top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "When Stars are Scattered" de Spencer Ellsworth

Ahmed é um médico que foi enviado ao planeta Isach para cuidar de uma raça que se parece com pipas. Eles estão sendo vítimas de um vírus que o imã local imagina ser de fabricação humana. Possivelmente de um grupo de refugiados cristãos que se encontram do outro lado do rio.



Sinopse:


Ahmed é um médico trabalhando em um entreposto no lado mais distante da humanidade. Sua estadia foi paga pelos líderes de sua fé e seu ateísmo é um segredo guardado a sete chaves. Seus encontros com o "povo pipa" irão fazer com que ele duvide de toda a sua visão de mundo. Entretanto, quando os alienígenas começam a morrer e as tensões escalam entre extremistas religiosos para destruir a paz da colônia. When Stars are Scattered, de Spencer Ellsworth é uma história tocante sobre contato alienígena, intolerância religiosa e o poder redentor do divino canalizado através do espírito.


Seja esse espírito humano ou alienígena.





Que linda história essa criada por Spencer Ellsworth. Candidata a uma das melhores do ano. É incrível o quanto pode ser dito em uma história curta. Quantas simbologias podem aparecer em uma narrativa sobre contato alienígena. Fiquei tocado com a mensagem final deixada pelo autor e a maneira como ele conseguiu fazer tudo funcionar bem e organicamente. Nesse nosso confuso mundo dos dias atuais, essa é uma narrativa de cabeceira para qualquer um que queira refletir um pouco sobre alma, religiosidade e tolerância.


O planeta Isach é o lar de estranhos alienígenas que possuem o formato de pipas e seus órgãos funcionam dessa forma. Eles flutuam pelo ar com seus organismos leves. Os seres humanos colonizaram o planeta e estabeleceram ali dois povoados: um formado por muçulmanos e do outro lado de um rio temos fazendeiros praticantes da religião cristã. Nesse universo literário, os muçulmanos se tornaram uma minoria que não tem conseguido renovar seus quadros devido a uma perseguição atroz na Terra. Mas, os alienígenas-pipa adotaram o Islã como uma religião e estabeleceram fortes laços com o imã local e foram aceitos dentro da comunidade muçulmana. Isso despertou a ira dos fazendeiros cristãos que enxergam os aliens-pipa como animais irracionais (embora os aliens se comuniquem por telepatia e tenham aprendido a falar árabe) e os acusam de terem espalhado uma doença que tem afetado os colonos cristãos. Só tem um problema: os aliens-pipa também foram afetados e estão morrendo às dezenas. De um lado, os muçulmanos acreditam que esse é um vírus artificial e fabricado pelos cristãos que querem destruir seus aliados alienígenas e do outro os cristãos culpam os aliens. Ahmed é um médico, secretamente ateu, enviado para se tornar parte do posto de saúde local e ajudar a ummah a descobrir uma cura para a doença dos aliens.


Essa narrativa é tão cheia de camadas por cima de camadas que dá para fazer uma resenha comum (das que eu costumo fazer para romances longos). E isso só é possível graças a uma escrita muito eficiente de Spencer Ellsworth que, usando uma narrativa em terceira pessoa, entrega um dilema existencial que questiona se a alma é uma prerrogativa humana ou alienígenas também podem possuir. A narrativa usa dois pontos de vista: a de Ahmed e a de Adéla, esposa do imã local e mãe de uma menina e um menino. Possui um pouco mais de páginas que um conto comum, mas nossa, como valeu a pena. Ao final da narrativa todos os pontos são cobertos e não fica um único plot solto.


Ahmed é um médico estoico que chega até o local para tratar dos aliens. Na verdade ele não gostaria de se envolver com os problemas locais, mas estes acabam encontrando ele. Sua visão é fiada do apego à ciência, de que existe uma explicação para tudo, mesmo para essa estranha situação de que os aliens pegaram uma espécie de gripe que vem dizimando a população. Ele realiza as práticas muçulmanas normalmente embora sem muito entusiasmo e mais porque ele precisa do dinheiro enviado pela associação espacial que o enviou até Isach. Pouco a pouco suas crenças vão sendo questionadas porque fatos inexplicáveis lhe são apresentado, como uma estranha conexão entre ele, Ahmed, e um alien-pipa idoso chamado de Ibrahim. Ahmed começa a ter visões, como se os aliens estivessem mostrando a ele como eles enxergam o mundo.


Como esposa do imã local, Adéla acaba se envolvendo com os cuidados aos aliens. Embora ela tenha um forte carinho por Ibrahim e todos os outros, ela sabe que precisa sair dali o quanto antes. Seu modo de vida está em perigo porque seu marido está ficando cada vez mais insuflado contra os colonos cristãos. O imã busca a todo custo encontrar um culpado por aquilo que está acontecendo a seus irmãos alienígenas, os únicos em todo o universo a compreender a beleza do Corão. E isso faz com que ele distorça os fatos para que a culpa recaia nos colonos. Do lado de lá do rio a situação está ficando feia e uma invasão de uma mulher cristã ao posto de saúde faz com que o imã decida pegar em armas para conter os cristãos.


Por trás disso tudo ainda temos os aliens que parecem estar alterando a composição orgânica dos seres humanos ao seu redor, expondo-os aos seus feromônios. É interessante perceber como Spencer Ellsworth dobrou o conceito de jihad, o de guerra santa e buscou dar outro significado. Meu conhecimento sobre Islã vai só até certo ponto e eu estudei jihad no sentido bélico do termo e em suas justificativas; nunca tinha visto jihad como uma guerra interior buscando transcender o eu e alcançar um outro estágio. Provavelmente não é nada religioso e sim apenas uma interpretação do autor. No final ele chega a uma série de belas conclusões, demonstrando o quanto o Islã pode (e é) uma religião iluminada e capaz de fornecer belas lições ao homem. Fiquei extremamente tocado com a mensagem implícita na narrativa, de comunidade (a ummah como era antes da chegada de Maomé), a de se preocupar uns com os outros, a de uma guerra justa, mas que pode ser algo interior, e a de o quanto Alah emprega meios que nem sempre são compreendidos pelo homem. Mas, que são capazes de tocar mesmo aquele que se descolou da religião.










Ficha Técnica:


Nome: When Stars are Scattered

Autor: Spencer Ellsworth

Editora: Tor.com

Número de Páginas: 52

Ano de Publicação: 2017


Avaliação:

Link de compra:









Posts recentes

Ver tudo

Comentários


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.