• Paulo Vinicius

Resenha: "Horror em Gotas" de Karen Álvares

Histórias curtas e aterrorizantes por uma das melhores autoras de terror nacionais: Karen Álvares. Vejam o sangue cair em gotas nestas histórias!



Raramente eu posso falar que uma coletânea de contos possui um padrão de qualidade alto. Isso porque em uma infinidade de contos sempre vai haver algum que vai ser mais fraco ou que não vai ter o mesmo apelo. Não é o caso de Horror em Gotas. Quando você procura ler os contos homeopaticamente para que eles não acabem logo, isso significa que o leitor curtiu o que estava sendo apresentado.

Não vou falar especificamente sobre cada conto porque tenho receio de dar spoiler nos contos que são bem curtos. Vou tratar sobre alguns temas presentes em vários contos. Ressalto a habilidade da autora em construir situações de terror a partir de situações insólitas. O ponto forte dela é trabalhar com o aspecto psicológico dos personagens. A maneira como ela explora os medos e inseguranças dos seus personagens transparece nas páginas. Por exemplo, Game Over deixa o leitor assustado com a trama absolutamente simples e assustadora ao mesmo tempo. Acordar no dia seguinte e perceber que algo daquele nível de estranheza possa ter acontecido é de gelar a pele. Tique Taque é outro conto nas mesmas linhas de Game Over e provoca o mesmo nível de reação no leitor.

Karen Alvares trabalha bastante com o conceito do Outro, algo que ela vai explorar mais detidamente em Inverso. O próprio Game Over mexe com isso, mas um dos que eu destaco é Azul. E a autora pegou corretamente a noção de como o shapeshifter funciona em uma história de terror. O Outro serve para mostrar o lado obscuro de nossos corações. Ele pode mostrar uma visão invertida ou apenas retirar a máscara que usamos no dia-a-dia.

Um dos contos que mais me fascinaram foi Sorriso. Incrível como a autora foi capaz de trabalhar um tema de tolerância de uma maneira tão aterrorizante. O que uma mente como a de pessoas com algum tipo de deficiência intelectual pensam? Como elas se sentem em situações de alto risco? A maneira como Karen descreve o sorriso do protagonista é preciso e assustador simultaneamente. A forma como o enredo se desenrola demonstra a capacidade do ser humano de provocar o mal mesmo em pessoas tão inocentes quanto as que aparecem na história.

Outros contos como Dona Aranha subvertem noções infantis em contos de terror. Achei curiosa a maneira como Karen pegou uma música infantil como a da Dona Aranha e transformou em algo completamente diferente. Quando a música começa a ser cantada na história, o leitor parece que consegue escutar a música à distância. E foi bem interessante porque nós tomamos uma rasteira com o que é apresentado neste conto. Não desconfiei do twist feito pela autora.

Posso dizer que gostei muito de Horror em Gotas. Foi um livro que me ajudou a superar uma ressaca literária com contos que acabaram por me surpreender devido à qualidade deles. Posso dizer que Karen Alvares se tornou minha referência nacional para histórias de terror. Eu quero muito ver a autora se arriscando um pouco mais porque ela tem muito talento para isso. Inverso é sua obra conhecida e possui um enredo interessante, mas lendo Horror em Gotas eu consigo perceber do que ela é capaz.



Ficha Técnica:


Nome: Horror em Gotas

Autora: Karen Álvares

Editora: Auto-Publicado

Gênero: Terror

Número de Páginas: 130

Ano de Publicação: 2013

Avaliação:


Link de compra:

https://amzn.to/2WB7343


Tags: #horroremgotas #karenalvares #autopublicacao #contosdeterror #leiaterror #amoterror #sangue #ficcoeshumanas

ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.