhar que demonstra as suas convicções, homens não se dobram dessa forma. Ainda mais guerreiros viciados em combates mortais como é o exército de Thorkell. Por outro lado, Askeladd revelou ter muito mais pano de fundo do que esperávamos e nos trouxe de volta o velho sonho de Avalon. Os desenhos do Yukimura continuam se aprimorando e atingiram outro patamar neste volume. Resta saber os próximos capítulos desta saga.











Ficha Técnica:


Nome: Vinland Saga Deluxe vol. 3

Autor: Makoto Yukimura

Editora: Panini Comics

Tradutora: Lidia Ivasa

Número de Páginas: 440

Ano de Publicação: 2020


Outros Volumes:

Vol. 2

Vol. 4


Link de compra:










Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.