top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "Polícia Fantasma" de Luciano Nascimento

O policial Franklin está realizando uma intensa perseguição ao terrorista Alvarado. Sua divisão especial contém oficiais que desistiram de seus corpos físicos para se tornarem dados e poderem se incorporar a qualquer cidadão que disponha de um neurofone. Mesmo assim, Alvarado parece ser incansável.



Essa é uma grande cena de perseguição onde o autor vai trabalhando diversas temas à medida em que ela se desenrola. Luciano faz isso de uma forma bastante inteligente e o que parece ser uma história curta e rápida revela ter muito mais escondido nas entrelinhas. A narrativa segue o policial Franklin em uma captura a um terrorista chamado Alvarado. Este realizou uma série de ataques a instituições que controlam os neurofones, uma espécie de identificação deste mundo futurista. Ao realizar seus ataques ele causou diversas mortes colaterais. Franklin conta com sua habilidade como membro da polícia fantasma: ele é capaz de se incorporar em qualquer pessoa que possua um neurofone. Só que quanto mais incorporações ele fizer em uma semana, mais memória passada ele vai perdendo, até não restar mais nada de si mesmo.


A narrativa trabalha bastante acerca da memória. Alvarado parece estar seguindo vozes que dizem sobre o quanto o governo é corrupto. O fato de os policiais fantasmas poderem incorporar em pessoas inocentes é entendido por ele como uma quebra da liberdade, além do fato de colocar as pessoas em risco. Só que sua memória sobre o que está acontecendo é meio fugidia, então o leitor nunca sabe ao certo se as críticas dele são válidas ou são exageradas. Por outro lado temos Franklin que é um policial que não mede esforços para completar sua missão. Mesmo se ele tiver que colocar sua existência em risco. Ele só consegue manter sua essência por pura força de vontade. No posfácio, o autor coloca que a ideia dele era colocar em xeque a discussão sobre a memória como algo dado ou a memória como força de vontade. Até achei válido esse debate só que a narrativa acaba abraçando outras temáticas que talvez o autor não tenha pensado inicialmente.


Por exemplo, as incorporações. A maneira como Franklin as realiza é extremamente invasiva. Ele simplesmente incorpora e pronto, usa o corpo o quanto quiser. Muitas vezes sem o consentimento da pessoa. A divisão da polícia fantasma é uma divisão secreta. Por essa razão é que é possível fazer essa inferência. O autor não nos fornece exatamente uma contextualização acerca do mau uso dessa habilidade, mas é óbvio que ficamos com a pulga atrás da orelha. O quanto isso representa uma sociedade de controle? Mesmo Alvarado usando métodos reprováveis para alcançar seus objetivos, sua motivação é válida. Também não sabemos que vozes são essas que direcionam o personagem rumo aos seus alvos.


Ao mesmo tempo, Luciano distorce a dinâmica de mocinho e bandido. Como a narrativa é contada em terceira pessoa, mas da perspectiva dos dois personagens, conseguimos vê-los racionalizando suas ações. Gostei bastante de como o autor alterna entre os dois pontos de vista sem a necessidade de usar marcadores óbvios de transição. O leitor simplesmente sabe quando ele mudou de ponto de vista. Fica bem claro. Algumas dessas transições ocorrem de um parágrafo para o outro. Sua escrita é extremamente veloz e combina com a ideia de uma perseguição em alta velocidade.


Meu único porém é que eu achei a contextualização ótima e a narrativa merecia um desenvolvimento maior. Claro que isso iria estragar a ideia do autor de uma narrativa inteiramente concentrada em uma grande cena de perseguição. Um desenvolvimento maior demandaria construção de mundo, de personagens, o que encorparia mais a narrativa. Mas, as discussões acabaram ficando rasas frente ao que poderia ser de verdade. Daria uma história incrível, porém o resultado final ficou apenas normal. O que eu percebo é que as limitações de um conto intimidam os autores a desenvolver o potencial máximo de suas histórias. E não deveria ser assim. É no conto que experimentamos, que ousamos. Basta ver ótimos exemplos de contistas nacionais como o Duda Falcão e a H. Pueyo. Eles dominam a arte de dizer muito em um espaço curto. Mesmo assim, gostei bastante do conto e espero ler mais coisas do autor.











Ficha Técnica:


Nome: Polícia Fantasma

Autor: Luciano Nascimento

Editora: Revista Trasgo

Número de Páginas: 21

Ano de Publicação: 2020















0 comentário

Comentários


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.