top of page
  • Foto do escritorPaulo Vinicius

Ler ou não ler clássicos: eis a questão

Atualizado: 25 de mar. de 2019

Como os clássicos devem ser introduzidos a nossos jovens? É melhor começar com materiais mais contemporâneos? Vamos nos debruçar sobre esta espinhosa questão.



Oscar Wilde. Mary Shelley. Bram Stoker. Machado de Assis. José de Alencar. Aluísio de Azevedo. O que esses nomes tem em comum? A raiva e o desprezo dos estudantes ao ter que lê-los para a escola. Eu demorei a fazer essa postagem porque o meu planejamento passava por falar sobre outro assunto. E aí eu recebi através do meu perfil no Facebook essa matéria aqui, de julho de 2014, publicada na revista Galileu:

Eu já fui aluno do Ensino Médio um dia. E tive que ler todas estas obras; na verdade duas a cada semestre. Minhas aulas de literatura passavam pelo famoso decoreba das características de cada fase da literatura: gravar o que foram os cancioneiros populares, as diferenças entre o Barroco e o Arcadismo, os escritores do Modernismo e a Semana de 22. Eram aulas chatas e que não me diziam nada. Pelo que Gabriela Rodella, autora do artigo da Galileu, coloca, eu concordo com o fato de as aulas de literaturas feitas através desta metodologia serem extremamente sacais. Não foram estas aulas que me fizeram gostar de literatura. Se fossem abordadas outras metodologias como a contação de histórias ou que cada aluno ajudasse a construir o conhecimento a respeito de cada período literário, talvez o impacto fosse menor.

Os livros de ficção estão na moda. Toda vez que eu passo em uma livraria vejo um adolescente comprar um volume do Harry Potter ou do Percy Jackson. São obras que ressoam às mentes dos jovens. Transmitem frescor, juventude, descoberta. Para pessoas mais velhas, são leituras bobas e até meio previsíveis. Mas, consigo entender o apelo que uma J. K. Rowling tem com a juventude. Li do volume 1 ao 4 do Harry Potter e o que eu pude depreender que um dos pontos positivos à obra é que ela vai amadurecendo pouco a pouco. Muitos dos leitores que puderam acompanhar a série desde o seu início e ficava ávido por um novo volume viu seus personagens favoritos amadurecerem, sofrerem, ficarem felizes e ganhar coragem diante das adversidades. Coisa parecida foi tentada com Percy Jackson embora o resultado tenha sido menos espetacular. Muitos adolescentes entraram no mundo da literatura através destes livros.



Em um mundo de videogames super-modernos com histórias cada vez mais intrincadas, quando você oferece a este adolescente uma continuação de uma história que começou no videogame, é lógico que o interesse vai estar  presente. Certamente vai ter aquele garoto que quer saber o que aconteceu com Solid Snake depois de um dos muitos Metal Gear Solid ou com um dos fuzileiros do jogo Halo. É uma venda certa. Uma fórmula que vai agradar àqueles que jogaram o jogo ou fazer com que outros que nunca jogaram se interessem em jogar.

Quando a gente transporta essa ideia para os clássicos a coisa complica um pouco. Oscar Wilde escreveu no século XIX. Existia uma outra forma de se dirigir às pessoas. Outros hábitos, outros costumes e outra cultura que não é a nossa. Os interesses eram diferentes, as formas de entretenimento também. Até mesmo as preocupações eram outras. Quando um aluno precisa ler Triste Fim de Policarpo Quaresma a sua primeira reação é de estranhamento. O nível de erudição é outro. Mesmo que a história seja interessante, a leitura de um clássico exige preparo. Não podemos simplesmente jogar uma leitura de Machado de Assis no colo e esperar que ela desperte encantamento. Isso porque o aluno não foi propriamente preparado para isso.

Eu proponho sempre uma bagagem literária antes de apostar em algo mais complicado. Mesmo eu não sou capaz de ler um clássico sempre. Eu preciso alternar entre leituras simples e despretensiosas e algo mais pesado. Um aluno então precisa de um preparo maior porque ele está chegando "virgem" a um mundo completamente diferente. Concordo com a autora do artigo que é preciso mesclar esses dois tipos de literatura. Mas acho que isso precisa ser algo supervisionado. Que tal uma enquete em sala? Ou até uma troca: você pode ler isso, mas terá que ler aquilo então. Ou usar atividades lúdicas para que o aluno não sinta tanto estranhamento com a obra. Uma dramatização, talvez?

A leitura desse tipo de obra não pode substituis jamais o clássico. Isso porque este tipo de obra faz com que cresçamos como leitores e como pessoas. Achei o artigo de Gabriela pequeno e pouco aprofundado no assunto. Isso porque este tipo de questionamento sempre aparece. Se não me engano é a segunda ou  terceira vez que abordo esse assunto. E toda vez que procura comentar sobre ele, me recordo das palavras de Ítalo Calvino no livro Por que ler os clássicos:


