• Paulo Vinicius

Previsões de Lançamentos para 2022: a Darkside Books

A Caveirinha promete um 2022 bem aterrorizante. O line-up de títulos está suculento, com vários títulos inesperados e outros que aguardávamos há algum tempo.


Só revisando as regrinhas básicas desta postagem:


1 - Todas as informações são especulações feitas a partir da divulgação da editora em sua fanpage ou de cadastros de ISBN na Câmara Brasileira do Livro (CBL).


2 - Lançamentos podem ser adiados. O que fazemos é uma estimativa.


3 - Não respondo pelas editoras. Se houve algum problema no lançamento como atraso ou cancelamento, peço que entrem em contato com a editora em questão.


4 - No final, eu faço algumas apostas. Mas, apostas são isso mesmo: apostas. Nada garantido.


Caso as editoras desejem entrar em contato comigo, estou à disposição no ficcoeshumanas@gmail.com.



__________________________________________________________________________________


Desempenho da editora em 2021:


A DarkSide teve um bom ano de 2021 apesar de todos os problemas que o país vivia. Conseguiu emplacar alguns títulos bem diferenciados, apesar de a editora não ter conseguido o mesmo destaque que em anos anteriores. Senti falta da gana por espaço que a Caveirinha teve em anos como 2017 e 2018 onde a todo momento víamos a editora nas redes sociais, entre influenciadores conhecidos ou em banners na rua. Talvez os anos de pandemia tenham feito a editora recuar um pouco em seus projetos ousados, mas percebo aquele ar de terror que a editora exalava em anos anteriores. Deixei a Darkside mais para o final das semanas dessa coluna porque a editora começou a divulgar o seu lineup mais tarde. E acho que a espera compensou porque o que pude ver e ouvir em boatos são coisas bem interessantes. Acho que teremos uma forte disputa por espaço entre as editores médias (estou jogando a Morro Branco também nesse miolo porque ela já se cacifou para isso). Para o mercado editorial, vai ser uma briga de faca; para nós, leitores, um ano bem divertido e cheio de opções. Vale acrescentar um detalhe: a Darkside tem sido bem tranquila no quesito preços, e uma editora que preza pela qualidade de seu material não estar com preço inflacionado em suas publicações beira o milagre.


1 - "O Demônio de Golgota" de Frank de Felitta


Ficha Técnica:


Nome: O Demônio de Gólgota

Autor: Frank de Felitta

Gênero: Terror

Tradutor: Leandro Durazzo

Número de Páginas: 336


Link de compra:

https://amzn.to/3LCdHQm











Sinopse: No aclamado livro de Felitta, o padre responsável pela Igreja das Dores Perpétuas torna-se vítima do inferno e proclama seu próprio fim em uma noite sombria de loucura e desespero. Em 1978, décadas depois, um padre jesuíta é enviado ao local com a tarefa de reconsagrar a igreja, mas se vê capturado pelas garras do mal.


Em mais uma tentativa de livrar o local desse passado de horror e sofrimento, um novo padre chega no Vale de Gólgota para lutar contra as forças satânicas que tomaram posse da Igreja das Dores Perpétuas. Dois cientistas ― especialistas em paranormalidade da Universidade de Harvard ― também viajam até a cidade na tentativa de investigar um século inteiro de eventos sobrenaturais. No entanto, nenhum deles está realmente preparado para o que existe naquela igreja profanada ― nem mesmo o papa.


2 - "O Bebê de Rosemary" de Ira Levin


Ficha Técnica:


Nome: O Bebê de Rosemary

Autor: Ira Levin

Gênero: Terror

Tradutora: Luci Collin

Número de Páginas: 240


Link de compra:

https://amzn.to/3G7bNpW











Sinopse: Rosemary Woodhouse parece ter, finalmente, realizado todos os seus sonhos. Casada com um jovem ator por quem é apaixonada, logo muda-se para um apartamento aristocrático no imponente e prestigiado edifício Bramford. O prédio, célebre pela arquitetura vitoriana e pelos residentes famosos, é um cenário idílico para emoldurar o nascimento de uma grande paixão. Um início perfeito para uma jovem romântica, que planeja se dedicar à família e às alegrias do lar.


