• Paulo Vinicius

Resenha: "O Jogo do Equilíbrio" de Ana Lúcia Merege

Cyprien luta diariamente pela sua vida como um saltimbanco pobre. Ao lado de seu pequeno filho e de sua quase-esposa, amada Mariotte eles tentam ter uma vida normal. Mas, neste dia, Cyprien vai tentar um número ousado que pode lhe render umas boas moedas. 

Uma das mágicas produzidas por Ana Lúcia Merege é transformar o cotidiano em uma história totalmente fantástica. Em O Jogo do Equilíbrio temos apenas mais um dia na vida de Cyprien. Vemos suas dificuldades financeiras, suas brigas com Mariotte, a forma como Colette o ajuda a criar seu filho, sua relação com os outros artesãos na cidade. Uma coisa que a própria autora alerta aos fãs é que quem busca uma história apocalíptica, com muitas mortes e destruição em massa, esta não é a sua história. Mesmo assim, a gente fica preso na narrativa da autora. Porque queremos saber em que ponto nossos personagens vão chegar. 

A escrita da Ana é extremamente confortável. Nos sentimos íntimos dos personagens. Nos importamos com eles. Através de suas pequenas histórias somos levados a um mundo de magia, mas que se parece muito com o nosso em muitos sentidos. Aliás, não se parece um mundo de magia, mas um mundo com magia. A narrativa é muito bem delineada com introdução, desenvolvimento e conclusão. Somos introduzidos rapidamente aos personagens e ao Labirinto, o desenvolvimento cuido de nos mostrar os dilemas de cada personagem e o que a história vai tratar e a conclusão nos coloca diante de um ciclo que se encerra para que outro comece no dia seguinte. Temos aqui uma narrativa em primeira pessoa do ponto de vista de Cyprien que nos conta suas impressões sobre o que acontece ao seu redor. A opção por essa narrativa foi muito acertada porque percebemos que o personagem não consegue entender exatamente os sentimentos dos personagens que o cercam, muito como nós mesmos também não somos capazes disso. 

A ambientação é bem detalhada e demonstra a carga de conhecimento que a autora possui. Detalhes desde alimentos até os pormenores da vida de um saltimbanco são apresentados eficientemente pela autora. Até mesmo curiosidades como o banho dos camponeses ou as negociações com artesãos e vendedores de pratos estão ali. Existe todo um código nesse sentido. O legal é que esses detalhes surgem de um modo tão natural que não chega a ser um info dumping, já que você precisa destes detalhes para imergir na narrativa. 

Cyprien é um homem com um filho. Antes ele tinha uma vida mais livre e solta e se permitia até fazer pequenos roubos, como Alfons, marido de sua cunhada, faz até hoje. Mas, o casamento com Alyne, o nascimento de seu filho e a consequente morte de sua esposa o fizeram amadurecer. Sua relação com Mariotte é marcada por aquele vai e vem de pessoas que se amam, mas não admitem isso. Como Cyprien não oferece muitas perspectivas, Mariotte diz em voz alta que ele é passageiro. Mas, lá no fundo, a gente percebe que isso não é de todo verdade. O Jogo do Equilíbrio nada mais é do que Cyprien e Mariotte buscando se equilibrar nas mazelas da vida. Para Cyprien é o jogo diário de buscar o sustento de sua família, em uma corda bamba que se ele cair pode significar a fome e a tristeza. Para Mariotte, é o equilíbrio entre saber se Cyprien é ou não o homem para ela. Seus sentimentos por ele a fazem estar a seu lado sempre, e ela não se vê sem ele. Mas, ela precisa convencer a si mesma de que ela não precisa de Cyprien. 

Mais uma história maravilhosa da nossa maga das histórias, Ana Lúcia Merege. Toda vez que eu leio algo da autora eu fico encantado com a capacidade de entretenimento e de diversão que ela consegue impor na mais simples das histórias. Assim como em O Anel do Escorpião, o leitor não consegue parar mais até a última página. Uma narrativa com uma constância e uma harmonia que você encontra em poucos autores. Experimentem ler qualquer coisa da Ana. Tenho certeza que irão gostar. 

Ficha Técnica:

Nome: O Jogo do Equilíbrio Autora: Ana Lúcia Merege Editora: Draco Gênero: Fantasia  Número de Páginas: 56 Ano de Publicação: 2012


Avaliação:


Link de compra:

https://amzn.to/2HxlNfA


Tags: #ojogodoequilibrio #analuciamerege #athelgard #editoradraco #cyprien #alyne #mariotte #circo #amizade #familia #sobrevivencia #paiseefilhos #fantasia #leiafantasia #amofantasia #igfantasia #leianacionais #leianovosbr #ficcoeshumanas




ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.