"[...] ler pela primeira vez um grande livro na idade madura é um prazer extraordinário: diferente (mas não se pode dizer maior ou menor) se comparado a uma leitura da juventude. A juventude comunica ao ato de ler como a qualquer outra experiência um sabor e uma importância particulares; ao passo que na maturidade apreciam-se (deveriam ser apreciados) muitos detalhes, níveis e significados a mais."
0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page
Conversa aberta. Uma mensagem lida. Pular para o conteúdo Como usar o Gmail com leitores de tela 2 de 18 Fwd: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br Caixa de entrada Ficções Humanas Anexossex., 14 de out. 13:41 (há 5 dias) para mim Traduzir mensagem Desativar para: inglês ---------- Forwarded message --------- De: Pedro Serrão Date: sex, 14 de out de 2022 13:03 Subject: Re: Parceria publicitária no ficcoeshumanas.com.br To: Ficções Humanas Olá Paulo Tudo bem? Segue em anexo o código do anúncio para colocar no portal. API Link para seguir a campanha: https://api.clevernt.com/0113f75c-4bd9-11ed-a592-cabfa2a5a2de/ Para implementar a publicidade basta seguir os seguintes passos: 1. copie o código que envio em anexo 2. edite o seu footer 3. procure por 4. cole o código antes do último no final da sua page source. 4. Guarde e verifique a publicidade a funcionar :) Se o website for feito em wordpress, estas são as etapas alternativas: 1. Open dashboard 2. Appearence 3. Editor 4. Theme Footer (footer.php) 5. Search for 6. Paste code before 7. save Pode-me avisar assim que estiver online para eu ver se funciona correctamente? Obrigado! Pedro Serrão escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:42: Combinado! Forte abraço! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:41: Tranquilo. Fico no aguardo aqui até porque tenho que repassar para a designer do site poder inserir o que você pediu. Mas, a gente bateu ideias aqui e concordamos. Em qui, 13 de out de 2022 13:38, Pedro Serrão escreveu: Tudo bem! Vou agora pedir o código e aprovação nas marcas. Assim que tiver envio para você com os passos a seguir, ok? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:36: Boa tarde, Pedro Vimos os dois modelos que você mandou e o do cubo parece ser bem legal. Não é tão invasivo e chega até a ter um visual bacana. Acho que a gente pode trabalhar com ele. O que você acha? Em qui, 13 de out de 2022 13:18, Pedro Serrão escreveu: Opa Paulo Obrigado pela rápida resposta! Eu tenho um Interstitial que penso que é o que está falando (por favor desligue o adblock para conseguir ver): https://demopublish.com/interstitial/ https://demopublish.com/mobilepreview/m_interstitial.html Também temos outros formatos disponíveis em: https://overads.com/#adformats Com qual dos formatos pensaria ser possível avançar? Posso pagar o mesmo que ofereci anteriormente seja qual for o formato No aguardo, Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 17:15: Boa tarde, Pedro Gostei bastante da proposta e estava consultando a designer do site para ver a viabilidade do anúncio e como ele se encaixa dentro do público alvo. Para não ficar algo estranho dentro do design, o que você acha de o anúncio ser uma janela pop up logo que o visitante abrir o site? O servidor onde o site fica oferece uma espécie de tela de boas vindas. A gente pode testar para ver se fica bom. Atenciosamente Paulo Vinicius Em qui, 13 de out de 2022 12:39, Pedro Serrão escreveu: Olá Paulo Tudo bem? Obrigado pela resposta! O meu nome é Pedro Serrão e trabalho na Overads. Trabalhamos com diversas marcas de apostas desportivas por todo o mundo. Neste momento estamos a anunciar no Brasil a Betano e a bet365. O nosso principal formato aparece sempre no topo da página, mas pode ser fechado de imediato pelo usuário. Este é o formato que pretendo colocar nos seus websites (por favor desligue o adblock para conseguir visualizar o anúncio) : https://demopublish.com/pushdown/ Também pode ver aqui uma campanha de um parceiro meu a decorrer. É o anúncio que aparece no topo (desligue o adblock por favor): https://d.arede.info/ CAP 2/20 - o anúncio só é visível 2 vezes por dia/por IP Nesta campanha de teste posso pagar 130$ USD por 100 000 impressões. 1 impressão = 1 vez que o anúncio é visível ao usuário (no entanto, se o adblock estiver activo o usuário não conseguirá ver o anúncio e nesse caso não conta como impressão) Também terá acesso a uma API link para poder seguir as impressões em tempo real. Tráfego da Facebook APP não incluído. O pagamento é feito antecipadamente. Apenas necessito de ver o anúncio a funcionar para pedir o pagamento ao departamento financeiro. Vamos tentar? Obrigado! Ficções Humanas escreveu no dia quinta, 13/10/2022 à(s) 16:28: Boa tarde Tudo bem. Me envie, por favor, qual seria a sua proposta em relação a condições, como o site poderia te ajudar e quais seriam os valores pagos. Vou conversar com os demais membros do site a respeito e te dou uma resposta com esses detalhes em mãos e conversamos melhor. Atenciosamente Paulo Vinicius (editor do Ficções Humanas) Em qui, 13 de out de 2022 11:50, Pedro Serrão escreveu: Bom dia Tudo bem? O meu nome é Pedro Serrão, trabalho na Overads e estou interessado em anunciar no vosso site. Pago as campanhas em adiantado. Podemos falar um pouco? Aqui ou no zap? 00351 91 684 10 16 Obrigado! -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification -- Pedro Serrão Media Buyer CLEVER ADVERTISING PARTNER contact +351 916 841 016 Let's talk! OverAds Certification Área de anexos ficcoescodigo.txt Exibindo ficcoescodigo.txt.