• Paulo Vinicius

Diários de Quarentena: Letícia Santos (Final)

Esta é a parte final dos diários de quarentena da Letícia Santos, uma aluna do segundo ano do Ensino Médio de Itaguaí que tem muito a nos contar. Conheçam mais sobre os seus bichinhos, como ela chegou no Rio de Janeiro e muitas outras coisas.



Link para a primeira parte



Domingo, 24/05/2020

Quero contar sobre meus dois cachorros que jamais irei esquecer. Quando eu ainda morava na Bahia eu tinha um cachorro chamado Bob, lembro até hoje quando ele chegou na família. Eu estava dormindo e era pequena, devia ter 5 ou 6 anos o meu pai colocou ele do meu lado e ele começou a me lamber, acordei com um susto mais foi o melhor susto da minha vida. A gente brincava muito e adorava quando ele corria atrás do meu pai, era engraçado. Ele era um pouco bravo com as motos e os carros mas ele nunca sofreu nenhum acidente, ainda bem! Quando a gente veio para o Rio de Janeiro ele veio também, não sabíamos como ia ser mas não podíamos deixar ele para trás. Com o passar do tempo ele ficou velhinho e se foi...eu chorei muito, todos na verdade ficaram tristes. Um ano mais ou menos depois que Bob morreu a gente adotou outro cachorro, o Scooby ele é muito carinhoso com quem é da família, com os de fora ele avança e tenho medo dele morde alguém por isso ele nunca sai na rua, só fica pelo quintal. Esses dias ele ficou doente e meu pai levou no veterinário, ele queria morde tudo, carro, pneu, as pessoas tiveram que ir de focinheira mas deu tudo certo e hoje ele esta saudável, forte e cheio de alegria.


Este é o Bob


E este é o Scooby

Segunda-feira, 25/05/2020

Ontem a noite meus pais compraram pizza, e eu e meu namorado compramos batatas fritas, foi muito bom!! Mas hoje eu quero falar sobre meus gatinhos. A minha casa já chegou a ter 7 gatos, era uma maravilha sinto saudades disso, atualmente temos 3. A minha mãe trabalha em uma praça como havia dito em algum desses diários. Teve dois acontecimentos em diferentes tempos que ela resgatou dois gatinhos, um estava a beira da morte pois tinham-no machucado, não conseguia levantar e acabou ficando o dia todo no sol, por consequência disso pegou insolação. A minha mãe o adotou e cuidou dele como se fosse um filho (pois era mesmo) e ele ficou bom, saudável e forte, por causa do acidente uma perna de trás ele conseguia mexer mas era um pouco mole então a gente deu o nome dele de Perninha. Já o outro que a minha mãe resgatou ele estava com fome e pedia comida aos clientes, ela vendo ele daquele jeito falou com meu pai que só iria trazer para alimentar mas era desculpa para ela o trazer e ele ficar de vez, e foi isso que aconteceu, esta conosco ate hoje e seu nome foi meu pai que escolheu...Cracudo. Minha gata Pretinha teve 4 barrigas e depois disso meu pai a castrou. Ela nunca foi de muito carinho, ta mais pro lado selvagem e para domesticar ela foi um pouco trabalhoso, porque ela nasceu em uma casinha no quintal e a mãe dela não era nossa, e só vimos que tinha gatos lá depois de um tempo. Mas hoje ela se acostumou com a gente agora mesmo ela está deitada e dormindo na minha cama. Outro gato que tivemos foi o Tomtom, minha mãe adotou ele em uma feira que estava tendo no calçadão. Eu dormia com ele para não se sentir sozinho e era pura diversão, bem na hora que pegava no sono ele queria brincar e me morde, ahh como eu sinto falta dele. Então, já falei sobre o Perninha, Cracudo, Pretinha e Tomtom esses foi o que mais passou tempo com a gente. Tivemos um casal de siamês, o nome deles eram Raposa e o Preferido (eu sei, os nomes são estranhos) a gente adotou eles porque um casal próximo da gente não curte muito gatos, e como nossa casa já tinha bastante gatos eles só trouxeram mais hehe. A Raposa não gostava muito de carinho e vivia sempre com medo e ela era muito apegada ao irmão, já ele adorava um carinho vivia pedindo sempre. Meu pai doou os dois juntos para uma moça enquanto eu e minha mãe viaja, confesso que fiquei triste porque queria pelo menos me despedir deles dois. Os filhotes que a Pretinha teve a gente doava mas teve uma que ficou com a gente, eu a chamava de Pretinha Filha, mas meu pai chamava ela de Mudinha ele falou que era de algo que não lembro agora. Teve uma noite que ela sumiu e eu nunca mais a vi, eu chorei por meses, corri atrás, procurei pelas redes sociais mas não achamos e tenho esperança que ela está com uma família acolhedora. O Tomtom e Perninha infelizmente não está conosco porque eles faleceram. Sinto tanta, tanta saudade deles, sinto saudade de todos os meus bebês. Recentemente apareceu mais uma gatinha aqui, a dona dela era nossa vizinha mas ela faleceu e não tem mais ninguém para cuidar. Meu pai da comida e carinho a ela, aos poucos ela vai se acostumar com a gente e viver com meus outros dois gatos, e ela se chama Coruja. E foi isso, escrever esse diário me fez ficar feliz e trazer lembranças boas.