Poucos meses após a mudança, Rosemary é agraciada pela semente divina da vida. A felicidade transborda de seu corpo e o fruto de seu ventre é aguardado com entusiasmo pelo marido e pelos novos vizinhos. No entanto, o sol brilha por pouco tempo, e o universo melancólico e assustador vai ganhando forma e sufocando, pouco a pouco, a jovem mãe, o bebê e os leitores.


3 - "Carmilla" de Sheridan Le Fanu


Ficha Técnica:


Nome: Carmilla

Autor: Sheridan Le Fanu

Gênero: Terror

Tradutor: Eneias Tavares

Número de Páginas: 192


Link de compra:

https://amzn.to/3sOmmss





Sinopse: Ambientada em um remoto castelo na Estíria e inspirada no folclore do Leste Europeu, a trama é narrada em retrospecto pela jovem Laura, o que empresta à narrativa um tom confessional e íntimo. Enquanto recorda os misteriosos acontecimentos que ainda a assombram, ela nos guia rumo ao passado, quando a bela e sedutora Carmilla entrou em sua vida. Acompanhamos a sombria jornada com a mesma inocência que permeia os sentimentos de Laura. Somos capazes de nos envolver, sofrer e desejar até o fim do mistério. Vale ressaltar a aparição de um surpreendente e poderoso personagem para a trama. O barão Vordenburg é um estudioso das lendas vampíricas e considerado por muitos um dos precursores literários de Van Helsing.


4 - "A Fabulosa casa com pernas" de Sophie Anderson


Ficha Técnica:


Nome: A Fabulosa casa com pernas

Autora: Sophie Anderson

Gênero: Fantasia

Tradutora: Fernanda Lizardo

Número de Páginas: 272


Link de compra:

https://amzn.to/3lsK1uC












Snopse: Há quem diga que a vida é apenas uma etapa e que, após a tão temida e misteriosa passagem, existe um mundo paralelo onde os mortos continuam a existir. Mas quem tem a missão de acolher, guiar e ajudar essas almas durante a travessia? Marinka tem 12 anos e mora com sua avó, que é uma Yaga, um Guardião cuja responsabilidade é guiar os mortos no momento da passagem, levando-os em direção às estrelas. Mas, para que essa função possa ser realizada com segurança, elas não podem viver muito tempo no mesmo lugar e, por isso, as casas Yaga possuem uma enorme peculiaridade: elas têm pernas de galinha. Para agradar a neta, Baba Yaga passa horas na cozinha preparando borsch, kasha, pastilas e muitas outras delícias da culinária do Leste Europeu. Marinka, no entanto, não se considera uma menina tão feliz assim. Apesar da presença da avó e de seu amigo Jack ― uma gralha atrapalhada e faminta ―, o que ela mais deseja é ter uma vida normal: fazer amizades duradouras com os vivos, ir à escola e ter uma casa que não saia correndo no meio da noite. Tudo muda quando Baba Yaga desaparece misteriosamente... e cabe a Marinka encontrá-la. Para os darksiders que já mergulharam nas obras Nós e as Estrelas, Uma Dobra no Tempo, As Crônicas das Sombras e O Jardim Secreto, A Fabulosa Casa com Pernas é uma obra encantadora e mágica, capaz de transportar o leitor para o mundo das fábulas. Um mundo repleto de flores, caveirinhas, fogos de artifício, praias, universos e estrelas, que fica ainda mais deslumbrante com as ilustrações de Elisa Paganelli. Em A Fabulosa Casa com Pernas, você vai se emocionar ao perceber o quanto uma casinha simples e acolhedora é capaz de nutrir sentimentos, cuidar de seus moradores e demonstrar afeto através de gestos simples, como mergulhar no mar com suas pernas imensas, sorrir através da lareira e fazer carinho com filetes de musgo. Porém, para fazer o que é certo, às vezes precisamos dar as costas para o que conhecemos e explorar o mundo ao nosso redor ― e a pequena Marinka precisará desbravar a cidade, conhecer os vivos e abrir o coração para descobrir sua verdadeira história. A Fabulosa Casa com Pernas é um convite para prestarmos mais atenção ao mundo, à vida, aos amigos, a todos que consideramos parte da nossa família e, com isso, entregarmos a cada dia o valor que lhe é devido ― através de um olhar mágico e repleto de amor. A Fabulosa Casa com Pernas é um convite para prestarmos mais atenção ao mundo, à vida, aos amigos, a todos que consideramos parte da nossa família e, com isso, entregarmos a cada dia o valor que lhe é devido. Mostre ao mundo todo amor que mora em você.


