• Diego Araujo

Resenha: "A Metamorfose" de Franz Kafka

Atualizado: 4 de Jun de 2019

O realismo se choca ao mágico nas consequências trágicas causadas pela Metamorfose, a famosa história de Franz Kafka.

Sinopse:


A metamorfose é a mais célebre novela de Franz Kafka e uma das mais importantes de toda a história da literatura. Sem a menor cerimônia, o texto coloca o leitor diante de um caixeiro-viajante - o famoso Gregor Samsa - transformado em inseto monstruoso. A partir daí, a história é narrada com um realismo inesperado que associa o inverossímil e o senso de humor ao que é trágico, grotesco e cruel na condição humana - tudo no estilo transparente e perfeito desse mestre inconfundível da ficção universal.




Existem diversas famílias no planeta, e o número de problemas que cada uma deve superar é tão grande quanto. O mais jovem deve sustentar todos os quatro moradores da casa e pagar as empregadas. Ele segue confiante no emprego enquanto garante as condições de vida aos pais e mima a irmã mais nova. Responsabilidades pesam neste jovem, e tudo fica pior quando em um certo dia ele acorda transformado em um ser inumano, e causa a metamorfose em toda a família.

Metamorfose é uma das história mais conhecidas de Franz Kafka, feita pelo escritor em apenas 20 dias, segundo a contracapa da edição feita pela Ciranda cultural em 2018. Trata das mudanças na rotina de uma família após o filho Gregor Samsa se transformar em barata da noite para o dia, literalmente.

​"Deu consigo na cama transformado num inseto monstruoso."

O livro já começa com a transformação de Gregor em barata. Acorda com várias pernas finas debatendo, seis ao todo, as suas novas pernas. Ele tenta sair da cama com o novo corpo, sem saber como controlá-lo. Os pais e a irmã ficam preocupados, pois Gregor já deveria sair da cama. Atrasado para o trabalho, o gerente vai até sua casa e exige esclarecimentos. O tempo passa, e o jovem mal consegue andar. Suas tentativas de conversar assustam tanto os pais como seu chefe e mesmo assim ele precisa sair do quarto e trabalhar.

Apenas Gregor trabalha na família. O pai saiu do emprego faz cinco anos por causa de sua idade. Já a mãe cuida dos afazeres domésticos com auxílio das empregadas e a irmã tem apenas dezessete anos, inexperiente e mal acostumada com trabalho. Com a metamorfose do jovem, a família entra em risco de condenação.

​"Tudo quanto o mundo exige dos pobres, eles o cumpriam em grau extremo."

A premissa de Metamorfose é bastante simples, “o que acontece à família quando o único capaz de sustentá-la sofre uma tragédia?”. A partir disso troque a tragédia pelo elemento fantástico, do personagem acordar no corpo de barata. Kafka desenvolve esta questão enquanto acompanhamos a cena no ponto de vista do protagonista Gregor. A escrita nos faz olhar pela perspectiva do protagonista. Algumas imagens dão agonia só de lembrar como a visão das patas de Gregor transformado em barata balançando sem controle.

Kafka mostra as consequências desta transformação na história, toda focada na situação de Gregor. Não conta o que acontece fora de casa, quando os demais moradores precisam recuperar a garantia da família enquanto o jovem entristece perante o horror de quem o vê. Assim ocorre a metamorfose no resto do lar, em busca da sobrevivência financeira. 

Metamorfose trabalha sobre consequências reais no caso fantasioso. O extraordinário traz críticas à sociedade ao extrapolar situações de famílias sustentadas por uma pessoa devido as condições recorrentes quanto a falta de emprego. Aproveita e cutuca a ferida aberta na conclusão da história, que revela as faces das pessoas após presenciar a metamorfose.


Ficha Técnica:

Nome: A Metamorfose Autor: Franz Kafka Editora: Ciranda Cultural Editora & Distribuidora Gênero: Fantasia (?)/Realismo Mágico Tradutor: Luiz A. de Araújo ​Número de Páginas: 96 Ano de Publicação: 2018

Link de compra:  https://amzn.to/2O9SilD


Tags: #ametamorfose #franzkafka #barata #gregorsamsa #sociedade #familia #sobrevivencia #amoleitura #loucosporlivros #igliterario #ficcoeshumanas




ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.