• Paulo Vinicius

Previsões de Lançamentos para 2019: a Editora Aleph

Atualizado: Fev 3

O catálogo de lançamentos da Aleph é sempre um dos mais esperados do ano. Venham saber quais os planos da editora para 2019!

Estamos de volta com uma das postagens mais populares do Ficções Humanas. A curiosidade é o ponto forte de todos os leitores em geral. E não vou negar que esta coluna vai ser bem mais magra que o habitual. Isto porque a crise econômica se abateu em todas as editoras sem exceção. Portanto, a maioria delas está sendo bem conservadora em suas divulgações. Não temos grandes lançamentos no gênero de ficção e fantasia sendo que os lançamentos mais importantes estão com Aleph, DarkSide e Morro Branco. Esse é o trio a se observar em 2019. 

Regras básicas desta coluna: 

1 - Todas as informações são especulações feitas a partir da divulgação da editora em sua fanpage ou de cadastros de ISBN na Biblioteca Nacional. 2 - Lançamentos podem ser adiados. O que fazemos é uma estimativa. 3 - Não respondo pelas editoras. Se houve algum problema no lançamento como atraso ou cancelamento, peço que entrem em contato com a editora em questão. 4 - No final, eu faço algumas apostas. Mas, apostas são isso mesmo: apostas. Nada garantido.*

*Este ano especificamente eu vou estar evitando fazer muitas apostas. Isto porque se a editora conseguir cumprir o seu próprio cronograma de lançamentos já vai ser uma vitória. O resto é lucro. Portanto, não esperem que eu vá apresentar notícias bombásticas porque elas não existem. 

________________________________________________________________________________________________________________________________________

Desempenho da editora em 2018: 

A Aleph foi bem realista e conservadora em 2018. Ela reconheceu os seus limites e entendeu aonde ela deve se inserir. Com um mercado literário cada vez mais fechado e em um nosedive violento, a Aleph conseguiu se destacar por alguns bons lançamentos. Ela conseguiu publicar alguns títulos bem interessantes como o incrível Flores para Algernon e o não tão conhecido Sereias de Titã. Ao mesmo tempo conseguiu fechar a série Os Executores com a publicação de Calamidade. Ou seja, o que vimos foi uma editora que ora apostava em títulos populares, ora em suas publicações de ficção científica raiz. Só posso parabenizar a editora por prosseguir em uma jornada difícil como vem sendo o Brasil enquanto prossegue sendo uma editora de vanguarda. Sim, porque não podemos deixar de mencionar a campanha de financiamento coletivo da edição de colecionador de 2001, Uma Odisseia no Espaço (do qual eu fui apoiador). Uma proposta que para uma editora de médio porte como ela é uma boa quando o projeto é inovador. Isso abriu os olhos de editoras menores para vôos mais altos. Esse ano eles já afirmaram que irão colocar no ar pelo menos uma ou duas campanhas nos moldes da primeira. A minha torcida é para que eles continuem a ser inovadores porque já existem muitas críticas feitas por alguns ao uso do Catarse por editoras. O Catarse foi criado para inovar; e inovação é com a Aleph. 

No que diz respeito a títulos o que vocês verão abaixo é uma continuação de listas que eu publiquei em anos anteriores. A editora vem cumprindo suas promessas corretamente e em sua velocidade. Não se preocupem: eles tem uns ases na manga que vão impressionar. 

1 - "Fundação Edição Deluxe" de Isaac Asimov

Ficha Técnica:

Nome: Fundação - Edição Deluxe Autor: Isaac Asimov Gênero: Ficção Científica Tradutor: Fábio Fernandes e Marcelo Brabão Ilustrador: Alexander Wells Número de Páginas: 896

Link de compra:  https://amzn.to/2WF2DcW



Resenha no Ficções:

Fundação (vol. 1)

Fundação e Império (vol. 2)

Segunda Fundação (vol. 3)


Sinopse: Obra máxima de Isaac Asimov, a Trilogia da Fundação foi eleita a melhor série de ficção científica e fantasia de todos os tempos – superando trabalhos premiados como O Senhor dos Anéis, de J.R.R. Tolkien. Os livros que compõem a série – Fundação, Fundação e Império e Segunda Fundação – surgem agora em volume único, em uma edição de colecionador com acabamento de luxo, capa dura e 24 ilustrações coloridas de Alexander Wells. Uma obra à altura do legado do mestre. Os livros contam a história da humanidade em um ponto distante no futuro, no qual o visionário cientista Hari Seldon prevê a destruição total do império humano e de todo o conhecimento acumulado por milênios. Mas incapaz de impedir a tragédia, ele arquiteta um plano ousado, em que será possível reconstruir a glória da raça humana. Se tudo correr como o planejado. Inédita no Brasil, essa edição terá tiragem limitada.