5 - "Damas Noir" organizado por Jpyce Carol Oates


Ficha Técnica:


Nome: Damas Noir

Organizado por Joyce Carol Oates

Gênero: Terror/Policial

Tradutora: Camila Fernandes

Número de Páginas: 240


Link de compra:

https://amzn.to/3MBkETn











Sinopse: Existe um noir feminino? Foi a partir desta pergunta que a consagrada autora Joyce Carol Oates idealizou uma jornada literária pela paisagem sombria do noir, convocando 15 vozes poderosas em busca de uma resposta. O resultado é Damas Noir, uma coletânea de narrativas viscerais que reúne, além de contos, poemas de Margaret Atwood e uma história ilustrada de Lisa Lim. Cada uma das autoras traz seu próprio ponto de vista sobre o gênero, mas o noir feminino revela algo em comum: ele surge cruel, assustador, eletrizante e sanguinolento. Em Damas Noir, as engrenagens da ficção de crime deixam de girar em torno do eixo patriarcal, que com frequência reduz personagens femininas ao papel de vítimas ou mulheres fatais e as relega à margem de uma existência circunscrita ao domínio masculino. Dividido em três partes, Damas Noir nos convida a perscrutar universos intrigantes: Seus Corpos, Nossos Eus; Um Infortúnio Todo Seu e, por fim, Homicídio. Ao investigarem novas ideias sobre o noir, as autoras descentralizam as figuras masculinas e abrem espaço para que outras vozes, outros olhares e outros corpos também possam ser representados.


6 - "No coração da bruxa" de Genevieve Gornichec


Ficha Técnica:


Nome: No coração da bruxa

Autora: Genevieve Gornichec

Gênero: Fantasia

Tradutora: Fernanda Castro

Número de Páginas: 336


Link de compra:

https://amzn.to/3wIVDik











Sinopse: A história de Angrboda ― uma gigante, bruxa, mulher forte e mãe destemida ― começa da forma como muitas outras terminam: com uma bruxa em chamas. Embora estejamos em território da mitologia nórdica, povoada por tantas histórias com homens e deuses no centro de tudo, quem ganha destaque aqui é uma gigante, que se tornou inimiga dos deuses. A protagonista de No Coração da Bruxa ― novo romance a integrar as marcas DarkLove e Magicae ― ajudou esses mesmos deuses, mas se negou a fornecer conhecimentos sobre o futuro a Odin. O Pai-de-Todos então puniu a bruxa, queimando-a na fogueira. Porém, já habituada a livrar-se da ceifadora, Angrboda consegue retornar das chamas. Ferida e indefesa, ela encontra refúgio em uma floresta isolada. Não demora muito para que a bruxa conheça Skadi, uma caçadora de olhos azuis glaciais com quem compartilha um vínculo crescente, e Loki ― que, embora não seja muito confiável, acaba por se tornar o grande amor de Angrboda. De sua união com Loki, nascem três filhos bastante incomuns: Hel, Fenrir e Jormungand. As visões de Angrboda sobre o Ragnarok e o papel que seus filhos desempenharão na queda dos deuses colocam em risco a vida pacífica de sua família, e ela terá que escolher entre aceitar o destino ou fazer tudo que está ao seu alcance para mudar o futuro de seus filhos. Em uma trama comovente e subversiva, Genevive Gornichec nos brinda com a história de uma mulher que ama ― e está disposta a declarar guerra aos deuses em nome desse sentimento. A fantástica saga criada por Gornichec dá vida a uma personagem pouco conhecida da mitologia nórdica e se aprofunda na complexidade dos relacionamentos de Angrboda e nos caminhos que ela está disposta a percorrer por amor e vingança.


