top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "The Few and the Cursed vol. 1" de Felipe Cagno e Fabiano Neves

Em um mundo pós-apocalíptico, a Ruiva é uma caçadora de maldições. Sua jornada a leva a investigar a presença de alguns corvos malignos que se alimentam de crianças. Um combate mortal contra criaturas corruptoras que mostram o pior do ser humano.


Sinopse:


No ano de 1840 mais de 90% da água no planeta desapareceu da noite pro dia em circunstâncias misteriosas. Desde então já se passaram setenta anos e o que restou da humanidade aprendeu a sobreviver neste ambiente tão inóspito onde água é tão rara que é usada como moeda de troca. Este é o universo de The Few and Cursed onde uma caçadora de maldições conhecida apenas como Ruiva vai de cidade em cidade atrás de lendas, folclores e mistérios. Acompanhe a Ruiva no seu maior desafio até aqui: Os Corvos de Mana’Olana.






Acompanho o trabalho de Felipe Cagno há algum tempo e meu primeiro contato com ele foi através da HQ Adágio que também foi publicada pela Avec Editora. É curioso porque The Few and the Cursed é o trabalho mais conhecido dele e acabei passando a apoiar o financiamento coletivo por causa de Adágio. Gostei tanto do roteiro que procurei ver que outras coisas ele produzia. E aí entrei em contato com The Few and the Cursed onde nós temos contato com um western pós-apocalíptico. Peguei a campanha da quarta edição em diante e fiquei ainda mais impressionado com o trabalho dele. Cheguei até a sexta edição apoiando e ainda teve os spin-offs que os apoiadores não se arrependeram de ter investido. Agora a Avec Editora traz para nós um volume encadernado com as seis primeiras edições da série (falta ainda o spin-off com outra personagem e um de crônicas que deve integrar outros encadernados). É novamente a Avec acertando nas apostas e apoiando a literatura nacional.


Neste encadernado conhecemos a figura da Ruiva, uma mulher de poucas palavras e muita ação. O mundo em que ela vive sofreu com uma seca devastadora que acabou com os rios e oceanos do mundo deixando uma quantidade pequena de água no mundo que se tornou praticamente a moeda empregada para quaisquer transações. O mundo parou no século XIX e agora as pessoas vivem aterrorizadas não só pela escassez de água, mas pelo surgimento de criaturas sinistras que corrompem o coração do homem, tornando-os seres sobrenaturais de imenso poder. Depois de se envolver em diversas situações pouco amistosas, a Ruiva descobre que corvos malignos foram avistados na cidade de Mana'Olana e que estes corvos se alimentam do sangue de crianças inocentes. Com a ajuda (não muito voluntária) de Jebediah, ela segue até o local para investigar o paradeiro delas e se depara com o lado mais obscuro do homem... e não são necessariamente os corvos que mostram isso.


O roteiro do Felipe tem bastante influências do weird western criado por Robert E. Howard. Aquele faroeste que possui o sobrenatural e como Howard era amigo de Lovecraft e eles trocavam ideias sobre histórias, a gente consegue perceber aquela aura de terror lovecraftiano por trás das criaturas que a Ruiva precisa enfrentar. Felipe é ousado na composição da narrativa ao empregar duas linhas temporais para conduzir a história: uma em que ela ainda vai encontrar pistas sobre os corvos e o paradeiro das crianças e outra onde ela já se encontra na cidade enfrentando diversos desafios. A princípio essa alternância de pontos de vista pode bagunçar a cabeça do leitor, mas isto vai se ajeitando com o passar da história. Acho que o autor deveria ter sido um pouco mais suave nessas mudanças frequentes, mas foi uma escolha criativa. O personagem da Ruiva não é tão aprofundado assim e senti que algumas características dela ficaram no ar, o que me incomodou um pouco. Nada que estrague a diversão, mas é que a personagem é tão interessante que qualquer coisa que fique no ar, deixa a gente com um pé atrás.


