• Paulo Vinicius

Resenha: "O Senhor do Vento" de Gabriel Requiem

As brincadeiras de um jovem garoto o levam a um quarto que normalmente fica trancado em sua casa. Lá ele encontra um baú com um cachimbo mágico e o diário de um de seus parentes que passou por um terrível experiência.



Sinopse:


Um menino encontra um cachimbo mágico no sótão de sua casa. Ao investigar o objeto, ele descobre a verdade aterrorizante por trás de uma das mais famosas lendas do folclore brasileiro.





Na narrativa temos um menino que ao brincar na casa de seus avós encontra um quarto que normalmente fica trancado. Ao entrar lá, ele encontra um baú (que ele julga ter tesouros) onde tem um cachimbo que parece ser mágico e um diário contendo as histórias de um soldado. Ele e seus companheiros estiveram envolvidos na Guerra do Paraguai e ao retornar de uma batalha difícil tiveram que passar por uma floresta onde uma força sombria parece estar atacando a todos. Um por um.


A escrito do Gabriel Requiem é muito boa. Bem acima da média mesmo. Ele consegue entregar uma história que, a princípio, julgamos ser normal e não sabemos muito para onde ele pretende levar. Quando as coisas começam a acontecer, é tudo rápido demais. Não há tempo de pegar fôlego. É uma sucessão de eventos. A narrativa em primeira pessoa, na forma de diário, é perfeita porque consegue passar para o leitor o terror daquilo que estava acontecendo com o protagonista. É como se estivéssemos vivenciando junto com ele toda a experiência. Os diálogos são bons, a descrição também cumpre seu papel, nada é muito exagerado. Gostei que o autor conseguiu um bom equilíbrio entre a exposição do que acontecia e os personagens conversando entre si.


Não tenho como não mencionar o bom emprego de um elemento folclórico brasileiro em uma história de terror. Nos últimos anos temos visto como os autores tem se voltado para as origens das lendas e não para aquilo que foi interpretado a posteriori. Assim como nos contos de fadas dos irmãos Grimm que sofreram uma suavização pela Disney. Os contos originais eram macabros e voltados para alertar os camponeses sobre o que eles não deveriam fazer. O mesmo é feito aqui e com bastante sucesso. E também não há um grande exagero da parte do autor. Ele acertou bem a mão com como ele interpretou e passou para o papel a lenda. E no final ainda tem um pequeno easter egg. Que vai trabalhar justamente isso que eu comentei sobre como as histórias foram reinterpretadas e suavizadas posteriormente.










Ficha Técnica:


Nome: O Senhor do Tempo

Autor: Gabriel Requiem

Editora: Draco

Número de Páginas: 31

Ano de Publicação: 2014


Avaliação:

Link de compra:

https://amzn.to/2Zabq9G











0 comentário

Posts recentes

Ver tudo