7 - "1984" de George Orwell


Ficha Técnica:


Nome: 1984

Autor: George Orwell

Gênero: Ficção Científica

Tradutor: Alexandre Boide

Número de Páginas: 448


Link de compra:

https://amzn.to/3Nuevs8











Sinopse: A trama se passa em um superestado totalitário chamado Oceânia, onde imperam a vigilância onipresente e regras de conduta extremamente rígidas. Nele acompanhamos a rotina severa e os pensamentos cada vez mais divergentes de Winston Smith, funcionário do Ministério da Verdade. Apesar do nome de seu local de trabalho, Winston é responsável por falsificar artigos jornalísticos do passado para que eles sempre se encaixem com o maleável discurso corrente do partido que comanda esse superestado, representado pela figura mítica do Grande Irmão.


8 - "Machado, a Cidade e seus pecados" de Machado de Assis


Ficha Técnica:


Nome: Machado, a cidade e seus pecados

Autor: Machado de Assis

Gênero: Ficção/Romance

Número de Páginas: 288


Link de compra:

https://amzn.to/3wNjfm2












Sinopse: Machado de Assis foi, é e sempre será um dos grandes escritores da literatura mundial. Um conhecedor de sua gente, um bruxo capaz de radiografar nossos desejos ocultos. Sua obra é impecável, repleta de personagens inesquecíveis mas não menos pecadores que cada um de nós. Machado, a Cidade e seus Pecados reúne alguns contos, novelas e fragmentos de romances do autor com um diálogo natural entre pecados e pecadores que atravessa o texto, por bem ou por mal: um gesto de vaidade aqui, uma procrastinação ali, e onde deveria haver virtudes, escorregadelas em vícios mundanos. Cada pecado é observado e por vezes acolhido por uma cidade repleta de belezas naturais que manifestava em cada esquina sua herança errática. Eis aí uma boa oportunidade de ler e reler, descobrir e redescobrir, um autor que é nosso, fruto de nossa língua e nossa cultura. Mais uma chance para nos abrirmos à uma experiência machadiana profunda, reveladora e sem culpa. Abrindo esta edição, apresentamos o poema “A um Bruxo, com Amor”, de Carlos Drummond de Andrade, publicado originalmente no Correio da Manhã em 1958, no qual o mineiro revê sua posição em relação ao autor e o reconhece como um dos nossos maiores mestres. Escritor negro, de ascendência africana e açoriana, ele nasceu e cresceu na chácara de uma família de portugueses, com modestas chances que a ampla maioria dos seus não chegou nem perto de ter. “Tal contexto está presente, de forma mais ou menos codificada, em toda sua literatura. As sinas de seus personagens, tão bem escolhidas neste Machado e seus Pecados, iluminam as arestas mais obscuras da sociedade brasileira. Suas tramas são um pretexto para que o autor retrate a mesquinhez da aristocracia tropical vigente com tintas universais”, afirma o escritor J.P. Cuenca em um dos textos para esta edição. Para o pesquisador e historiador Maurício Barros de Castro, autor de outro texto desta antologia, Machado “mostra como as transgressões acontecem disfarçadas de convenções sociais, impulsionadas pelo desejo ou pela violência, amparadas fragilmente em convicções morais. Talvez por isso a sua evocação dos nossos pecados capitais seja tão contemporânea”. Outro aspecto importante é o diálogo do autor com o universo fantástico, geralmente negligenciado. Sua literatura foi um contraponto claro à hegemonia do realismo e, como ele mesmo disse no ensaio “A Nova Geração”: “A realidade é boa, o realismo é que não presta para nada”. Como recorda o jornalista Romeu Martins e seu texto para este livro, Machado foi “um escritor profundo, audacioso, irônico e, não raro, satírico e corrosivo. Foi, também, um cultor do fantástico. Às vezes, de um fantástico mitigado, que não ia além dos sonhos que temos não só adormecidos como ainda acordados; outras vezes, de um macabro ostensivo e despejado. Entre os selecionados para esta antologia estão contos e novelas como “A Igreja do Diabo”, “A Carteira”, “Conversão de um Avaro”, “Terpsícore”, “Parasita Azul”, “O Cônego, ou Metafísica do Estilo” e “A Cartomante”, além de trechos dos romances Dom Casmurro e Esaú e Jacó. Além dos textos originais de Machado de Assis e das análises mencionadas, a edição conta com ilustrações inéditas de João Pinheiro (autor da biografia em quadrinhos de Carolina de Jesus, com Sirlene Barbosa) e fotografias do escritor e da cidade do Rio de Janeiro, cenário para grande parte de sua obra. Uma grande edição, à altura do nosso maior escritor.