Eu vou sempre amar vocês.

Terça-feira, 26/05/2020

Eu acordei desanimada para fazer qualquer coisa, as aulas online estão chatas e eu nunca desejei tanto ir para escola como agora. A tarde eu fui para casa do meu namorado e a gente ficou assistindo “The Walking Dead” depois disso ele me trouxe para casa. De noite eu fiquei lendo livro e depois fui jogar no computador, esse jogo tem me distraído muito e eu acho isso bacana, ter um refugio virtual, e os jogadores me ajudam bastante. Meus tios estão próximos de se mudarem para casa que está sendo construída em cima da minha, eles estão felizes porque vai ta mais perto da gente e se precisar de qualquer coisa é só chamar ou gritar hehe. Eu não fiz muitas coisas hoje.

Quarta-feira, 27/05/2020

Recebemos a noticia que um conhecido da igreja esta internado, a gente soube que ele já estava com pneumonia e tem diabete, e que talvez esteja com coronavírus, espero que ele melhore logo e tudo fique bem. Eu tava pensando mais sobre essa doença, a gente sabe que corre riscos e que a contaminação é super rápida e o pior de tudo é que os sintomas demoram para aparecer. Sabemos que está por aqui e ali mas só vamos acreditar de verdade quando alguém da família tiver. Eu escrevo que eu saio mas eu tomo os cuidados devido e eu não vou muito longe, não da para ficarmos em casa sempre, se isso acontecer vamos enlouquecer e isso me lembra a questão dos animais que vivem presos e em cativeiro. Deve ser horrível ficar preso para sempre quando um bicho é selvagem, ou até mesmo os pássaros que as pessoas mantêm em casa nas gaiolas. Eu acho sim pássaros, leões, macacos, pinguins entre outros animais que tem no zoológico muito bonitos, mas eu ficaria muito feliz se eles fossem livres, vivessem com a sua própria família. Meu dia não foi agitado, e tem feito muito frio essa semana eu tenho ficado mais dentro do quarto jogando ou lendo.

Quinta-feira, 28/05/2020

Acordei triste de novo hehe eu não sei o que ta acontecendo, eu tenho acordado cansada e desanimada. Não vou colocar a culpa na quarentena até porque quando o mundo era “normal” eu mal saia de casa mas talvez pelo fato de NÃO pôde sair esteja ajudando. Mas um dia que eu literalmente não fiz absolutamente nada demais além de comer, jogar, brincar com meus bebês e ler um pouco. Eu quero viajar no final do ano, não sei se será possível mas não custa sonhar. Quero ir para Florianópolis onde minha irmã e o marido moram. Nossos planos em janeiro era trabalharmos para viajarmos para lá, porém, nem tudo é como a gente planeja haha. Eu trabalhava na praça com um pula pula e uma casinha de bolinha era muito bom porque ajudava bastante a nossa família e minha mãe não precisava gastar o dinheiro dela para pagar minhas coisas como o dentista, médico ou roupas. Eu parei quando a escola suspendeu as aulas e esse dinheiro tem feito muita falta para nós, mas graças a Deus ele nunca deixou faltar nada para nossa família.

Sexta-feira, 29/05/2020

Um tio meu de consideração veio visitar a gente, ele morava em Belford Roxo mas ano passado se mudou para a Bahia. O trabalho dele é caminhoneiro e tava passando por aqui por perto e decidiu ver a gente, eu gostei da visita. Quando ele morava aqui no Rio de Janeiro quase todo mês a família dele vinha para nossa casa ou a nossa família ia para casa dele, a gente fazia churrascos, ia para praia, cantava muito, se divertia bastante, sinto muita falta desses dias. Hoje não foi muito agitado, assim como os dias mas foi um dia bom, agora de noite eu tava lendo e vou jogar.

