top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Meu Mundo versus Marta" de Paulo Scott e Rafael Sica

Em um mundo distópico, um homem tenta sobreviver diante de uma realidade claustrofóbica e acaba descobrindo o amor no lugar mais improvável de todos. Mas, para atender aos desejos de seu coração, ele se verá obrigado a enfrentar todo um mundo de problemas.



Sinopse:


Planeta Terra. Época e lugar desconhecidos. Esta é a história de um pacto de equilíbrio sutil. De um lado, os ameaçados, do outro, a ameaça ― da qual, apesar dos anos de convívio, das tentativas de maior aproximação, ainda pouco se sabe. Em um cenário de ritos intermináveis e sob a mediação de uma crescente desconfiança, o quadrinista Rafael Sica e o escritor Paulo Scott criam uma história de arquitetura extraordinária, de busca por tudo aquilo que há de humano em nós ― e colocam em cena o diálogo do qual depende a ordem, a suposta ordem, o concerto dos dias. Da paz. Da única paz. A mais terrível paz.





Segundo Paulo Ramos:


"As histórias em quadrinhos representam aspectos da oralidade e reúnem os principais elementos narrativos, apresentados com o auxílio de convenções que formam o que estamos chamando de linguagem dos quadrinhos."


Essa definição pode parecer simples, mas ela é bem ampla no que diz respeito ao objeto quadrinho. Esqueçam um pouco o conceito de narrativa sequencial de Will Eisner porque ela acaba encontrando alguns obstáculos em seu percurso. Como é o caso desta HQ de Paulo Scott e Rafael Sica. Como definir uma narrativa sequencial somente com base em uma sinopse bem livre? Onde temos uma direção pouco precisa sobre para onde seguir e quem fornece as direções é o próprio leitor? Nessa HQ, subjetividade é uma palavra até pouco precisa para o que está sendo entregue aqui. Somos convidados a participar da composição da história onde toda a informação que temos é que nos encontramos no planeta Terra e se trata de um futuro distópico. Só. E eu achei uma das viagens mais interessantes que eu fiz por esse universo da narrativa gráfica.


Bem, a resenha que eu vou fazer aqui é a partir da minha interpretação do que é a história. Ela pode mudar e muito de acordo com cada leitor. Dessa forma, queria me focar um pouco mais na arte em si do que no roteiro, mas eu preciso passar por ele antes.


Esse é um mundo onde aparentemente as pessoas perderam em parte sua liberdade. Clones das pessoas são criados para realizar as mais diversas atividades. Uma sociedade armamentista a tudo regula, sendo que aqueles que estão no controle exibem a sua mão de ferro. Quando alguém não segue o "falso normal" eles são reprogramados e devolvidos à sociedade. É uma fórmula parecida com a de 1984, do autor George Orwell, mas elevada a enésima potência. O protagonista é alguém que trabalha em uma dessas agências de reprogramação de clones. Sua vida é morosa e tediosa, mas ele vive com um desses clones que recebe o nome de Marta. Só que essas cópias tem um pequeno problema: elas tem um tempo de vida muito curto. São usadas apenas para trabalhos mundanos em que podem ser substituídas com facilidade por novos modelos. Em seu convívio com Marta, vemos que o protagonista começa lentamente a se apaixonar por sua vida com ela. E, em consequência, por ela mesma. Marta, que começa a HQ como uma criança, cresce até se tornar rapidamente uma adulta. O desejo de uma vida mundana do protagonista com ela é o que preenche os seus dias. Ele tenta levá-la para as ruas, procurando disfarçá-la da melhor maneira possível. Só que suas ações vão despertando a atenção de todos aqueles ao seu redor. Todos os que desejam acabar com esse governo opressor. E o protagonista é parte dele. O que será do protagonista e de Marta?


Como eu disse, essa é a minha interpretação do começo da história. Pode não ser a mesma que a sua; pode nem ser aquilo que os autores pensaram. Essa é a mágica de uma HQ sem diálogos. Ela permite um grau de subjetividade que está na própria essência do que significa narrativa gráfica. Exige de nós, leitores, uma capacidade de compreender figura e fundo. De dar sentido a uma sequência de situações ou a uma narrativa sequencial, como Eisner gostava de empregar esse conceito. São situações mundanas que quando unimos em um conjunto coeso são capazes de montar uma narrativa única com início, meio e fim. Tudo é simbólico nessa HQ. Cada objeto, cada parede, cada construção é representativo de alguma coisa. Vai caber ao leitor juntar todas essas peças e o que os personagens estão fazendo na história. É possível até trocar o protagonismo. Eu parti do princípio que o homem é o protagonista, mas em uma última análise é possível usar Marta como protagonista. E eu só usei o nome Marta a partir do título do livro. E se o nome dela não for Marta? E se Marta for o lugar onde eles vivem?


