top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Dragonero vol. 10" de Luca Enoch e Gianluigi Gregorini

Em uma missão de resgate a um luresindo, Ian e Gmor precisam retornar ao Varliendar, a Terra dos Dragões, onde ambos estiveram em uma luta mortal há muito tempo atrás. As lembranças voltam à tona enquanto eles enfrentam uma horda de algentes que parecem estar sendo liderados por uma rainha. Mistérios em cima de mistérios em uma edição com ação do início ao fim.


Sinopse:


AS FOSSAS DOS FARGHS


Um mago luresindo, enviado ao Varliendar para verificar a integridade da floresta negra que cresce ao redor das tumbas dos dragões, desaparece junto com a sua escolta militar e com a mãe guardiã que atua como sua guarda-costas. Ian e Gmor devem organizar uma expedição de resgate antes que as hordas de algentes consigam localizar o abrigo dos desaparecidos.






Essa é uma edição incrível. Narrativa, arte, personagens. Devorei esta edição como um leitor faminto por mais. É impressionante o quanto a série consegue manter um alto nível em suas histórias ao mesmo tempo em que rotaciona artistas que sempre apresentam algo diferente. Embora prefira as histórias de Stefano Vietti por conta daquilo que fica nas entrelinhas, Luca Enoch consegue trazer o épico, o dramático às histórias dos personagens de Dragonero. Essa vai ser uma daquelas resenhas em que só vou apontar elogios e nem tenho tanta coisa assim para dizer a respeito.


Um mago luresindo foi dado como desaparecido ao ir até as tumbas dos dragões investigar a floresta negra que nascia na região. Por sua experiência ao ter enfrentado o cruel Jeranas, Ian é chamado para descobrir o paradeiro do mago e de seu grupo. Precisando enfrentar alguns dos fantasmas do passado, ele se depara com uma horda de algentes que parecem diferentes dos seres sem mente com os quais ele está acostumado. Estes parecem ter um direcionamento e estão sob o controle de uma influência maligna. Depois de uma fracassada missão de rastreamento que acaba com a morte de todo o seu grupo de escolta, Ian precisa convencer o comandante da guarda no Valo sobre a necessidade de retornar até as fossas dos Farghs. Ele acredita que o luresindo pode ainda estar vivo, mas a alta periculosidade da missão e a baixa possibilidade de sucesso o coloca em uma situação complicada com o comandante. Mas, a intervenção de Alben dará o suporte necessário a Ian. Agora, é entrar em uma região perigosa e realizar a missão. Fácil, certo?


A arte de Gianluigi Gregorini é um colírio para os olhos dos leitores. O seu domínio sobre o preto e as sombras é ideal para essa edição que se passa em um lugar sombrio e maligno. O que ele faz com perspectiva é algo bastante único. Seus quadros são sólidos e conseguem passar o drama, o perigo ou a imponência que alguma situação em específico exige. Essa décima edição exige do artista uma sensação de claustrofobia, de, embora Ian esteja em uma enorme planície, que a aura maligna da região tome conta dos seus arredores. É preciso passar um sentimento de desesperança, de algo gigantesco e aterrador. A capacidade de Gregorini de usar as sombras fornece também uma tridimensionalidade aos personagens. Parece que eles vão saltar do quadro em nossa direção. Uma cena de uma perseguição com os algentes correndo em um quadro em que eles estão de frente, me recordo de que me inclinei para trás, achando que os personagens viriam na minha direção. Poucas vezes me recordo de um artista tão habilidoso no uso do preto puro e simples.

Ao mesmo tempo, essa é uma edição com uma história em alta velocidade. Parece que Enoch pisou na sétima marcha e colocou o volante nas mãos do artista. As cenas de ação começam na primeira página e vão até a última. E que cenas de ação! Gregorini tem um feeling muito bom para o combate, como potencializá-los e transformá-los em algo que entretenha o leitor. A coreografia das cenas é precisa e ele consegue pegar o ângulo certeiro para dar a sensação correta para quem está do outro lado. Junto com o seu domínio de sombras é uma habilidade assustadora que nos coloca diante de algumas das melhores sequências vistas até agora na série. Posso enumerar algumas como a perseguição inicial feita pelos algentes que é dramática a ponto de acharmos que o protagonista pode realmente morrer ou mais à frente quando eles enfrentam vermes da areia e precisam encarar o poder de uma criatura assustadora. Tem uma cena incrível com Taisha saltando com uma lança virada para baixo, acertando a cabeça de uma dessas criaturas.


