top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Quem Matou o Caixeta" de Rainer Peter

Caixeta é um influenciador digital que, através de suas postagens que não são politicamente corretas, angariou muitos inimigos. Um deles o matou. Mas, quem matou o Caixeta?



Sinopse:


Caixeta era um youtuber famoso e bastante polêmico que morreu em circunstâncias misteriosas. Com uma trama cheia de reviravoltas, essa HQ, além de outros assuntos, discute sobre preconceito, liberdade de expressão, discurso de ódio, machismo e intolerância. Afinal, quem é o culpado?





A internet hoje se tornou um pequeno universo de como anda a nossa sociedade. Em um momento de extrema polarização, parece que as redes sociais oferecem um campo seguro de impunidade para revelarmos nosso lado mais obscuro. Instigar pessoas, perseguir pessoas, vitimizar pessoas. Tudo isso é possível em uma terra sem lei. Mas, às vezes o que fazemos nesse mundo acaba se refletindo na realidade. A narrativa contada por Rainer Peter vai buscar nos ícones negativos da internet uma maneira de pensar e refletir sobre o assunto e quem sabe através do choque de realidade, buscarmos uma solução para isso. Ou pelo menos debatê-la mais abertamente. Quem Matou o Caixeta é uma obra interessante sobre os tempos atuais.


Na narrativa temos uma espécie de documentário ficcional sobre um influenciador chamado Caixeta. Um indivíduo com uma fala polarizadora, uma postura reprovável e opiniões questionáveis, mas que tinha toda uma base de fãs que o idolatravam. Obviamente que ele também tinha uma outra base de pessoas que o detestavam. A internet se tornou a plataforma perfeita para que um Incel como ele se tornasse popular. Uma de suas atividades mais conhecidas era o de pegar frases ofensivas e usar com pessoas reais. Passar uma cantada abusiva em uma mulher, ofender integrantes de grupos LGBT, se colocar em situações surreais apenas para mostrar que podia. Só que ele acabou sendo morto por alguém. O protagonista está assistindo ao documentário ao lado de sua namorada que o colocou para que ele tivesse um choque de realidade para saber o que acontece a pessoas abusivas. Só que essa discussão entre os dois vai levar a uma situação ainda mais bizarra...


Preciso admitir que a arte do quadrinho não me agradou. Acho que se tratou da proposta em si da HQ de usar uma estética que se assemelha a um documentário com uma mistura de vídeo do Youtube. Para mim ficou artificial demais e tirou o foco do que era realmente importante. A proposta de um quadro por página também me soou estranho pelo menos da forma como foi feito. Por outro lado, preciso ressaltar o quanto o Rainer foi inteligente ao fazer várias brincadeiras com personagens famosos dos quadrinhos e das animações. Personagens que davam depoimentos sobre o Caixeta. Como Rainer criou um universo onde a estética das pessoas é estilizada não fica estranho você ver o Goku ou o Mickey sendo entrevistados pelo documentarista.



Sem dúvida alguma o ponto alto da HQ é a temática da intolerância social nos dias de hoje. A maneira como o autor explora esses pontos é um sinal do domínio narrativo. Isso porque ele não alivia nos golpes. Com um humor ácido e uma ironia latente presente nas páginas, ele vai torcendo o limão para nós. É incômodo. Mas, se pararmos para pensar um pouco é a maneira como muitos radicais atuam. A cultura Incel é essa, a da trollagem e do uso de uma impunidade que parece cercá-los que os torna onipotentes em suas pequenas redomas de vidro. Ao mesmo tempo a narrativa mostra o quanto eles são pequenos e insignificantes como pessoas. A necessidade do choque para a curtida ou para o compartilhamento. Eles vivem disso. É assustador pensar que esse tipo de pessoa tenha tanta espaço em nosso meio.


Por outro lado temos uma metanarrativa presente aqui. Isso porque a história do Caixeta é apenas um meio para o autor contar sua verdadeira história, a de um namorado abusivo com sua parceira. Mostrar o destino do Caixeta é uma metáfora para o que acontece ao protagonista. Pior é sua namorada compará-lo com o polêmico personagem, algo que ele nega veementemente. Ao vermos um comportamento tão escancarado como o do Caixeta não conseguimos distinguir se não fazemos o mesmo, e apenas negamos a nós mesmos que não somos dessa forma. O Caixeta pode ser o nosso lado mais sombrio. Tem uma cena final que corrobora com essa percepção que eu tive sobre a narrativa. E é uma cena de arrepiar.


Quem Matou o Caixeta é uma HQ experimental que vale o seu interesse. Pode não ter uma arte que tenha me agradado muito e os personagens são mais estereótipos em si do que personagens como um todo (mas tem a ver com a forma de apresentar o tema), mas falar de um assunto tão cabeludo como esse com a segurança que o Rainer teve é, no mínimo, elogiável. Sim, vai ser uma jornada incômoda para alguns, mas é necessária para deixarmos o tema pronto a ser debatido. Precisamos encarar o problema de frente e encontrarmos soluções para que a sociedade possa ter uma chance de sair desse contexto violento e polarizado atual.













Ficha Técnica:


Nome: Quem Matou o Caixeta

Autor: Rainer Peter

Editora: Avec Editora

Número de Páginas: 97

Ano de Publicação: 2018


Link de compra: https://amzn.to/3nSvbgO





0 comentário

Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.