top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Resenha: "O Céu de Lilly" de Fábio M. Barreto

Em um mundo que perdeu a esperança, Lilly continua a olhar para o céu em busca da verdadeira liberdade. Mas, para alcançá-la, terá que lidar com os perigos da terra. Conheçam O Céu de Lilly, um lindo conto de Fábio M. Barreto.

Sinopse:


Lilly é uma jovem abandonada à própria sorte e cuja infância foi roubada. Para ela, o o futuro parece não existir. Ela precisa enfrentar seus medos, uma ameaça misteriosa, para ter o simples direito de olhar para cima e sorrir... sem ser destruída como o resto da Humanidade da qual ela apenas ouviu falar. 






As antigas histórias de ficção científica nos faziam pensar. Muito mais do que apresentar um ambiente futurista com lasers e naves espaciais, bons livros de ficção científica eram críticas sociais ou reflexões sobre a própria natureza humana. A proposta desse conto cai no segundo caso. Mas, será isso suficiente para sustentar uma boa história? Bem, para mim, O Céu de Lilly entrou facilmente para a minha lista de melhores leituras do ano.

Após uma tragédia apocalíptica que impediu os homens de sequer olhar para as estrelas, muitos grupos agora precisam lutar para sobreviver. Lilly e sua família precisam lidar com inúmeras situações perigosas e em muitos momentos a desesperança toma conta de todos. Mas, mesmo assim Lilly ainda continua desejando encontrar o brilho que existe nas estrelas. Um brilho esse que pode ser mortal para alguns, mas que pode representar o mundo para a nossa protagonista.

Eu sei, eu sei... essa sinopse e nada é quase a mesma coisa, certo? Certíssimo. Mas, essa história é tão boa que eu fico preocupado de revelar qualquer elemento que possa comprometer o andamento da história. Fato é que o autor trabalha inúmeros assuntos extremamente pertinentes. Por exemplo, a própria noção de liberdade do homem. Uma das coisas que talham a presença humana no planeta hoje é a noção de que temos a liberdade (na maior parte dos lugares). Podemos ir de um lugar para o outro, temos a nossa vida. Somos capazes de olhar para o céu e pensarmos em sua imensidão ou simplesmente apreciar um alvorecer ao lado de um boom amigo ou de uma mulher amada. Quando essa liberdade é retirada, o ser humano se desespera, retorna a seus instintos primitivos. Isso porque como somos o topo da cadeia, sempre desejamos mais. Não conhecemos as mazelas que um animal que possui predadores passam. Por esse motivo essa história parece tão aterradora quando paramos para pensar um pouco mais nela.

Ao mesmo tempo fico pensando em outro sentido de liberdade trabalhado pelo autor. O homem sempre desejou voar, ir ao espaço, tocar as estrelas. Quando isso é retirado dele, tudo o que sobra é o desespero. A constatação de que estamos limitados a um espaço do qual não podemos sair. Esse é um tema que lembrou muito um dos meus livros favoritos, O Fim da Infância, de Arthur C. Clarke. Nele os seres humanos passam a ser governados por uma raça alienígena que fornece a cura para todas as doenças, a longevidade e muitos outros benefícios em troca de que os homens jamais se voltem para o espaço. O que vemos é que o homem é um ser expansionista por natureza. Quando retiramos essa aptidão dele, ele se estagna. E não aceita bem esse tom estático. No livro de Clarke, o homem acaba se voltando contra seus benfeitores; aqui, Lilly deseja a todo custo poder olhar para as estrelas. Ela ainda mantem forte esse instinto dentro de si.

O desenvolvimento do enredo é muito bom. Isso porque o autor não mostra muito. Ele vai descrevendo as situações sem apresentar os motivos por trás. Por exemplo, em nenhum momento, Fábio M. Barreto nos diz o que aconteceu propriamente com o mundo. Algo aconteceu e o que é necessário sabermos é que o grupo de Lilly precisa sobreviver, O tema é a sobrevivência. O que veio antes não importa à narrativa. Isso contribui para o dinamismo da história contada pelo autor. Ele não se perde em grandes introduções ou plots que não acrescentam nada no final. O enredo também é contado de maneira direta. Não existem desvios de narrativa. Isso porque a motivação do autor é apresentar as sensações da protagonista diante daquilo que se passava ao seu redor.

Outro tema muito bem trabalhado pelo autor é a solidão. A preocupação de Lilly em ficar sozinha vai se agravando com a perda progressiva dos membros do seu grupo. Vamos vendo o desespero crescente e a noção de que não havia absolutamente nada que ela pudesse fazer para mudar aquela situação. Isso porque ela se apoiava em seus colegas para conseguir manter sua sanidade e esperança diante de um mundo devastado. Mas, quando Laura sai para caçar e não retorna mais, percebemos na expressão da menina o quanto aquilo a afetou. Aliás, as descrições sensoriais são um ponto alto da pena do autor.

A partir dessa última frase eu posso fazer um link com o que eu queria destacar a seguir: a sensibilidade sensorial da narrativa. As descrições feitas pelo autor afetam a todos os sentidos. Sejam os ruídos de uma ambientação desolada, a fome que assola a todo o grupo, o sentimento de que alguma coisa deseja tomar a vida de todos. Enfim, o autor trabalha com os sentidos dos leitores. Isso faz com que a narrativa seja altamente imersiva. Me lembro de em alguns momentos conseguir silenciar tudo o que havia ao meu redor e me sentir ao lado de Lilly passando por aqueles momentos tão difíceis. E sentir um raio de esperança nos momentos finais.

Fábio M. Barreto escreveu um conto muito reflexivo. Fazendo uma clara homenagem a ícones como Arthur C. Clarke e H.P. Lovecraft, o autor nos traz uma narrativa que nos diz o que faz do ser humano um ser social. Quando a solidão diante de um mundo cruel se manifesta, Lilly se agarra em um dos poucos sentimentos que a mantém no caminho: a possibilidade de olhar para as estrelas e voltar a sonhar com um mundo melhor.










Ficha Técnica:


Nome: O Céu de Lilly

Autor: Fábio M. Barreto

Editora: AutoPublicado

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 22

Ano de Publicação: 2014


Avaliação:

Link de compra:














Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.