• Paulo Vinicius

Resenha: "Mensageiros do Limiar" de Duda Falcão

Mais uma incrível coleção de histórias de Duda Falcão. Nesse novo volume encontramos seitas demoníacas, um estranho sequestrador de crianças, uma exploradora espacial em busca de um vampiro psíquico e muito mais.



Sinopse:


Neste tomo, caro leitor, você encontrará criaturas abjetas, pessoas insanas e entidades sobrenaturais. Conhecerá a obsessão de um investigador para encontrar o autor de um crime incomum, uma detetive no rastro de uma criatura antiga e perigosa, um culto que deseja invocar entes além da compreensão humana, um vilarejo que esconde segredos cósmicos, um teatro habitado por uma aberração, uma refeição inusitada, uma gravação assombrada, uma rede de computadores que abduz almas, o desmatamento desenfreado e as suas consequências, um espírito animal que se torna venerado por um povo, a espadachim Hylana se aventurando nas Terras de Lyu, a busca de Becky Star pelo pai em Saturno, o diálogo de um engenheiro florestal do futuro e um robô terraformando um planeta, um cientista que descobriu a imortalidade e quais foram os efeitos dela sobre a sua existência e, por fim, descobrirá quem são os mensageiros do limiar que dão título ao livro. Vá em frente. Não se assuste. Aqui a aventura e o horror se misturam em um mesmo caldeirão para a sua diversão.





Já me acostumei com as coletâneas do Duda Falcão. Todas as vezes sempre tem algum material mais ou menos interessante para ler. Sempre é uma leitura divertida e descompromissada. Se eu posso dizer a respeito de um verdadeiro herdeiro das pulp fictions, esse é o cara. Uma das coisas mais divertidas é que no meio de tantas histórias, o autor conseguiu criar alguns personagens recorrentes. Apesar de que nesse volume tem só a Becky Star de retorno e acho que ele deixou para introduzir muita coisa nova aqui. Se o leitor está preocupado em ler o material o Duda em alguma ordem, podem ficar tranquilos. Não é necessário. As narrativas que ele cria são autossustentadas. Outras histórias vão dar mais profundidade a esses personagens, mas não interferem no ato de desfrutar de uma história.


Quero começar falando sobre as flash fictions do Duda, algo que eu quase nunca comento. O autor tem uma ótima noção de espaço narrativo. Do contrário ele não seria um especialista em histórias curtas. Ele sabe como criar uma história interessante dentro de uma quantidade limitada de linhas ou páginas. Por exemplo, Fantasmagoria Online é uma narrativa que bebe bastante de lendas urbanas sobre criaturas que existem dentro do universo digital e sugam nossos corpos ou almas através da tela. Uma história curtinha de uma página e meia que deixa o leitor tenso e preocupado. Uma narrativa de terror funciona bem quando te faz olhar por cima do ombro. Uma flash fiction precisa ter esse poder. Como uma gota de água capaz de saciar um leitor no meio do deserto.


Abductor é uma história que eu curti bastante também. Duda cria uma atmosfera que remete a um romance policial. Mas, as coisas nunca são preto e branco para o autor. Vai ter alguma coisa a mais; algo que escapa à nossa percepção do que é normal. Na história uma detetive particular investiga o desaparecimento de uma criança. O que no início parece ser apenas algo de praxe em sua vida, vai tomando estranhos contornos quando ela percebe que algo mais se esconde nas sombras. É a típica narrativa de detetive ou policial que lentamente vai se envolvendo com um mundo que se desvela aos poucos a ela. Duda consegue nos prender na história ao lado da investigação feita por ela. A narrativa é em primeira pessoa, o que faz com que sejamos testemunhas oculares daquilo que está acontecendo. E entendemos o quanto a detetive começa a recear por sua própria vida. Um detalhe: em nenhum momento o autor fala o nome da protagonista.



Quando digo que o Duda é um verdadeiro herdeiro das pulp fictions, me refiro a histórias como Becky Star e Ronnie contra o Vampiro Psíquico de Saturno. Nada remete mais a essas histórias das décadas de 1930 e 1940 do que elas. Com esses títulos bizarros e histórias que mesclam aventura e ficção científica. A exploradora Becky Star e seu robô Ronnie chegam em Saturno onde precisam tirar fotos de uma estranha espécie de criatura. Isso porque eles devem muito dinheiro a um homem chamado Jagal. Algo que parece ser simples vai se tornar uma história que vai deixar marcas na vida da protagonista. Essa é uma grande aventura em um planeta estranho. Há um breve debate sobre a sobrevivência de uma criatura que precisa de nutrientes exóticos. E entender como essa criatura pode coexistir com outras.


Por fim, queria trazer Imortalidade, uma história bem diferente do Duda. Pela primeira vez o vejo criando uma narrativa de scifi um pouco mais pesado. O protagonista é um homem que vive em Marte e conseguiu depois de muito tempo criar um tratamento contra a morte, fazendo com que os seres humanos consigam viver para todo o sempre. Só que esse tratamento acaba despertando as ambições da humanidade, o que revolta seu criador. Ele percebe o quanto o ser humano não está preparado para conviver consigo mesmo e com outras criaturas do espaço. A narrativa é uma grande reflexão existencialista que busca entender o nosso lugar no universo.


Bem, vou parar por aqui porque, do contrário, eu iria ficar comentando sobre todas as histórias desta coletânea. Como qualquer livro desse tipo, terão histórias que os leitores irão gostar mais enquanto outras nem tanto. Mas, no geral, o autor consegue manter a essência de sua proposta. Algumas destas histórias estiveram presentes em outras coletâneas, mas a maior parte dos contos é material inédito.








Ficha Técnica:


Nome: Mensageiros do Limiar

Autor: Duda Falcão

Editora: Avec Editora

Número de Páginas: 176

Ano de Publicação: 2020


Avaliação:

Link de compra:

https://amzn.to/3qObkQu


*Material enviado em parceria com a Avec Editora







ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.