• Paulo Vinicius

Resenha: "A Voz de G'Ganch" de J.M. Beraldo

Kasim é enviado até uma ilha para resolver um problema com aldeões locais. Eles pararam de enviar uma mercadoria importante e o mercenário precisa descobrir a razão disso. Mas, esta viagem pode acabar se tornando mortal.


Uma estátua com motivos tribais em um fundo de selva

Sinopse:


Quando o mercenário Kasim fugiu da guerra contra o Império de Diamante, seu plano era encontrar um novo lar bem distante onde ninguém quisesse matá-lo. Mas uma parada inesperada em uma ilha selvagem o coloca numa situação inusitada: embrenhar-se na mata para negociar com nativos em nome da poderosa Companhia Mercantil. Ele só não tinha parado para pensar no porquê de enviarem um mercenário ao invés de um diplomata.





Esta aventura se passa no universo dos Reinos Eternos do J.M. Beraldo. Mas, o legal desse conto é que você não precisa necessariamente ter lido o primeiro volume para aproveitar a narrativa. Foi uma boa sacada do autor porque torna o conto uma leitura de entrada para quem quer conhecê-lo A história é bem simples e direta e é protagonizada por Kasim, um mercenário a serviço de uma companhia de comércio. Ele é enviado a uma ilha onde ao chegar lá ele precisa conversar com o líder de uma aldeia responsável pelo comércio de ovos que são vendidos como uma iguaria. O mistério gira em torno do motivo pelo qual os ovos pararam de ser enviados. Um time formado por Kasim e mais dois membros locais da companhia seguem até lá.


A escrita é em terceira pessoa e o que torna a história tão divertida é o quanto ela se parece com uma aventura de RPG. Tem todo um tom aventuresco e despretensioso na forma como o Beraldo constrói a história. Me lembrou muito Os Portões do Inferno, outro livro de fantasia nacional, esse do André Gordirro. Ou seja, é uma boa e velha história de exploração, com elementos estranhos a serem desvendados, criaturas a serem derrotadas. Clichê? Sim, mas muito bem feito. O que alguns autores não compreendem é que para criar uma narrativa, não é obrigatório abandonar as bases. Você pode ser excelente nelas e construir uma boa história. Quem vai determinar o sucesso ou o fracasso vai ser o público.


Meu único porém é que eu acho que o autor poderia ter trabalhado um pouco mais as motivações dos três personagens. Faltou impacto nos dois plot twists que acontecem na história. Como eu não criei uma conexão com os personagens, a virada narrativa, quando acontece, não produz o mesmo impacto. Eu entendo que, como se trata de um conto, você tem um espaço limitado de palavras para usar, mas nesse caso não dava para evitar. No mais eu achei que a história funcionou como um bom ponto de entrada e serve também para aqueles que leram O Império de Diamante saberem o que aconteceu com Kasim depois do primeiro volume.










Capa de A Voz de G'Ganch

Ficha Técnica:


Nome: A Voz de G'Ganch

Autor: J.M. Beraldo

Série: Reinos Eternos vol. 1,5

Editora: Draco

Número de Páginas: 32

Ano de Publicação: 2017


Avaliação:

Outros Volumes:

O Império de Diamante (vol. 1)


Link de compra:

https://amzn.to/2OQyV1W


Tags: #avozdegganch #jmberaldo #editoradraco #aventura #fantasia #kasim #companhia #reinoseternos #ficcoeshumanas





Assinatura de Paulo Vinicius. Frase: "Isto é o que você deve se lembrar: uma história é apenas o começo de outra."



0 comentário