• Paulo Vinicius

Resenha: "The Lives of Tao" (Tao Series vol. 1) de Wesley Chu

Atualizado: 6 de Jun de 2019

Roen Tan é um técnico de informática que se vê subitamente ligado a um simbionte alienígena que existe há séculos na Terra. Toda a história da humanidade vai ganhar uma nova perspectiva. E tudo o que Roen queria era relaxar após mais um duro dia de trabalho.

Sinopse:


Quando o técnico de informática fora de forma Roen acorda e começa a escutar vozes na sua cabeça, ele naturalmente imagina estar ficando louco. 

Ele não estava.

Ele agora tem um convidado em seu cérebro - um alienígena ancestral chamado Tao, cuja nave se acidentou na Terra antes do primeiro peixe sair dos oceanos primitivos. Agora, divididos em duas facções rivais - os amantes da paz, mas em pequeno número Prophus e os selvagens e poderosos Genjix - os alienígenas tem estado em um status de guerra civil por séculos. Ambos os lados estão buscando uma maneira de sair do planeta, e os Genjix irão sacrificar toda a raça humana se for necessário. 

Enquanto isso, Roen está tendo que treinar para ser o agente secreto definitivo. Como se isso fosse terminar bem...




Um elemento que sempre nos atrai em séries de TV ou romances é a química entre dois personagens. Seja um casal em sintonia que a gente sabe que um dia se tornarão amantes ou dois parceiros trocando bravatas durante suas aventuras. É impossível prever quando essa química acontece e com quem. Às vezes a química pode não acontecer entre o protagonista e a mocinha como previsto pelos criadores da série. Os fãs da série de TV Arrow nunca curtiram muito a tentativa de empurrar o romance entre Oliver Queen e Laurel Lance goela abaixo, preferindo muito mais a dinâmica entre o protagonista e a divertida especialista em computadores Felicity Smoak. Certamente os diretores não previram a rejeição da personagem do par romântico. O espectador passa a se apegar, a torcer e a se entristecer quando algo de ruim acontece a essa dupla de amigos ou namorados. Quando essa química surge de maneira natural, a empatia se torna ainda maior. ​ Tao é um Quasing. Um alienígena de outro sistema planetário cuja nave caiu na Terra a bilhões de anos causando a extinção dos dinossauros. Os quasings sobrevivem de forma parasitária: eles entram no corpo de hospedeiros (homens ou animais) e se alimentam de nutrientes necessários à sua sobrevivência. Podem se comunicar telepaticamente com seus hospedeiros caso estes tenham inteligência necessária para compreender os quasings.

Roen Tan é um jovem solteiro, com leves problemas de obesidade que trabalha em uma firma de análise de sistemas. Uma rotina monótona e um trabalho estúpido que só é aliviado pela visão diária da bela Jill, a quem Roen adoraria ter como namorada. Ele passa noites a fio em uma boate afogando a monotonia de sua vida e sua eterna solteirice em boas doses de álcool.

A vida destes dois personagens se une quando o antigo hospedeiro de Tao, Edward Blair, morre em um confronto de duas facções rivais de quasings: os Prophus (facção de Tao) e os Genjix. Tao precisa buscar outro hospedeiro quando Edward morre e, em desespero, ele acaba entrando no corpo de Roen. Se Edward era um excepcional agente, Roen é o extremo oposto. E vai ser da interação entre os dois que a vida de ambos será completamente modificada.

Tao funciona como um sábio que viveu por milhares de anos. Entre seus hospedeiros estão Genghis Khan e o inventor do Tai Chi. Apesar de ser tão antigo, ele é um tremendo mulherengo. Sai um pouco daquela dinâmica de Sr. Miyagi dos filmes do Karate Kid em que o mestre é perfeito e ensina lições confucianas a seu pupilo. Roen é relutante em aceitar ser um agente dos quasing. No início ele acredita estar maluco ou com algum tumor. Em vários momentos, eu me divertia com os momentos hilários de Roen.

A ambientação é riquíssima. É de cair o queixo a forma como Wesley Chu encaixou seus alienígenas na história do mundo. É quase como se eles sempre pertencessem aos grandes momentos históricos. A gente quer saber como foram as vidas passadas dos quasing. As epígrafes no início de cada capítulo ajudam a fornecer riqueza ao universo literário. E isso porque conhecemos poucos quasing: do lado Prophus conhecemos Tao, Baji e Yol; do lado Genjix, Chiyva, Jeo e um pouco de Zoras (que parece ser o vilão do segundo livro).

Os demais personagens também são interessantes. Esse primeiro livro acaba girando mais na figura de Roen e, em sua adaptação, a nova realidade. Portanto, a história acaba se passando no apartamento de Tao, no trabalho e em seus treinos com Sonya e Lin. Os coadjuvantes são, portanto, o círculo de Roen: Antônio e Jill. Pouco a pouco as tarefas simples de Roen como o trabalho acabam ficando em segundo plano. Isso mostra como a vida de Roen muda completamente. Os dois personagens são a âncora do protagonista ao mundo normal. Mas, isso vai sofrer uma drástica alteração no final do primeiro volume.

The Lives of Tao é uma leitura deliciosa e que você não quer parar de ler. Cheguei a ler quase cem páginas em um dia e ansiava por continuar minha leitura. O ritmo da história vai aumentando progressivamente e um dos momentos altos é o primeiro encontro entre Roen e Sean, hospedeiro de Chiyva. Tao e Chiyva são rivais e isso acaba passando para seus hospedeiros. Com um final bem amarradinho, Wesley Chu consegue construir uma história divertida e com ideias muito boas. Recomendo muito esse livro.


Ficha Técnica:

Nome: The Lives of Tao Autor: Wesley Chu Série: Tao Series vol. 1 Editora: Angry Robot Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 464 Ano de Publicação: 2013


Outros Volumes:

The Deaths of Tao (vol. 2)

Link de compra:  https://amzn.to/2TDcvC8


Tags: #thelivesoftao #wesleychu #angryrobot #prhphus #taoseries #genjix #tao #roentan #espionagem #mietserio #tecnologia #alienigenas #contato #ficcaocientifica #scifi #leiascifi #amoscifi #igscifi #ficcoeshumanas




 


ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.