Essa é uma história que retoma algumas ideias do volume 0 e faz os personagens reviverem alguns de seus momentos. Acredito que na próxima edição teremos as consequências diretas das ações, mas aqui é quase como se o autor fizesse uma recapitulação ao mesmo tempo em que insere pequenos novos detalhes à história. A imensa planície embora pareça desértica esconde perigos inimagináveis. A gente pensava que apenas as torres de poder representavam algo a ser temido e havíamos nos esquecidos dos malignos algentes. Pois Enoch nos fez lembrar o quanto estas criaturas representam uma ameaça importante a todos os reinos. E a necessidade da existência do Valo. É engraçado porque ao acompanharmos as aventuras de Ian ao longo destas edições, o imaginávamos capaz de atravessar Varliendar como se não fosse nada. E não é bem assim que funcionam as coisas. Mesmo com toda a sua experiência, Ian se vê em situações bem complicadas na história.


Voltamos a ver a menção à exploração desastrosa feita por Ian às planícies que levou à morte de todo o grupo sob seu comando. Algo que ficou marcado e gerou rancor da parte da guarda vermelha. Depois da missão de reconhecimento, o personagem fica marcado como alguém que ou não sabe comandar ou está amaldiçoado de alguma forma. O roteiro deixa claro a hostilidade dos guardas em relação a Ian desde o começo. É diferente vermos que o alvo das falas tortas e dos olhares distantes não é Gmor dessa vez, e sim o Ian. Nosso personagem luta ainda com o remorso de ter falhado. Sua auto-estima e confiança estão baixas porque ele não se sente à vontade precisando se preocupar com os outros. Talvez o seu espírito como comandante de homens esteja mais afetado do que ele deixa transparecer.

Várias perguntas são colocadas nesta edição e possivelmente teremos algumas delas respondidas. Por exemplo, quem é a misteriosa rainha dos algentes? Isto é, ela é uma algente propriamente dita com poderes especiais, ou alguma coisa ainda mais tenebrosa? E por que os algentes a seguem? O luresindo desaparecido parece ter descoberto algo na tumba dos dragões. Encontrar o mago se tornou fundamental porque mais uma vez o destino dos reinos pode estar nessa resposta. Até porque o confronto com Jeranas aconteceu há pouco tempo e as marcas deixadas por ele não estão completamente cicatrizadas. Sem falar no sangue de dragão que Ian teve contato e que gerou toda uma série de mudanças no interior do personagem. Algo que ele ainda não compreende por completo e sabe que vai precisar desse conhecimento no futuro para lidar com alguma ameaça que ele apenas sente estar chegando no horizonte.


Essa é uma edição que coloca muitas perguntas e dá um tom bastante dramático ao que vem acontecendo a Ian. A narrativa de Enoch está acima da média e parece que estamos chegando em um momento climático da narrativa. Pelo menos é o que tem sido passado nestas últimas edições. A arte de Gregorini é disparada a melhor que vi até o momento. De cair o queixo de qualquer fã de fumetti. As cenas são empolgantes e a preocupação com detalhes, ângulos e perspectivas dão um tom ainda mais rico a uma narrativa que já está boa demais. Uma edição essencial para quem gosta de Dragonero. E o melhor: é um arco em duas edições, ou seja, teremos mais Gregorini no volume 11.











Ficha Técnica:


Nome: Dragonero vol. 10 - As Fossas dos Farghs

Autor: Luca Enoch

Artista: Gianluigi Gregorini

Editora: Mythos

Tradutor: Julio Schneider

Número de Páginas: 100

Ano de Publicação: 2021


Outros Volumes:

Vol. 0 Vol. 6

Vol. 1 Vol. 7

Vol. 2 Vol. 8

Vol. 3 Vol. 9

Vol. 4

Vol. 5


Link de compra:





Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.