A arte da HQ é muito boa mesmo. Bem acima da média. E aí a gente precisa pensar um pouco sobre como os autores pensaram na HQ. Isso porque a gente claramente vê The Few and the Cursed como algo pensado não especificamente para o Brasil, mas para o mercado internacional. Consigo visualizar a HQ facilmente sendo publicada por uma Image, uma Top Cow, uma Dark Horse. O traço é maduro, os cenários são bem pensados e a colorização do Tiago Barsa está de alta qualidade. Percebam os traços finos da personagem e até a ambientação típica de western, algo que agrada demais os norte-americanos. A quadrinização está bem no padrão do comics mesmo com o emprego de 4 a 6 quadros por página, aproveitando bastante o espaço de cada quadro. Temos dois tipos de palhetas de cores empregadas: uma mais puxada para o amarelo e marrom, simbolizando a paisagem desértica pela qual a Ruiva percorre com o seu cavalo e outra mais puxada para o preto e o azul-escuro quando ela enfrenta seus adversários sobrenaturais. Algumas cenas são viscerais como quando um corvo leva uma criança embora.


Gostei das cenas de ação. Elas são muito boas e fluidas. Meu destaque vai para dois momentos em especial. Um combate ao estilo arena de lutas em que a Ruiva precisa derrotar uma série de inimigos para livrar duas pessoas da cobrança de uma taxa de proteção. Ali a gente já via que o roteiro nos apresentava uma personagem completamente bad-ass que não tem medo de jogar sujo para vencer. Aliás, quem espera uma mocinha em dúvida, vai mudando sua opinião porque a Ruiva é quase uma versão do Clint Eastwood de saias. Não tem muita paciência para bobagens, fala pouco e atira muito bem. Outra cena muito boa é uma emboscada que tem mais para a frente na história. Ali dava para ver o quanto os autores beberam de clássicos do faroeste.


Mesmo sendo focado em uma HQ de ação, gostei de como a ambientação é bem criada e desenvolvida. Considero sempre uma missão bem sucedida do roteirista quando ele consegue te mostrar como é o mundo e as engrenagens de seu funcionamento sem precisar ficar explicando muita coisa. O famoso "info dumping", como é chamado na literatura. Quando um autor precisa ficar fazendo toda uma palestra sobre o passado e o presente do mundo para então entrar na história. Muitas das coisas que coloquei aqui na resenha são deduções feitas a partir do que está presente nos quadros da história. Vez ou outra o autor dá uma pisada no freio para falar sobre algum ponto de enredo que é necessário para entender o todo. Mas é algo tão sutil e rápido que a história não perde o fôlego. Pensem que The Few and the Cursed teve cada uma das seis edições com campanhas individuais no Catarse com um certo espaçamento de tempo entre elas. Ou seja, os autores precisavam criar uma história e uma atmosfera que fizessem o leitor retornar para mais histórias. Até porque sabemos que a tendência de uma série é perder leitores com o passar do tempo. Mas, com The Few and the Cursed aconteceu o contrário.


Ainda tem muita coisa a ser explorada no universo da Ruiva. No quesito de desenvolvimento do mundo ainda há aquela clara necessidade de expandir o que foi feito, o que devemos ver em outras histórias. Há também a necessidade de desenvolver melhor a protagonista apresentando alguma coisa do seu passado e de suas habilidades. Mas, gostei demais da narrativa, da arte e do conjunto como um todo. Gostei demais de ver que a Avec pegou os direitos de uma das melhores séries de quadrinhos publicadas nos últimos anos e com isso mais pessoas terão a possibilidade de entrar em contato com este trabalho sensacional do Felipe Cagno e do Fabiano Neves. E que venham mais projetos com a Ruiva. Precisamos de mais histórias!!!











Ficha Técnica:


Nome: The Few and the Cursed vol. 1 - Os Corvos de Mana'Olana

Autor: Felipe Cagno

Artista: Fabiano Neves

Colorista: Tiago Barsa

Letrista: Deyvison Manes

Editora: Avec

Número de Páginas: 232

Ano de Publicação: 2021


Link de compra:


*Material enviado em parceria com a Avec Editora









Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.