Vi algumas opiniões bem complicadas na internet sobre a narrativa gráfica de Paulo Scott e Rafael Sica. Estamos acostumados a um formato meio comics de narrativa onde o autor e o artista entregam tudo mastigado ao leitor. Uma HQ experimental como essa apresenta diversos níveis de dificuldade para nós. Não é simplesmente passar as páginas em busca de um balão de diálogo. É preciso parar, pensar a composição de quadros, como estes foram concebidos, como eles ocupam as páginas, quantos eles são e como foram distribuídos. Existe até mesmo uma lógica por trás dos capítulos, que são sete ao todo. Podemos até pensar nesse número sete, como um número da criação, ou no caso aqui, da destruição desse mundo. O que eu mais achei legal em Meu Mundo versus Marta foi o fato de os criadores terem me tirado da minha zona de conforto. Me feito pensar cada página, cada quadro, cada conjunto.


Não é daquelas HQs que vão entrar no meu top5 de melhores leituras do ano, mas é uma HQ que vai me ensinar a narrativa gráfica. Que vai me dar uma aula sobre como ler melhor aquilo que eu consumo. Nesse ponto, em um sentido estrito e didático, essa é uma das melhores leituras do ano. Porque me fez pensar fora da caixinha, me fez rever os meus manuais sobre quadrinhos e até mesmo a pensar livremente. Só isso já me faz pensar o quanto ter lido Meu Mundo versus Marta foi essencial para o meu 2021. Porque aquilo que vier daqui para frente nas minhas leituras de quadrinho vai, indelevelmente, ter sido afetada por essa leitura.


O Quadrinho em 1 Quadro:



Não fui muito específico em qual quadro usar da HQ. Apenas queria compartilhar com vocês alguns detalhes da composição do Rafael Sica. Como vocês podem ver de cara, não existem divisões entre os quadros. Ou seja, falta a sarjeta aqui. Ela não foi inclusa para dar uma sequencialidade maior às cenas. O que chama a atenção é que os quadros foram compostos em um esquema de aspecto para aspecto, isto é, cada quadro apresenta um aspecto da cena em si. Pode ser um quadro com o rosto do personagem, outro em uma caixa de leite, um terceiro em uma cama. Ou lá em cima desse quadro: percebam como os quadrinhos retratam o que está acontecendo dentro da sala mostrado no quadro maior abaixo, mas a partir de diferentes ângulos? Isso dá uma sensação de dinamismo e sequencialidade ao que está acontecendo nesse pequeno espaço. Podemos interpretar diferentes ações. Por que isso chama a atenção? Porque o emprego de uma sequência aspecto para aspecto é mais comum em quadrinhos orientais que possuem uma função contemplativa e reflexiva. Rafael Sica nos estimula a refletirmos sobre o que estamos vendo no quadro. Pode ser uma HQ sem balões, mas ela é cheia de detalhes que tornam a leitura mais alongada do que parece em um primeiro momento.


Outra forte característica é a atenção ao fundo. A arte pode até ser simples e me lembra um pouco o estilo de linha clara com os personagens tendo poucos traçados, mas existe uma enorme preocupação com o que está sendo colocado em cena. A disposição dos livros, as placas em uma construção, os grafites e até as hachuras usadas para compor um cenário decadente e devastado. Foi um teste para as minhas parcas habilidades como um curioso na arte de quadrinhos. Fiquei apreciando e tentando entender o que é cada coisa. Minha análise do que Sica desenhou aqui pode estar completamente equivocada e peço desculpas ao artista e aos leitores, mas caramba, eu me perdia pela cena tentando decifrar todas as mensagens escondidas em cada canto.


Um último detalhe na arte é em como o branco é bem empregado. Parece bobagem, mas o vazio de algumas cenas diz muito sobre o que está sendo apresentado. Seja só um rosto pensativo em um imenso quadro branco ou uma personagem sorrindo enviesada. Nós, leitores, não costumamos prestar muita atenção ao branco dos quadros porque ele parece um silêncio dentro da cena. Mas, aqui, Sica faz esse branco ser ensurdecedor. Te apresentar muito mais do que aparenta à primeira vista.











Ficha Técnica:


Nome: Meu Mundo versus Marta

Autor: Paulo Scott

Artista: Rafael Sica

Editora: Quadrinhos na Companhia

Número de Páginas: 160

Ano de Publicação: 2021


Link de compra:


*Material obtido em parceria com a Companhia das Letras













Kommentare


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.