Comentários: Uma obra máxima da ficção científica do século XX em uma edição de luxo. Um dos primeiros lançamentos do ano da editora em uma edição revisada, recauchutada e ilustrada. Asimov nunca teve um tratamento tão luxuoso assim. Uma edição obrigatória para os fãs do gênero e é algo que eu vou torrar o meu dinheiro com todo o prazer. É caro? Sim... mas, pensa que é a trilogia completa, contendo mais de vinte ilustrações e provavelmente alguns extras. 

2 - "Guerra Sem Fim" de Joe Haldeman

Ficha Técnica:

Nome: Guerra Sem Fim Autor: Joe Haldeman Gênero: Ficção Científica

Tradutora: Luisa Geisler Número de Páginas: 354

Link de compra:  https://amzn.to/2MMzdoP











Sinopse: "A história de guerra mais precisa e dolorosamente genuína que eu já li.” William Gibson Quando a humanidade faz o primeiro contato com uma raça extraterrestre, um movimento hostil causa o início de uma guerra espacial que durará séculos. William Mandella, um jovem norte-americano, está entre os primeiros soldados convocados no alistamento obrigatório. Na guerra, ele aprenderá a manusear as máquinas mortíferas mais modernas e a sobreviver ao ambiente inóspito de mundos alienígenas. Além da resistência física, Mandella precisa lutar para sobreviver aos horrores da guerra, em um constante exercício de questionamento sobre seus reais inimigos. A possibilidade de voltar para casa não é uma esperança nem um alento: devido à dilatação temporal envolvida nas viagens espaciais, soldados que passaram poucos meses no espaço descobrem, ao retornar à Terra, que lá a passagem de tempo foi de décadas ou até de séculos. Inspirado na experiência de Joe Haldeman na Guerra do Vietnã, Guerra sem fim se tornou um clássico da ficção científica militar e recebeu os prêmios Hugo, Nebula e Locus. Além de registrar, em uma metáfora cruel, a realidade de uma geração que vivenciou a guerra nos anos 60, Haldeman também abordou temas universais e atemporais, como ufanismo, solidão e as contradições da guerra.

Comentários: Uma obra que inspirou e muito na escrita de Guerra do Velho, do autor John Scalzi. Se você curtiu a narrativa, vai certamente gostar da escrita de Haldeman. É um clássico da ficção científica militar. Emocionante, impactante e muito atual em suas temáticas. 


3 - "A Última Colônia" (Guerra sem Fim vol. 3) de John Scalzi

Ficha Técnica:


Nome: A Última Colônia

Autor: John Scalzi

Série: Guerra sem Fim vol. 3

Gênero: Ficção Científica

Tradutor: Petê Rissatti

Número de Páginas: 360


Link de compra:

https://amzn.to/2XAF7lH










Sinopse: A raça humana tenta expandir seus territórios, mas se depara com um problema: os planetas habitáveis são poucos e a competição por eles é enorme.


Após anos sem expandir suas fronteiras, a União Colonial toma a controversa decisão de iniciar uma nova colônia, e a tarefa de administrá-la é entregue a dois condecorados heróis de guerra: John Perry e Jane Sagan. Inicialmente, o maior desafio é conciliar os interesses de grupos com origens diversas.


Entretanto, logo os heróis se veem isolados em um planeta que não é o que parece e descobrem que são apenas peças no tabuleiro de uma disputa que envolve o destino de toda a humanidade.


Na série Guerra do Velho, best-seller do New York Times, o premiado autor John Scalzi traz ao leitor uma história épica de conquista galáctica e exploração interplanetária, com personagens cativantes, intrigas políticas bem construídas e sem nunca perder o bom humor.


Comentários: Muito bom que esta série tem dado bons resultados para a editora. E é bem por isso que ela continua a ser publicada por aqui. Scalzi tem uma escrita fácil e dinâmica que consegue atrair mesmo leitores que não curtem tanto ficção científica. Este terceiro volume retoma a história do personagem John Perry.