Sábado 30/05/20

Ontem acabou as inscrições para o jovem aprendiz no correio, eu não vou conseguir porque no edital fala que a pessoa tem que residir na cidade que escolheu e infelizmente não tinha para minha cidade, o que é bem triste já que seria uma ótima oportunidade. Desde bem cedo sempre tento me inscrever para jovens aprendizes, cheguei a fazer duas para provas, uma para o supermercado Guanabara e outra para A Casa da Moeda mas não fui bem. Continuo tentando sempre que abre algo do tipo, eu não posso desistir e um dia eu vou conseguir. Eu joguei praticamente o dia todo porque eu me sinto bem jogando, me dá um certo tipo de paz é como se eu me desligasse e vivesse no jogo, é satisfatório. A noite eu fiquei lendo Game of Thrones é muito grande e muito bom haha eu assistia a série mas parei depois que comprei os livros.

Domingo 31/05/2020

Preciso confessar que deixei a matéria das aulas online acumular mas é porque...é complicado, tá sendo difícil se adaptar a tanta matéria, na sala de aula pelo menos tinha um tempo mas online a coisa muda de figura. Eu só quero que tudo volte a ser como era antes. Sabe aquele ditado “ a gente só dá valor depois que perde” minha mãe sempre fala isso para mim e é verdade, eu reclamava que não queria ir à escola mas agora eu quero muito, parece ironia do universo. Meus tios se mudaram para a casa nova hoje, eu fui ajudar na mudança e amanha eu devo estar arrebentada de dor. Ele estava morando em uma kitnet com escada e a nova casa tem escada também, eu não sei quantas vezes subir e desci mas foram muitas mesmo. O que importa é que eles estão felizes, livre de pagar aluguel e agora vão ter oportunidade de criar a própria casa.

Segunda-feira 01/06/2020

Essa noite eu sonhei que o Coronavírus tinha sido combatido e tinha muitas pessoas na rua se abraçando e vibrando. Queria que fosse uma realidade, a gente acha que a cada novo mês é como se a doença fosse sumir e tudo voltasse ao normal, agora estamos em junho e já faz uns 4 meses que estamos de quarentena, tendo medo de ir ao mercado e a qualquer outro lugar. Meu pai foi comprar uma raquete de matar mosquito e ele não entrou na loja, falou o que queria e a moça trouxe. Ta tudo diferente, tudo estranho eu espero de verdade que isso acabe, que pare de morrer pessoas, que a gente possa dar mais valor a vida também. Eu vejo muitas pessoas criticando a China falando que eles comem rato, morcego etc, eles não são culpados porque se eles realmente comem isso é a cultura deles. A gente tem que aprender que existem pessoas diferentes de nós e temos que respeitar isso.

Terça-feira 02/06/2020

Hoje eu tirei o dia para entregar e fazer alguns trabalhos da escola então eu fiquei fazendo isso o dia quase todo. Quando tava quase anoitecendo eu parei e fui jogar. O meu cachorro, Scooby fez algo errado hoje. Ele pulou o muro e tava mordendo a cadela do vizinho ainda bem que meu pai tava no quintal, ele teve que pular o muro também para tentar pegar Scooby, ele conseguiu com um pouco de trabalho. O vizinho ficou bem bravo e eu entendo, eu também ficaria, ela ficou ferida nas duas patas de trás. Agora meu pai ta aumentando o muro para isso não acontecer de novo porque pode ser ruim para as duas partes.

Quarta-feira 03/05/2020

Eu não tenho assistindo muita televisão mas hoje eu parei para ver um pouco e vi uma reportagem interessante. Uma mulher que teve covid e estava grávida, tiveram que fazer uma cesariana de emergência e ela ficou no hospital por 40 dias ou um pouquinho mais, mostrou ela sendo liberada e quando ela viu a mãe e o marido chorou bastante. A mãe dela agradecendo a Deus pelo livramento foi emocionante, imagino quando ela encontrou a filha pela primeira vez. Eu tenho tanto medo da minha família ter essa doença e ficar isolada não consigo me imaginar longe dos meus pais. Quando eles saem para trabalhar eu já sinto tanta falta. Ah e o Brasil ta bem complicada a situação. O governo tem ido de mal a pior, cada dia só piora, diante de uma pandemia as guerras são de poder, os jovens vêem política como piada falo isso porque é como eu vejo, eu não tenho vontade de votar porque para mim todos só querem a mesma coisa, dinheiro.