9 - "Saboroso Cadáver" de Agustina Bazterrica


Ficha Técnica:


Nome: Saboroso Cadáver

Autora: Agustina Bazterrica

Gênero: Terror

Tradutora: Ayelen Medail

Número de Páginas: 192


Link de compra:

https://amzn.to/3sOrsFi











Sinopse: Diz o antigo ditado que “Você é o que você come”. No romance Saboroso Cadáver, de Agustina Bazterrica, esse ditado é levado às últimas consequências. O livro conta a história de um vírus que se espalha entre os animais de todo o planeta e torna sua carne mortal aos humanos. Impossibilitados de utilizar os animais para a alimentação, a sociedade regulariza a criação e a reprodução de seres humanos como animais de abate, transformando o mundo num lugar cinzento, cínico e inóspito. Nesse romance visceral, grotesco, repleto de descrições vívidas e nauseantes capaz de nos alimentar na medida certa, vamos acompanhar a rotina de Marcos Tejo, funcionário do frigorífico Krieg,, que recebe de presente uma mulher viva, considerada “carne de primeira”. Ironicamente, esse funcionário parece ser o mais humano nesse mundo terrível. Seguindo seus passos, presenciamos o processo metódico da criação de pessoas, abates, experimentos de laboratório, caçadas humanas e suntuosos jantares canibais.


10 - "O Pescador" de John Langan


Ficha Técnica:


Nome: O Pescador

Autor: John Langan

Gênero: Terror

Tradutora: Débora Isidoro

Número de Páginas: 320


Link de compra:

https://amzn.to/3wzhAkX











Sinopse: O Pescador apresenta uma prosa suntuosa e uma narrativa elaborada, maturada durante anos, com a paciência de quem puxa um peixe grande. Ao norte do estado de Nova York, nas matas da região de Woodstock, corre o Dutchman’s Creek, saindo do reservatório Ashokan. Com margens íngremes e correnteza veloz, ele traz a promessa de boa pesca, e de algo mais, uma possibilidade demasiado fantástica para ser verdade. Quando Abe e Dan, dois viúvos que encontraram conforto na companhia mútua e na paixão de ambos pela pesca, escutam rumores sobre o riacho e os espécimes que nele podem ser encontrados, possível remédio para as perdas de ambos, eles consideram esses relatos meras histórias de pescador. Em pouco tempo, no entanto, os homens se encontram puxados para dentro de uma história tão profunda e antiga quanto o reservatório. É uma narrativa sobre pactos sinistros, sobre segredos enterrados há muito tempo, e sobre uma figura misteriosa conhecida como Der Fisher: o Pescador. Ela deixará Abe e Dan face a face com tudo o que perderam, e com o preço que devem pagar para recuperar tudo isso.


