• Diego Araujo

Resenha: "Uma Mulher no Escuro" de Raphael Montes

Em Uma Mulher no Escuro, toda a história e formação da protagonista são desenvolvidos a partir de um crime e demonstra a capacidade de transtornar toda a vida de uma pessoa.

Sinopse:

Um crime brutal cometido há vinte anos, uma única sobrevivente, o retorno calculado do assassino. Em quem Victoria deve confiar? Neste thriller psicológico, Raphael Montes une romance e suspense em uma narrativa intrincada e sedutora.

Victoria Bravo tinha quatro anos quando um homem invadiu sua casa e matou sua família a facadas, pichando seus rostos com tinta preta. Única sobrevivente, ela agora é uma jovem solitária e tímida, com pesadelos frequentes e sérias dificuldades para se relacionar. Seu refúgio é ficar em casa e observar a vida alheia pelas janelas do apartamento onde mora, na Lapa, Rio de Janeiro.

Mas o passado bate à sua porta, e ela não sabe mais em quem pode confiar. Obrigada a enfrentar sua própria tragédia, Victoria embarca em uma jornada de amadurecimento e descoberta que a levará a zonas obscuras, mas também revelará as possibilidades do amor. Um psiquiatra, um amigo feito pela internet e um possível namorado ― qual dos três homens está usando tudo o que sabe para aterrorizar a vida de Vic? E o que afinal ele quer com ela?

Na literatura nacional, Raphael Montes é unanimidade quando se trata de livros de suspense. Uma mulher no escuro traz sua primeira protagonista feminina e confirma o autor como um dos mais originais da atualidade ― além de deixar o leitor intrigado do começo ao fim.




Todo crime interfere na vida de alguma pessoa. A prejudica quando é vítima, gera despesas e sobrecarrega o responsável por atuar nessa e nas outras ocorrências, e expõe o lado obscuro da humanidade através dos jornalistas. Pouco adianta evitar, todo caso trágico brilhará nas telas portáteis ou disposta na sala e nos lembrará da capacidade do ser humano em ser mau. Um show de horror aos espectadores a custo da vítima transtornada pelo trauma estendido por toda a vida, bem como da nova ameaça surgida vinte anos depois.


Uma Mulher no Escuro expõe o íntimo de Victoria Bravo, única sobrevivente do massacre familiar e constante vítima do agressor à espreita. Publicado em 2019 pela Companhia das Letras, é o mais novo romance de Raphael Montes, com suspense capaz de denunciar as nuances do terror em atos reais.

“Victoria sabia bem como era ter uma família e, de repente, não ter mais nada.”

Victoria trabalha como garçonete e vive em sessões psiquiátricas com o Dr. Max toda semana. A vida se resume à rotina de trabalho e consulta médica, visitas à tia-avó Emília — única parente viva —, passatempo aos domingos com o amigo Arroz e provocações de curiosidade e receio com o cliente da cafeteria onde trabalha, o escritor Georges. Ao enfrentar algo diferente disso, tem dificuldade em interagir com outras pessoas, preferindo o conforto no abraço de Abu, seu urso de pelúcia. Repudia o contato íntimo, o corpo adulto permanece restrito aos costumes infantis.

As sessões ajudaram a prosseguir com a vida, apesar de tudo. O caso repercutiu em jornais e televisão, atingiu nível nacional a respeito da escuridão na vida de Victoria após ver pai, mãe e irmão assassinados. O assassino Santiago ficou conhecido como o Pichador por sujar os corpos das vítimas com spray de tinta negra, e foi preso pouco tempo depois do crime, sem oferecer resistência. Vinte anos depois as pichações voltam e aterrorizam Vic, Santiago retorna e põe em risco todo o progresso feito na terapia.

“O passado era uma ferida profunda, mas cicatrizada, cuja casca ela havia aprendido a não cutucar.”

Após contar como Vic testemunhou o massacre de sua família, o romance apresenta a protagonista e como ela vive vinte anos após a ocorrência. O trauma ainda a prejudica, dificulta seus relacionamentos e reflete no comportamento fechado. Ainda assim ela vive, tem emprego e condições de se sustentar, os poucos contatos com outras pessoas são conquistas duradouras, desde que não contrarie as concepções de Vic sobre elas. O retorno de Santiago desestabiliza logo isso, com o mistério levando a interações jamais tidas por essas poucas pessoas. Isto aflige Vic com o despreparo dessas mudanças e lança doses de suspense ao leitor, liberando informações a serem conectadas no caso presente em todo o livro.


De início o suspense vem tímido, uma frase de poucas palavras dá a pista entre as várias narradas sobre a rotina de Vic. Esta podendo ainda levar a conclusão falsa até vir outra frase — outra pista — em outro momento. Também vem aquela frase em meio a uma cena banal, o breve sopro de palavras transforma a brincadeira adolescente no ato horrível, despertando o leitor para o terror e desenvolvendo a evolução do personagem a seguir em um caminho sem volta. A escrita de Raphael também impressiona pela multiplicidade de sentidos, as mesmas palavras descritas de um momento remetem a outro já mostrado, criam camadas narrativas e nelas escondem as pistas sobre as ações de Santiago. Quando pensa ter descoberto o mistério, essa camada oculta vem à tona e revela o provável equívoco do leitor. Toda história de investigação tem o dever de surpreender o leitor na hora da revelação, esta convincente à luz de todas as evidências disponíveis no romance; e Raphael Montes conseguiu.

"Sangue saía do peito dela, no ritmo da respiração precária.”

Uma Mulher no Escuro apresenta a rotina interessante da protagonista criada pelo trauma, e desenvolve o mistério até chegar nos momentos recheados de horror provocados pelo pior da espécie humana. Provoca o leitor com pistas e perturba sentimentos com acontecimentos que mesmo narrados em terceira pessoa, faz sentir intimamente o sofrimento de Victória.


Ficha Técnica:


Nome: Uma Mulher no Escuro

Autor: Raphael Montes

Editora: Companhia das Letras

Gênero: Suspense/Thriller

Número de Páginas: 256

Ano de Publicação: 2019


Link de compra:

https://amzn.to/2SJ08Fa


*Material enviado em parceria com a Companhia das Letras


Tags: #umamulhernoescuro #raphaelmontes #ciadasletras #crime #violencia #trauma #perseguicao #suspense #amoleitura #loucosporlivros #igliterario #ficcoeshumanas




ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.