top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Aâma vol. 2 - A multidão invisível" de Frederik Peeters

Os mistérios em Ona(ji) continuam e o grupo de Verloc e Conrad saem em busca do paradeiro de Woland. Mas, o que eles se deparam é om um ecossistema em surgimento, deixando-os atônitos com o processo evolutivo.



Sinopse:


Verloc Nim e seu irmão Conrad chegaram ao inóspito planeta Ona (ji), na companhia do gorila-robô Churchill. Sua missão: recuperar o misterioso produto conhecido como “aâma”. Ao chegarem lá, eles encontram um grupo de cientistas, que havia sido abandonado à própria sorte. Após conflitos iniciais e alianças casuais, Verloc se junta à expedição que seguirá em busca de “aâma”. O que se segue é uma jornada de perigos, mas também de incríveis maravilhas. Uma bela HQ, premiada internacionalmente, imperdível para os fãs de ficção científica e quadrinhos de qualidade!







Tem spoilers do volume anterior!!!





No final do primeiro volume, Verloc, Conrad e Churchill chegam até um acampamento onde viveria o povo de Woland, mas este não se encontra presente. Conrad quer saber o paradeiro de Aâma para poder retirá-lo do planeta Ona(ji). Só que eles descobrem que Woland e mais dois colonos desapareceram do assentamento e os companheiros deles não parecem estar sendo totalmente honestos com o paradeiro de Aâma. Verloc acaba se envolvendo com uma das moradoras locais, o que causa um tremendo problema já que Myo vivia junto de outra pessoa. A situação acaba insustentável e Myo acaba forçando a barra e integrando o grupo de Conrad e Verloc que parte da vila. A viagem é tumultuada principalmente pelo fato de que eles descobrem rapidamente que o planeta não é mais desabitado. Aâma forçou a evolução de diversas estranhas criaturas em Ona(ji) criando uma fauna e flora que parecem saídas de um filme de pesadelos. Resta saber até onde o artefato conseguiu chegar e o quanto essas espécies são desenvolvidas.


Esse volume está um baile de criatividade. Primeiro porque o roteiro é intrigante e mantém o leitor preso do começo ao fim. Peeters está com uma história tão pirada que é impossível a gente se conter e não sair avançando as páginas. Retomo o meu pensamento de que de forma alguma esse é um álbum pequeno (por quase da pouca quantidade de páginas). Acontece várias coisas, além da arte que está deslumbrante. Algumas perguntas são respondidas e outras deixam a gente ainda mais confuso. Isso porque o cerne da questão ainda é o que é Aâma. O que deu para entender é que parece ser um artefato ou um tipo de inteligência capaz de fomentar a evolução em ambientes desabitados. Aâma toma decisões por si própria e tenta criar as condições para o surgimento de criaturas que possam se adaptar às condições do planeta. Ao mesmo tempo isso representa uma espécie de terraformação que era o objetivo original dele. Mas, o roteiro não fica só nos aspectos de ficção científica: temos o caso de Myo, o passado de Verloc e Silice e até mesmo uma discussão sobre gravidez natural ou artificial. É um volume riquíssimo em informações. Meu único ponto negativo que vai fazer eu reduzir um pouco a nota desse segundo volume é o final abrupto. Quando a gente vê o capítulo se encerrou sem um gancho para o próximo.


Vou começar pelos assuntos mais comuns e depois a gente vai pirando na narrativa do Peeters. Queria chamar a atenção para Myo já que o envolvimento dela com Verloc pareceu meio saído do nada no volume anterior. Aqui a gente já começa a desenvolver mais a personagem e percebemos que a chegada de Conrad e Verloc deu a ela a possibilidade de tentar sair dali. E ela vai usar as armas que ela possui. Achei curioso que o protagonista percebe rapidamente que foi usado por Myo, diferente de outros personagens que levam uma vida até perceber este tipo de manipulação. Ele sabe que isso aconteceu, refletiu, ficou chateado com ela, mas a vida segue. Só que Myo avança ainda mais a mão e coloca a pequena menina que se parece com a filha de Verloc junto. E essa garota tem uma estranha afinidade com ele. Algo que ele não consegue descobrir o que é.



Quem não gostou da ideia de levar Myo foi Conrad. Ele parece estar meio afetado pelos desdobramentos das descobertas que eles fizeram. Durante toda a jornada ele está mais irritadiço e nervoso, contrário àquele personagem mais equilibrado que contacta Verloc no primeiro volume. Conrad parece ser uma pessoa obcecada por ter controle sobre coisas, pessoas e acontecimentos. Ele precisa dessa sensação de estar no comando e saber de todas as possibilidades. Só que tudo parece estar fora disso nesse momento: o grupo não está do jeito que ele quer, ele não faz ideia do paradeiro de Woland e Aâma parece estar solta fazendo o que quer. Não sabemos ao certo se isso é o efeito da própria personalidade de Conrad ou se algo está acontecendo com ele. Frienko parece ter uma certa habilidade para acalmá-lo.


