top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "As Fugitivas" de Silvina Ocampo

Em mais de quarenta história curtas, Silvina Ocampo presenteia os leitores com aquilo que há de melhor e mais estranho em sua escrita de realismo mágico. Desde crianças com asas, passando por um estranho homem que come gatos e até casamentos bizarros, tem histórias para todos os gostos.


Sinopse:


Segundo livro da autora argentina publicado no Brasil, As convidadas reúne 44 contos breves em que fantasmas emergem de fotos, crianças surdas-mudas criam asas e o absurdo irrompe de fatos e objetos cotidianos para destroçar a monotonia das relações familiares.


Uma das escritoras fundamentais do século XX, Silvina Ocampo vem sendo revalorizada com entusiasmo nos últimos anos. Seu nome é cada vez mais citado como referência por uma nova geração de autoras que tem alcançado protagonismo nas letras latino-americanas, e sua obra começa a sair da sombra de figuras como Adolfo Bioy Casares e Jorge Luis Borges, que faziam parte de seu grupo literário em Buenos Aires.

As convidadas, lançado originalmente em 1961, é considerado emblemático em sua maturidade estilística. As obsessões da escritora, como as crianças que agem de maneira enigmática e muitas vezes parecem mimetizar os adultos, retornam já no primeiro conto, "Assim eram seus rostos", até atingirem uma apoteose no texto que dá título ao livro. Nele, um garoto enfermo é deixado a sós com a empregada em seu aniversário de seis anos, quando recebe como convidadas meninas estranhíssimas, vindas sabe-se lá de onde. O desfecho é uma síntese do humor absurdo presente na prosa de Silvina, sempre atravessada por elementos insólitos e perturbadores.






A Companhia das Letras tem feito um excelente trabalho ao trazer Silvina Ocampo para os leitores brasileiros. Estamos acostumados com vozes como as de Jorge Luis Borges, Julio Cortazar ou Adolfo Bioy Casares que representam o que há de melhor na literatura de realismo mágico. Só que Ocampo estava esquecida não sei se por ser mulher, não sei se por ser mais contista do que romancista. As Fugitivas representa um mergulho em seu lado mais sombrio, com histórias que saem do insólito até insinuarem situações bastante bizarras. Esta edição conta com tradução de Livia Deorsola que faz um ótimo trabalho com o texto. Ocampo não tem uma escrita lá muito simples e lê-la é um desafio até mesmo com uma boa tradução. A tradutora nos deixa notas bastante pontuais também, destacando elementos culturais que desconhecemos sem interferir no texto. A edição é bem simples, mas bastante respeitosa à autora.


Nessa resenha vou pegar alguns dos contos que mais gostei na coletânea para comentar sobre aspectos temáticos ou da escrita da autora. Infelizmente não tenho como evitar dar spoilers porque os contos são quase ficções-relâmpago com poucas páginas. E nada como falar do primeiro conto, Assim eram os seus rostos. Já de cara a autora já demonstra o quanto esta série de contos é diferente de A Fúria, que foi publicada anteriormente pela Companhia das Letras. Em A Fúria os temas giram em um campo mais do maravilhoso de sua escrita, com elementos fantásticos fazendo parte do cotidiano, interferindo em relações familiares ou em relacionamentos. Aqui, o fantástico caminha mais para o estranho, para o aterrorizante. Em uma escola, diversas crianças com rostos iguais começam a se portar todas de forma exatamente igual para consternação de seus professores. Tentando entender o que realmente se passa, os professores fazem de tudo para ou separar as crianças ou fazê-las entrarem no ritmo da escola. Ocampo vai mergulhar de forma literal na concepção que temos de que crianças possuem características angelicais. E se elas criassem asas?


Outro exemplo dessa verve mais voltada para o terror de Ocampo é o conto Amelia Cicuta. Nela, Emidia, uma mulher que tem o hábito de dar de comer para gatos de rua conhece um estranho homem que se alimenta de... gatos. Ele os trata muito bem, dando de comer, abrigando-os, protegendo-os do frio até que eles fiquem gordos o suficiente para que ele possa comê-los. Emidia fica horrorizada e considera um absurdo, só que o homem banaliza, dizendo que apenas fornece alguns momentos de carinho para estes animais abandonados. E rechaça as críticas da mulher perguntando se ela, por acaso, não come bois, porcos, faisões, peixes e outros animais. Emidia, que se apresentou a ele como Amelia Cicuta, decide então tomar medidas drásticas. Neste conto podemos perceber nas linhas de Ocampo o quanto ela gosta de deixar coisas implícitas. Em seus contos, nem sempre os acontecimentos são claros, ficando muita coisa para o leitor interpretar o que depreendeu daquilo. É como se a escrita fosse feita com a participação do leitor.


E se estamos mencionando a ótima escrita da autora, não tem como não se referir ao conto A Escada. Que ideia sensacional a que ela teve. Em um dia comum, Isaura é chamada por algum motivo e precisa subir uma escadaria de vinte e cinco degraus para chegar à sua casa. A partir daí, a autora vai contando pequenas histórias em curtos parágrafos para cada um dos degraus. Eles presenciaram acontecimentos os mais diversos, desde os falatórios da vizinhança, até uma moradora que observava o bairro pensativa, um deles onde o lixo quase sempre caía e até um em que um estupro fora cometido. São vinte e cinco parágrafos para cada um dos vinte e cinco degraus. A genialidade da autora em criar um microcosmo de pequenas coisas que se sucedem em um amplo espaço de tempo é inimaginável para nós. Só de tentar entender como ela conseguiu criar tantas histórias já embaralha a minha cabeça.