4 - "Blade Runner: Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas" de Philip K. Dick

Ficha Técnica:


Nome: Blade Runner - Andróides Sonham com Ovelhas Elétricas

Autor: Philip K. Dick

Gênero: Ficção Científica

Tradutor: Ronaldo Bressane

Número de Páginas: 288


Link de compra:

https://amzn.to/2LKO58J




Sinopse: Inspiração para um dos maiores clássicos do cinema, dirigido por Ridley Scott, este romance é de autoria do prolífico e revolucionário Philip K. Dick, um dos maiores expoentes da contracultura na ficção científica durante as décadas de 60 e 70. Rick Deckard é um caçador de recompensas, vivendo em uma San Francisco decadente, coberta pela poeira radioativa que dizimou inúmeras espécies de animais e plantas. Um novo trabalho pode ser o ponto de virada para melhorar seu padrão de vida e realizar seu sonho de consumo: uma ovelha de verdade, para substituir a réplica elétrica que ele cria em casa. Para isso, Deckard precisa perseguir e aposentar seis androides que estão foragidos, se passando por humanos. Mas as convicções do detetive podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida quanto ele acreditava. Em Androides sonham com ovelhas elétricas?, título original deste livro, Philip K. Dick cria uma atmosfera sombria e perturbadora para contar uma história impressionante, e abordar questões filosóficas profundas sobre a natureza da vida, da religião, da tecnologia e da própria condição humana. Esta nova edição conta com capa ilustrada por Rafael Coutinho, com design de Giovanna Cianelli. A cena imaginada por Coutinho homenageia o filme e retoma o ar policial noir do romance, ao mesmo tempo em que explora a atmosfera de dúvida e segredos presente na obra de Dick.


Comentários: Esta é uma nova edição do clássico de Philip K. Dick. Com nova roupagem e uma nova capa.


5 - "O Homem do Castelo Alto" de Philip K. Dick

Ficha Técnica:


Nome: O Homem do Castelo Alto

Autor: Philip K. Dick

Gênero: Ficção Científica

Tradutor: Fábio Fernandes

Número de Páginas: 312


Link de compra:

https://amzn.to/2JAta5F


Resenha no Ficções:

O Homem do Castelo Alto









Sinopse: 1962, a suástica é hasteada em Nova Iorque. A escravidão é legal, os judeus tentam sobreviver e o I Ching é tão comum quanto horóscopo. Nesta distopia, Philip K. Dick traz uma visão assombrosa da história que poderia ter se tornado real caso a Alemanha nazista e o Japão tivessem ganhado a Segunda Guerra Mundial. Este livro angustiante - adaptado pela Amazon Prime, ganhador do prêmio Hugo de melhor romance - estabeleceu Philip K. Dick no gênero, quebrando a barreira entre a ficção científica e o romance filosófico. Com design de Giovanna Cianelli, a capa conta também com ilustração inédita de Rafael Coutinho, que inspirado pelas obras de Norman Rockwell salienta um dos aspectos mais sombrios do livro: quão próxima da nossa realidade é a história alternativa criada por Dick.


Comentários: Esta é mais uma reedição com nova identidade visual.


6 - "A Mão Esquerda da Escuridão" de Ursula K. Le Guin

Ficha Técnica:


Nome: A Mão Esquerda da Escuridão

Autora: Ursula K. Le Guin

Gênero: Ficção Científica

Tradutora: Susana L. de Alexandria

Número de Páginas: 304


Link de compra:

https://amzn.to/2XJ9q52











Sinopse: Enviado em uma missão intergaláctica, Genly Ai, um humano, tem como missão persuadir os governantes do planeta Gethen a se unirem a uma comunidade universal. Entretanto, Genly, mesmo depois de anos de estudo, percebe-se despreparado para a situação que lhe aguardava. Ao entrar em contato com uma cultura complexa, rica, quase medieval e com outra abordagem na relação entre os gêneros, Genly perde o controle da situação. É humano demais, e, se não conseguir repensar suas concepções de feminino e masculino, correrá o risco de destruir tanto a missão quanto a si mesmo.


Em capa dura, com pintura inédita de Marcela Cantuária e prefácio de Neil Gaiman, esta edição celebra o aniversário desta obra magistral. A mão esquerda da escuridão propõe ricas discussões sobre assuntos polêmicos e atemporais - gênero, feminismo, alteridade, filosofia e antropologia -, sendo considerado pela crítica especializada não só um dos mais importantes livros de ficção científica já escritos como também uma verdadeira obra-prima da literatura moderna.