11 - "Blanche em apuros" de Barbara Neely


Ficha Técnica:


Nome: Blanche em apuros

Autora: Barbara Neely

Gênero: Thriller

Tradutora: Dandara Palankof

Número de Páginas: 224


Link de compra:

https://amzn.to/3wJ8mkW











Sinopse: Blanche White trabalhava duro para manter a casa e os dois filhos. Faxineira sem contratação fixa, suportava o tratamento condescendente das madames brancas e ricas que pareciam sequer notar sua presença. Como uma mulher negra e gorda de quarenta anos, acostumou-se a ter uma espécie indesejada de invisibilidade: em suas próprias palavras, sempre dotadas de humor afiado e sarcasmo, era preciso um contato prolongado até que “fosse reconhecida como membro legítimo da raça humana”. Mas o que ninguém poderia esperar, nem mesmo a própria Blanche, é que ela se tornaria uma das detetives mais perspicazes da literatura policial moderna. Após levar um calote de seus patrões e ser detida por emissão de cheques sem fundo, ela decide fugir para a aparentemente sossegada Carolina do Norte. As aparências, no entanto, não poderiam ser mais enganosas. Contratada por uma família rica para cuidar da limpeza de sua casa de verão, Blanche logo se vê envolvida em uma ardilosa trama de assassinato e acaba se tornando a principal suspeita do crime. Para descobrir o real assassino e salvar sua pele, ela precisará lançar mão de toda sua astúcia e jogo de cintura.


12 - "Temporada de Caça" de Stephen Graham Jones


Ficha Técnica:


Nome: Temporada de Caça

Autor: Stephen Graham Jones

Gênero: Terror

Tradutor: Leandro Durazzo

Número de Páginas: 320


Link de compra:

https://amzn.to/3MB5D3H











Sinopse: No último dia da tradicional temporada de caça, quatro homens indígenas do território sagrado da nação Blackfeet, no estado de Montana, tomaram uma decisão que custaria muito caro. Lewis, Ricky, Gabe e Cass sabiam que caçar na reserva era proibido e um desrespeito, mas, movidos pela adrenalina, fizeram mesmo assim. Agora, dez anos depois do evento conhecido como Clássica Ação de Graças, Lewis começa a ser assombrado por um espírito vingativo ― uma criatura com cabeça de cervo. Em Temporada de Caça, Stephen Graham Jones apresenta um romance brutal sobre vingança e pertencimento que sem dúvida já se tornou um clássico do gênero. Graham Jones cutuca feridas sem medo de machucar. Escritor de mão cheia capaz de embrulhar o estômago do leitor ao mesmo tempo em que provoca reflexões profundas, ele desfia, a partir da premissa de vingança, temas como racismo, trauma entre gerações e a vivência indígena nos Estados Unidos.


13 - "Ring Shout - Grito de Liberdade" de P. Djelì Clark


Ficha Técnica:


Nome: Ring Shout - Grito de Liberdade

Autor: P. Djelì Clark

Gênero: Fantasia/Terror

Tradutor: Bruno Ribeiro

Número de Páginas: 176


Link de compra:

https://amzn.to/3a3V6Qa











Sinopse: Em 1915, o filme O Nascimento de uma Nação, de D. W. Griffith, lança um feitiço em toda a América do Norte, engrossando as fileiras da Ku Klux Klan e bebendo profundamente dos pensamentos mais sinistros dos brancos. Por todo o país eles cavalgam, espalhando medo e violência entre os vulneráveis, planejando trazer o inferno para a Terra. Mas até os demônios podem morrer. É neste cenário que Ring Shout: Grito de Liberdade se desenvolve, com companheiros de resistência se armando com lâminas e bombas para caçar seus caçadores e mandar os demônios da Klan direto para o inferno. Situado em um mundo histórico alternativo de Macon, Geórgia, em 1922, a protagonista Maryse Boudreaux se divide entre a venda de uísque contrabandeado durante a época da Lei Seca e a luta contra os monstros a quem ela chama de “Ku Kluxes”, com sua espada mágica, a cabeça cheia de histórias e a companhia de Sadie e Cordy. Mas para enfrentar esse mal recorrente, Maryse precisa viajar entre estes universos e encarar pesadelos sobrenaturais – além dos seus próprios demônios – para tentar livrar o mundo do ódio que o consumiria.