Quinta-feira 04/06/2020

Ajudei a minha mãe de manhã, ela tem trabalhado muito para pôde ter o próprio dinheiro, mas ta com problema de saúde. Ela tem artrose no joelho e quando ela trabalha muito ele fica inchado e eu tenho medo de acontecer alguma coisa e ela não conseguir andar. Enquanto ela consegue, não para por nada haha eu amo muito minha mãe. À tarde eu fui para casa do meu namorado, a gente ficou um pouco na rua soltando pipa, depois a gente foi ver série mais tarde eu vim para casa. Comprei o ultimo capitulo de um mangá “Tokyo Ghoul :Re” e fiquei lendo quando cheguei, estava muito bom mas parei e fui jogar até a madrugada. Tem uma música que se chama “La vie em rose” e eu imagino como se minha vida fosse igual a de uma pessoa que tem uma alimentação saudável, sai para caminhar de manhã, tem um trabalho bom, um animal de estimação, mora em uma cidade que neva e é feliz, isso também me trás paz gosto de imaginar esse tipo de coisa. As vezes eu paro e penso que eu só queria ser aquelas meninas que tem uma vida “perfeita” mas ninguém é assim, então eu sou feliz por ser quem sou e como sou.

Sexta-feira 05/06/2020

Mais um dia de quarentena sem fazer nada demais, fico até sem palavras para descrever meus dias hahaha não sei se quem leu isso entendeu mas eu to rindo. Sinto que eu já faço parte do meu quarto, como um corpo precisa de um coração, o quarto precisa de mim haha. Teve uma noite que eu tava lembrando do Tomtom, toda vez que penso nele me bate um desespero, uma angustia, meu coração acelera e eu fico com falta de ar, não desejo a ninguém perde um ser humaninho tão perfeito. Em algum diário eu falei que um moço da igreja podia está de corona vírus, ele melhorou mas disse que o hospital ta um lugar pior do que já era, que só ver pessoas morrendo, deve ta sendo horrível para todos que estão naquele lugar.

Sábado, 06/06/2020

Eu não fiz praticamente quase nada hoje. Assistir uma série chamada "13 Reasons Why" saiu uma nova temporada nova e vi quase o dia todo. Na primeira temporada aborda várias questões, principalmente o suicídio de uma menina e ela deixa algumas fitas com o nome das pessoas que fizeram mal e bem para ela, é interessante. Essa questão de suicídio, estupro, bullying, quase sempre são evitadas de ser comentadas entre as pessoas, e por uma série falar sobre isso gerou um certo redemoinho quando foi lançada. De noite eu fui jogar com meus amigos, fizemos call e jogamos até a madrugada. Eu não fiz muito hoje mas foi um dia bom.

Domingo, 07/06/2020

Minha mãe soube que o a colega dela de trabalho e o marido estão com coronavírus, eles estão em quarentena e disseram que o corpo dói todo, eles sentem um pouco de falta de ar só que não é necessário ir para o hospital, acredito que eles vão melhorar em casa mesmo. A gente ficou com medo da minha mãe está também mas vamos ver mais para frente… À tarde eu fui para casa do meu namorado, ficamos na rua e depois a gente foi maratonar serie. E de noite nossos tios chamaram minha família para ir jantar na casa deles, é só da uns passinhos e já chegamos, afinal eles moram em cima da nossa casa haha. Domingo que vem vai ser o aniversário da minha prima, já estou pronta para comer bastante doce e salgado. Falando nisso, ano passado minha amigas fizeram uma festa surpresa para mim, e realmente foi surpresa porque eu não desconfiei de NADA. Eu fiquei muito feliz! Nunca tive muitas festas de aniversário por minha própria escolha, preferia sair e se divertir, alguns jovens tem mania de falar que não liga pro aniversário, que é outro dia qualquer mas na real mesmo, a gente se importa e fica feliz quando as pessoas lembram.