Comentários: Uma luxuosa nova edição para um dos maiores clássicos do gênero no século XX.


7 - "Metrópolis" de Thea von Harbou



Ficha Técnica:

Nome: Metrópolis Autora: Thea von Harbou Gênero: Ficção Científica

Tradutor: Petê Rissatti Número de Páginas: 416


Link de compra:

https://amzn.to/37QYKa5








Sinopse: Este é Metropolis, um romance escrito pela esposa de Fritz Lang a partir do roteiro do fime. Thea também foi uma colaboradora na criação do filme e o romance possui suas próprias anotações sobre a história. Contém partes da história que foram pedidas durante o processo de edição; é a única maneira de verdadeiramente entender o filme. 

Esta cidade do futuro engloba dois mundos: o da classe hedonista e governante e o da subcultura segregada, tolhidos em um submundo mecanizado trabalhando para prover os ricos e seus prazeres. Quando surge uma líder carismática, ela busca um salvador para unir as ordens sociais díspares. "Entre o cérebro que planeja e as mãos que constroem," ela declara, "existe um mediador - o coração." Com descrições vívidas, ricas em caracterização e simbolismo, a história se inspira em mitos antigos para formar uma visão assustadora do futuro. 

Comentários: Essa é a grande surpresa para o primeiro semestre da editora. Uma obra seminal, importante e nunca publicada no Brasil. Ao lado de clássicos como 1984, Fahrenheit 451 e o próprio Nós (lançado pela editora) são histórias que nos ajudam a entender a natureza das divisões entre as classes sociais. Certamente é uma daquelas obras que serão discutidas ao longo do ano todo. Parabéns para a editora por trazer esta narrativa. 


8 - "Os Hereges de Duna" (Duna vol. 5) de Frank Herbert

Ficha Técnica:

Nome: Os Hereges de Duna Autor: Frank Herbert Série: Duna vol. 5 Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 471 (edição americana)














Sinopse: Dando continuidade à grande saga de Duna, neste quinto livro, Frank Herbert traz para o centro da cena a irmandade Bene Gesserit, que exerce estranhos poderes sobre os seres humanos. Utilizando-se destes poderes para solucionar problemas de ordem política e religiosa e na sua luta pelo poder, a irmandade cria uma série de conflitos que se desenrolam em meio ao caos e à fome de um planeta árido. Comentários: Se não houver nenhum apocalipse, Os Hereges de Duna vai ser publicado ainda este semestre. Digo isso baseado nas respostas que são dadas na fanpage da editora no Facebook. Eles cravaram no primeiro semestre e como são poucos os títulos realmente garantidos para estes seis meses iniciais (somente estes cinco primeiro), dá para acreditar sim. Mas, novamente, como o mercado editorial no Brasil anda uma caixinha de surpresas, é melhor deixar um pézinho atrás e ainda ficar na torcida. Mas, acho que dessa vez a coisa vai. 


9 - "As Herdeiras de Duna" (Duna vol. 6) de Frank Herbert

Ficha Técnica:

Nome: As Herdeiras de Duna Autor: Frank Herbert Série: Duna vol. 6 Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 436 (edição americana)














Sinopse: "Chapterhouse Dune", Sexto e último volume da série Duna, é a história da irmandade de mulheres conhecida como Bene Gesserit, que herdou o poder no planeta Duna, tornando-o sua sede. Depois de colonizar um mundo verdejante, a irmandade está transformando o planeta em um imenso deserto, onde se desenvolvem vermes imprescindíveis para a fabricação de mélange, especiaria que prolonga a vida e acentua os poderes psíquicos das mulheres do grupo.

Comentários: Mesma coisa do item acima, mas para o segundo semestre. A editora prometeu terminar com a série ainda este ano. Mas, eu acredito que este último volume deva ficar lá para o final do ano, podendo inclusive acabar sendo passado para 2020. Vamos torcer. Tudo indica que o segundo semestre será um pouco melhor para as editoras. 