O Progresso da Ciência é um conto que faz parte das discussões sociais da autora. Nela somos colocados em um reino onde a ciência avançou a um ponto onde é possível curar diversas doenças e rejuvenescer as pessoas até certo ponto. Só que o rei manda cegar as pessoas para que elas não possam vê-lo envelhecer e ficarem decepcionado. Com o passar dos anos, o rei deseja rejuvenescer e pede aos seus sábios que o façam para voltar a ser admirado pelo povo. Mas, cegos, eles tem muita dificuldade até que enfim conseguem. O rei está mais jovem, mas não há ninguém para admirá-lo já que todos estão cegos. Ele volta a ficar deprimido até que pede aos sábios que desenvolvam uma forma de fazer com que os seus súditos voltem a ver. Alguns anos mais tarde, os sábios conseguem finalmente desenvolver um método para curar a cegueira. Mas... Enfim, este é um conto que lida com as concepções de vaidade e egoísmo. O rei quer a aprovação das pessoas, mas não deseja que as pessoas tenham os mesmos privilégio que ele. Isso remete demais a uma sociedade de aparências onde prestamos a atenção no que o outro pensa sobre nós. Muitas vezes tendemos nossas escolhas ou preferências ao que os outros irão pensar de nós. Existe uma reflexão dura ao final deste conto.


Se estou citando contos de teor social, não tem como não mencionar Fora das Jaulas. Na trama, temos um professor que tem em suas mãos a chave para um zoológico. E ele gosta de apreciar os animais e descreve todo um mundo secreto vivido pelos animais depois que as portas do zoo se fecham. Quase como se fosse outro mundo onde os animais podem falar, seus sonhos se tornam nítidos para nós e suas ações correspondem às nossas. Um dia, ele decide levar um grupo de alunos para visitar tais animais à noite, mas um deles tem a obsessão de entender o que aconteceria se deixássemos os animais saírem de suas jaulas. É um conto sobre civilização e como nos sentimos o topo da cadeia alimentar. Contudo, pouco conhecemos sobre a natureza e todo um mundo que parece alheio aos nossos sentidos. Queremos ter o controle sobre os outros animais e os observamos como se fosse em um... zoológico. Mas o que aconteceria se as posições fossem invertidas?


A forma como Ocampo entende o amor pode ser perturbadora às vezes. Nada exemplifica mais isso como em A Cara na Palma. Um conto onde a protagonista tem uma.... cara na palma de sua mão. Um rosto com quem ela pode conversar, debater e até discordar. Essa cara tem sua própria visão sobre as coisas e tudo isso vai explodir quando ela passa a se engraçar com um rapazinho da aldeia. A cara não concorda com esse amor e a protagonista, em uma carta apaixonada escrita a seu amado, conta como terminou a confusão com sua "confidente". É simplesmente perturbador. Semelhante a esse aqui é As termas de Tirte onde o narrador é apaixonado por Lucy, mas esta só tem olhos para um galã que passou a frequentar as termas. Só que este galã deseja perpetuar sua beleza para sempre e depois de uma conversa pensa em uma saída deveras estranha: para ganhar mais tempo é preciso não gastá-lo com tarefas mundanas. Então a saída que ele cria é que toda vez que ele estiver dormindo, irá realizar todas as tarefas que são entediantes. Dessa forma ele vai ganhar mais tempo de vida. O protagonista agora quer provar que o galã, toda vez que sai com Lucy, está de olhos fechados porque ele tem certeza que não a ama como ele. Mas, será que ele poderá provar o que diz ou sua amada é que está realmente com olhos fechados? Ou seja, Ocampo não é lá muito romântica... Estou ironizando, caros leitores. Mas, vale pensar que a autora está fazendo algumas reflexões lá nos idos da metade do século XX que só fazemos hoje com mais frequência.


No conto Celestina vemos um pouco mais desse lado mórbido da autora. E o quanto ela gosta de inserir punchlines, ou seja, pequenas frases de efeito ou situações que fecham uma trama. E ela faz isso muito bem. Nesse conto, a narradora nos conta que conhece uma mulher chamada Celestina, que se alimenta de notícias ruins. Apesar de ser uma pessoa bondosa, ela precisa ouvir notícias ruins, podendo ser terremotos, desastres, assassinatos em família, epidemias. Qualquer coisa que envolva mortes, maldições ou injustiças. Todos os dias. Chega a um ponto em que eles precisam trazer provas das notícias ruins que eles estavam contando. E é uma necessidade constante de ouvi-las. Mas, um dia, o jornal não tem uma única notícia ruim sequer. E nem os vizinhos possuem nada trágico para contar. As pessoas próximas a Celestina pensam em inventar uma história, mas ela é muito inteligente e pode desconfiar. O que será que vai acontecer quando Celestina não tiver uma notícia ruim da qual se alimentar?


Paro por aqui ou vou estragar as surpresas que Ocampo nos presenteia nessa coletânea. A autora é um dos pilares do realismo mágico na América Latino e reitero os meus parabéns para a Companhia das Letras por estar nos trazendo as histórias dela. A capa também está lindíssima e remete a esse espírito insólito e maravilhoso de suas histórias. Como qualquer coletânea de histórias vão ter aqueles contos que os leitores irão curtir mais e aqueles que não serão tão interessantes. De qualquer forma, vale demais a pena, principalmente pela liberdade de poder abrir o livro em qualquer página e encontrar uma boa história.










Ficha Técnica:


Nome: As Convidadas

Autora: Silvina Ocampo

Editora: Companhia das Letras

Tradutora: Livia Deorsola

Número de Páginas: 264

Ano de Publicação: 2022


Avaliação:


Link de compra:


*Material recebido em parceria com a Companhia das Letras









Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.