Ficamos sabendo mais sobre o passado de Verloc. E como ele se encontrou com Silice. E é curioso que o envolvimento dos dois acaba sendo influenciado pelo fato de Verloc ser dono de um antiquário. As visões um pouco diferenciadas dele regem a relação dos dois. Por exemplo, neste futuro, é bastante incomum os casais terem filhos de forma natural. A gravidez geralmente é in vitro manipulando a genética da futura criança de forma a protegê-la de doenças e outros problemas. Não é que a gravidez comum é criminalizada, ela só não é recomendada. Então Verloc convence Silice da importância de terem uma filha da forma como os filhos eram concebidos antes. E assim nasce Lilja. Mas, desde o primeiro momento a menina não parece normal. Não vou entrar em detalhes para não estragar a surpresa, mas toda a questão com a garota e o que fazer com ela é o que causa os problemas no casamento de Verloc. A busca por um tratamento médico que pudesse ajudá-la o leva a todo o tipo de médico. O preconceito contra Lilja causa também muitos transtornos para Silice. Um dia, ela simplesmente vai embora e Verloc fica sabendo alguns dias depois que ela havia se envolvido com outra pessoa. O personagem se viu sem chão e caiu em uma série de problemas que vieram depois. Ele simplesmente não conseguiu seguir em frente.


Voltando ao planeta Ona(ji) a evolução do planeta é simplesmente extraordinária. Peeters vai brincar com formas anteriores de vida. Protozoários, seres unicelulares, formas de vida simples. Só que imagine se essa evolução ocorresse em outro ambiente com outras condições. É isso o que o autor imagina aqui. Teremos seres que disparam enormes nuvens de pólen, medusas voadoras imensas, um ser que é uma espécie de sistema digestivo ao ar livre. Todo o ambiente foi modificado e se transformou em algo fascinante. É um cenário que vai encantar os personagens, ao mesmo tempo em que vai colocá-los em perigo. Eles vão precisar desenvolver estratégias diferentes para lidar com seres que eles jamais viram. Ao mesmo tempo eles vão se questionar como Aâma conseguiu chegar a essas conclusões sobre povoar o planeta de criaturas. E até se ainda é possível retirar a inteligência desse planeta ou se ela se integrou completamente a ele como algum tipo de divindade artificial.


Muitas questões ficaram no ar e este segundo volume levantou ainda mais a barra do quadrinho. Com mistérios crescentes, personagens ganhando mais e mais camadas, o leitor fica na expectativa sobre o próximo volume. Por exemplo, por que a pequena menina não fala e gosta de estar perto de Verloc? Ou as desconfianças de Churcill sobre uma possível integração entre carne e robôs. Aliás, as cenas de ação do Churchill estão entre as mais sinistras deste volume. E por fim o que Conrad e Verloc encontrarão depois do vale que eles atravessaram.


O Quadrinho em 1 Quadro:



Não tenho como não falar da criatividade de Peeters em toda essa série de ficção científica. Em algumas histórias, a gente consegue detectar de onde a inspiração para algum veículo, máquina ou criatura que um autor teve. Ele só mudou algumas características e inseriu uma criatura terrestre em outro ambiente. Em Aâma a concepção de ideias está fora da casinha. Peeters consegue te entregar algo realmente alienígena, daqueles que a gente não consegue imaginar na Terra. Gostaria sinceramente de entender como é o processo criativo por trás do desenho destas imagens. Olhem acima como eles são. Passam de amebas aquáticas a plantas carnívoras cuspidoras de ácido. Sem falar no próprio ambiente do planeta que embora se pareça com uma planície vai adotando formas cada vez mais complexas. Ah, e o design dos ambuladores que é o máximo também. Eu gostaria de ter uma figure de um ambulador. Peeters não se intimida nem um pouco em criar cenários amplos para que o leitor faça ideia da desolação do que o cerca. Tudo parece muito grande. E quando chegamos nos novos ecossistemas, essa sensação permanece. Tem uma cena em que os personagens caem por um buraco e chegam em algum tipo de "floresta" subterrânea que é enorme. O autor está muito bem nessa HQ.












Ficha Técnica:

Nome: Aama vol. 2 - A multidão invisível

Autor: Frederik Peeters

Editora: Nemo

Tradutor: Fernando Scheibe

Número de Páginas: 88

Ano de Publicação: 2014


Outros Volumes:


Link de compra:











0 comentário

Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.