10 - "Os Robôs e o Império" (Os Robôs vol. 4) de Isaac Asimov

Ficha Técnica:

Nome: Os Robôs e o Império Autor: Isaac Asimov Série: Os Robôs vol. 4 Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 512 (edição americana)














Sinopse: Passaram-se duzentos anos desde os acontecimentos descritos em Os Robôs do Amanhecer e da morte de Elijah Baley, o grande herói dos romances anteriores de robôs. Mas sua amada Lady Gladia está determinada a salvar a Terra da vingança dos malvados Espaciais e do Dr. Kendel Amadiro. Juntos com seus dois robôs, Daneel e Giskard, Gladia tem que descobrir um meio de neutralizar o Dr. Amadiro e garantir a sobrevivência da Terra, dos seus habitantes e das suas colônias no espaço.

Comentários: É agora que começam as apostas. Essa é uma das mais prováveis até pelo fato de a Aleph não ter lançado nada do Asimov no ano passado. E se tem alguma constante na editora é alguma publicação de Clarke, Asimov ou Philip K. Dick. Ano passado tivemos um do Clarke e um do Dick. Ou seja, esse ano deve ter um Asimov. 


11 - "The Sapphire Rose" (Trilogia Elenium vol. 3) de David Eddings

Ficha Técnica:

Nome: The Sapphire Rose Autor: David Eddings Série: Elenium vol. 3 Gênero: Fantasia Número de Páginas: 656 (edição americana)














Sinopse: Finalmente o cavaleiro Sparhawk conseguiu pôr as mãos em Bhellion, a lendária jóia da magia. Com ela, ele liberta a Rainha Ehalana do casulo cristalino que preserva a sua vida, mas Bhellion carrega também perigos. E agora Sparhawk está sendo perseguido por um inimigo que se esconde nas trevas que é apenas o início de seus problemas... 

Comentários: De todos os títulos que eu vou apresentar nesta coluna, este é o menos provável de ser publicado. Sério... A editora quer publicar porque ela não aceita abandonar algo que já publicou dois volumes, mas o mercado não tem colaborado para isso. Assim, vou ser bem sincero: se a Aleph publicar este terceiro volume, vai ser realmente só por respeito aos leitores. É o tipo de lançamento de lucro zero. Não há uma base de fãs do autor no Brasil e os interessados são mais aqueles que compraram os dois primeiros volumes. Não seria nem um pouco absurdo se em algum momento a editora resolvesse realmente abandonar a série. E seria totalmente perdoável, na minha opinião. 


12 - ​"The Peripheral" de William Gibson

Ficha Técnica:

Nome: The Peripheral Autor: William Gibson Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 496
















Sinopse: Aonde Flynne e seu irmão, Burton, vivem, trabalhos fora do negócio das drogas são raros. Felizmente, Burton tem seus benefícios de veterano, por causa de um ferimento neural sofrido por seus implantes durante seu tempo na força de elite Haptic Force da USMC. Então uma noite, Burton precisa sair, mas tem um trabalho que ele precisava fazer - um trabalho que Flynne não sabia que tinha. Ser o testador-beta de um novo jogo, ele diz a ela. O trabalho parece ser simples: trabalhar um perímetro ao redor da imagem de um edifício. Pequenas coisas na forma de insetos irão se ativar. Ele precisa entrar em seu caminho, e trazê-los de volta. Isto é tudo o que há. Ele está oferecendo a Flynne um bom preço para assumir o trabalho no lugar dela. O que ela vê, contudo, não é o que Burton diz para ela esperar. Era para ser um jogo, mas pode também ser um assassinato.

Comentários: E este título aqui? Olha, eu realmente acredito que ele saia. The Peripheral é uma obra bem atual, com vários links a serem feitos com a forma como somos observados. Mesmo eu não curtindo Gibson, devo apontar a atualidade de suas obras e como elas dialogam conosco. E a Aleph tem uma tendência muito forte a publicar obras que suscitam a reflexão. Vide Piquenique na Estrada, Solaris, Nós e tantos outros. E eu não sei não... tenho a ligeira impressão de que esse título já foi traduzido e só foi engavetado por causa da crise editorial. 


13 - "Martian Time-Slip" de Philip K. Dick

Ficha Técnica:

Nome: Martian Time-Slip Autor: Philip K. Dick Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 278
















Sinopse: Na árida colonia de Marte a única coisa mais preciosa que água pode ser um menino de dez anos com esquizofrenia chamado Manfred Steiner. Embora a UN tenha considerado crianças "anômalas" como sujeitas à deportação e destruição, outras pessoas - especialmente o Supremo Goodmember Arnie Kott da união dos Trabalhadores da Água - suspeitam que a doença de Manfred pode ser uma janela para o futuro. Em Martian Time-Slip, Philip K. Dick usa o poder da política, os esquemas imobiliários extraterrestres, o adultério e o assassinato para penetrar os mistérios do homem e do tempo.

