• Diego Araujo

Resenha: "Sekiro Side Story - Hanbei the Undying #1" de Shin Yamamoto

Conhecido por ser outro jogo desafiante e de enredo implícito da From Software, Hanbei The Undying é um mangá que conta a história de um dos personagens secundários pouco explorados no jogo.



Sinopse:


A Era Sengoku... Uma era quando perder uma batalha significava perder tudo. O Santo das Espadas, Isshin Ashina, almeja a dominação do mundo... Isto até ele encontrar um certo samurai...




O Período Sengoku corresponde a mais de um século de guerra civil, quando a força militar era composta por samurais e dividida por clãs, cada uma governada pelo daimyo disposto a dominar o Japão. O fim dos confrontos dos clãs falharam em trazer a paz ao país, pois as pessoas mais carentes sofriam as consequências da guerra, sendo alvos de samurais por motivos diversos, por vezes mesquinhos. Nem todos os clãs aceitaram abdicar da independência a fim de viver sob o comando do novo xogunato, mas esta não foi a única pendência herdada do Sengoku.


Sekiro Side Story: Hanbei The Undying é um mangá autorizado do jogo Sekiro: Shadow Dies Twice. Publicado em 2019 pelo ilustrador Shin Yamamoto e com tradução de Alexander Keller Nelson pela editora Yen Press, conta a história de Hanbei, um dos NPCs do game se tornou imortal.


“Há alguém entre vocês capaz de me matar?”*


Na última batalha do período Sengoku, Isshin Ashina enfrenta e vence o general das forças inimigas, trazendo assim a vitória aos Ashina. Hanbei era subordinado deste general e recusa-se a aceitar a derrota. Exige duelar com Isshin, e acaba derrotado sob o golpe característico do clã: ishimonji duplo. Anos depois daquela batalha, Isshin mantém o próprio clã na vila Ashina, independente da força do general dominante no Japão. Com o líder da vila debilitado pela idade, os soldados do Ministério Federal aproximam-se de Ashina com a intenção de subjugar o lugar ao Império, e além deles chega Hanbei, o derrotado na última batalha do período Sengoku, agora dotado da imortalidade.



“Faz um bom tempo desde que tive motivo para empunhar minha espada.”


Ao contar sobre o passado de um personagem secundário, o mangá também reforça a história apenas contextualizada no jogo. Enfoca também a condição de Isshin Ashina conforme a ficção adapta o período retratado. As referências à batalha presente na cinemática de abertura e ao golpe característico do clã Ashina homenageia o jogo reservando quadros de fan service, prática até condizente pelo mangá servir de complemento ao jogador. Isso apesar de ir além da homenagem ao caracterizar o personagem com uma história própria, inacessível ao jogo por focar na jornada de Sekiro. Ainda assim demonstra dependência, pois o mangá não dá uma resposta explícita de como Hanbei conseguiu a imortalidade, apenas informando o suficiente a quem já completou o jogo intuir o resultado.


“O Período Sengoku: um tempo onde tudo pode ser obtido por poder; um tempo onde tudo é tomado dos derrotados.”


Sekiro Side Story: Hanbei The Undying é o debut da série de mangás que complementará o enredo do jogo. Vai além de bajular a obra principal, insere elementos interessantes e acrescenta o conteúdo nesta adaptação em quadros, mantendo ainda a forma narrativa pouco explícita dos roteirista do jogo.


* todos os quotes foram traduzidos pelo resenhista



Ficha Técnica


Nome: Sekiro Side Story - Hanbei the Undying #1

Autor: Shin Yamamoto

Editora: Yen Press

Gênero: Fantasia

Tradutor: Alexander Keller Nelson (para o inglês)

Número de Páginas: 32

Ano de Publicação: 2019


Link de compra:

https://amzn.to/2LWHiso


Tags: #sekiro #shinyamamoto #yenpress #periodosengoku #samurais #xogunato #imortalidade #hanbei #ficcoeshumanas








ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.