14 - "Ela seria o rei" de Wayètu Moore


Ficha Técnica:


Nome: Ela seria o rei

Autora: Wayètu Moore

Gênero: Fantasia

Tradutora: Larissa Bontempi

Número de Páginas: 304


Link de compra:

https://amzn.to/3afpHul











Sinopse: Na aldeia de Lai, Gbessa é amaldiçoada ao nascer e exilada de seu povo, pela suspeita de que seja uma bruxa. Mordida por uma cobra e deixada para morrer, ela sobrevive. Nascido como escravizado em uma plantação na Virgínia, June Dey esconde sua força incomum, até que um confronto o obriga a fugir. E, nas montanhas azuis da Jamaica, Norman Aragon, filho de um colonizador britânico branco e de uma escravizada Maroon, herdou o dom da mãe e consegue ficar invisível. Três vidas diferentes, mas com habilidades ― ou maldições ― em comum. Estreia literária de Wayétu Moore, Ela Seria o Rei aborda a fundação da Libéria ― um dos únicos países africanos não colonizados pelos europeus ― a partir de uma mistura verdadeiramente fantástica de história e realismo mágico. O país foi fundado e colonizado no século XIX por escravizados americanos libertos, com o auxílio de uma organização privada, que acreditava que pessoas negras teriam mais chances de prosperar na África do que nos Estados Unidos. Gbessa, incompreendida por seu próprio povo, encontra uma nova vida na colônia de Monróvia. Quando conhece June Dey e Norman Aragon, não demora muito para que eles percebam que são todos amaldiçoados. Juntos, eles protegem os fracos e vulneráveis, amenizando as tensões entre os colonos e as comunidades indígenas à medida que uma nova nação se forma.


15 - "Livros de Sangue vol. 3" de Clive Barker


Ficha Técnica:


Nome: Livros de Sangue vol. 3

Autor: Clive Barker

Gênero: Terror

Tradutor: Paulo Raviere

Número de Páginas: 272


Link de compra:

https://amzn.to/3NpW9IL











Sinopse: Clive Barker, um cirurgião das palavras, sabe exatamente como afiar as lâminas com as quais cria seus contos mais perversos. Com uma profunda e acertada incisão, ele chega ao interior dos leitores e percorre suas entranhas, local onde descobre estarem escondidos os desejos mais inconfessáveis da espécie humana. Contestação moral, dor, erotismo e o mais puro hedonismo, submerso em litros de sangue, estão presentes no terceiro volume de Livros de Sangue que, com um texto perturbador e poético, instiga reflexões mais introspectivas ao nos deixar diante de personagens complexos, provocadores e por vezes sobrenaturais. A tradução atenta de Paulo Raviere mantém o nível elevado desta obra-prima que também conta com uma introdução assinada por Paula Febbe, autora de Vantagens que Encontrei na Morte do meu Pai (DarkSide® Books, 2021). Em seu texto, a autora apresenta uma análise peculiar em torno dos aspectos psicológicos dos contos escritos por Barker. O terceiro volume do multiverso sangrento de Clive Barker dá sequência à publicação da cultuada série do autor, Livros de Sangue, um desejo antigo dos darksiders e há muito fora de catálogo no Brasil. O sobrenatural mistura-se ao sangue e a criaturas grotescas saídas diretamente das profundezas da imaginação do mestre do horror, provando que a carne humana pode mesmo esconder segredos sombrios. Você está pronto para queimar neste inferno?















0 comentário

Posts recentes

Ver tudo