Comentários: Dick tem uma base de fãs inacreditável no Brasil. Não à toa temos duas editoras agora publicando títulos do autor (Suma e Aleph). Infelizmente preciso dizer que a Suma pegou dois títulos bem ruins do autor enquanto a Aleph parece saber escolher os melhores títulos. Esse é um título que eu não conheço, mas se está na SF Masterworks é porque teve algum tipo de legado deixado ao gênero. Até hoje a Aleph sempre publicou pelo menos um título do autor por ano. Ou seja, tem que manter a escrita, né?


14 - ​"The Moon is a Harsh Mistress" de Robert A. Heinlein

Ficha Técnica:

Nome: The Moon is a Harsh Mistress Autor: Robert A. Heinlein Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 400 (edição americana)















Sinopse: Robert A. Heinlein foi o mais influente escritor de ficção científica de sua era, uma influência tão grande que, como Samuel R. Delaney aponta, "críticos modernos tentando brigar com sua influência se encontram lidando com um objeto semelhante ao céu ou ao oceano". Ele ganhou o Hugo Award por melhor romance quatro vezes, um recorde que ainda permanece. The Moon is a Harsh Mistress foi o último desses romances vencedores do Hugo, e é amplamente considerado como o seu melhor trabalho.

É uma história de revolução, de rebelião de uma antiga colônia penal lunar contra a Autoridade Lunar que a controla da Terra. É a história de pessoas muito diferentes - um técnico de computadores, uma jovem e vigorosa mulher agitadora, e um velho acadêmico - que se tornarão os líderes de um movimento rebelde. E é a história de Mike, o supercomputador cuja senciência é conhecida apenas pelo seu círculo interno, e aquele que, por motivos que só ele sabe, está comprometido com o sucesso absoluto da revolução.

The Moon is a Harsh Mistress é um dos pontos mais elevados da ficção científica moderna, um romance que transborda temas como política, humanidade, paixão, tecnologias especulativas inovadoras e uma crença profunda na busca da liberdade do homem. The Moon is a Harsh Mistress é o vencedor do Hugo Awards de 1967 por Melhor Romance.

Comentários: Esse é um título que é quase sempre comentado nas lives da editora. Até porque o autor tem muitos títulos que não são republicados há décadas e The Moon is a Harsh Mistress é um deles. Por ser uma obra mais reflexiva do autor ao lado de Um Estranho em uma Terra Estranha, eu acredito que a Aleph realmente vá publicar essa belezinha. Só não sei se vai ser em 2019, gente. Desculpem.


15 - "Redshirts" de John Scalzi

Ficha Técnica:

Nome: Redshirts Autor: John Scalzi Gênero: Ficção Científica Número de Páginas: 317














Sinopse: O Encarregado Andrew Dahl foi designado para o Navio Capital "Intrepid" da União Universal, o navio principal da União Universal desde o ano 2456. É um posto de prestígio, e Andres está animado ainda mais ao ser designado para o laboratório de Xenobiologia do navio. A vida não poderia ser melhor... até que Andres começa a entender o fato de que (1) todas as Missões Longínquas envolvem algum tipo de confronto letal com forças alienígenas, (2) o capitão do navio, e seu chefe de ciências, e a belíssima Tenente Kerensky sempre sobrevivem a estes confrontos, e (3) ao menos um membro de baixa patente da tripulação é, tristemente, sempre morto.

De maneira não surpreendente, um grande esforço nos decks inferiores é gasto em evitar, a todo custo, ser designado para uma Missão Longínqua. Então Andrew esbarra em uma informação que transforma completamente o seu entendimento e o de seus colegas sobre o que a nave "Intrepid" realmente é... e oferece a eles uma chance maluca e de alto risco de salvar suas próprias vidas.

Comentários: Já ficou claro que Scalzi é sucesso por aqui, né? Então é totalmente lógico publicar tudo o que o autor tem à disposição. E Redshirts teve seus direitos comprados pela Aleph diferente de romances mais recentes dele como The Collapsing Empire. Então esperem ver Redshirts em breve. 


Tags: #previsoesdelancamento #editoraaleph #mercadoeditorial #loucosporlivros #igliterario #amoleitura #editorasbrasileiras #ficcoeshumanas



ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.