Segunda-feira, 08/06/2020

Acordei umas 12:00, minha mãe já tinha ido trabalhar e já tinha voltado, perco a noção do tempo e para me todos os dias são sábado ou domingo, como se fossem férias só que dessa vez sem data de ter um fim. Meu amorzin veio para minha casa e estudamos juntos, tava precisando de ajuda em algumas matérias e mais tarde ele foi para casa. Eu acompanho um canal no Youtube chamado “Via Infinda” é sobre um rapaz que viaja pelo mundo. Ele já viajou de mochilão, sem dinheiro, de bicicleta, pedindo carona e atualmente ele está viajando com uma van que ele modificou completamente. Os vídeos dele são interessante e a mensagem que ele passa é que não precisa de muito para viajar, se divertir e ser feliz, ele trabalhava em troca de acomodação e nisso ele conhecia muitas pessoas igual a ele. Assistindo aos vídeos dele me dá muita inspiração e paz mas a gente é tão acomodado, que nossas vidas acabam virando rotinas, ou seja, você estuda, trabalha, tem uma família e depois morre, será que você aproveitou a vida o suficiente? Claro que ele passou dificuldades assim como qualquer outra pessoa, vendia brigadeiros, brownie, inventava formas de ganhar dinheiro. Tenho certeza que ele é muito feliz, conheceu várias pessoas, conheceu diferentes culturas e aprendeu que não precisa de muito para ser feliz.

Terça-feira, 09/06/2020

Meus pais foram fazer compras, disseram que o centro estava cheio de pessoas e nem parecia está em uma pandemia. Eu já não sei mais o que pensar sobre tudo isso, tô cansada. No final da tarde eu fui chamar minha nova gatinha, a Coruja para vir comer e acabei ficando no terreno com meus tios. Eles plantaram batata, milho, tomate, abóbora e mais um monte de coisas, ficamos conversando sobre HQs e falando sobre outras coisas só faltou uma fogueira e uma carninha assada para ficar perfeito. Meu dia não foi agitado e nem fiz muita coisa, pelo contrário, estava me sentindo um pouco estranha e triste. É muito ruim sentir um vazio por dentro e não conseguir explicar como se sente, geralmente eu sinto isso mas no dia seguinte passa e tudo fica “bem”.

Quarta-feira, 10/06/2020

Fiz algumas atividades das aulas online que inclusive preciso mandar aos professores. Eu fui no centro de noite com meus pais hoje e o que eu senti foi meio estranho, tinha pessoas nas ruas, a maioria com máscara e algumas sem. A cidade tá parecendo abandonada, não tinha muita iluminação, as lojas tudo fechadas e nas portas estavam escritas que só atendiam por via Whastapp. Eu desci do carro para acompanhar a minha mãe e confesso que fiquei com medo, fiquei longe das pessoas, tentamos ser rápida mas ainda sim bate um desespero de está levando um vírus para casa. Assistir a uma reportagem falando que os shoppings vão voltar a funcionar mas seguindo as ordens, eu tenho dois pontos de vista sobre isso. Eu entendo que muitas pessoas precisam trabalhar e ta sendo difícil mas essa é a melhor opção? Os consumidores vão comprar suas roupas mas antes deles já passaram, tocaram, provaram tantas pessoas que pode ou não pode está infectadas. Vejo algumas pessoas falando que o ano já acabou, mas ainda temos metade dos meses para frente e muitas coisas podem mudar, acontecer. Na Itália onde teve o surto e que se espalhou rapidamente já declarou que está livre do coronavirus, mas eles foram muitos obedientes e seguiram todas as regras, vamos ver no que tudo isso vai dar.

Quinta-feira, 11/06/2020

Eu tive sonhos muitos estranhos essa semana, uma noite sonhei que meus pais compraram uma casa de uma série de terror chamada “American Horror Story” foi bem sinistro e eu agradeci muito quando acordei. Outra noite sonhei que estudava em uma faculdade que dava mansões para os alunos morar, de todos os sonhos essa semana esse foi o meu favorito e eu queria tanto que esse fosse real haha. Acordei um pouco cedo para arrumar a casa e lavar o banheiro, fiquei escutando as musicas da banda “Engenheiros do Havaii” eu amo muito essa banda, meu pai ouvia quando eu era pequena e acabei gostando até hoje. Mais tarde eu fui para à casa do meu amorzinho, fiquei a tarde toda com ele e depois vim para casa. Meu pai ta pensando em me colocar para trabalhar de novo na praça...eu não sei o que pensar sobre isso, acho arriscado mas se for para ir não tem escolha. Por enquanto ele só ta pensando, acho que o diário acaba amanhã então vai ficar como uma incógnita.

Sexta-feira, 12/06/2020

Nada da quarentena acabar mas as coisas estão voltando a funcionar, porém, o vírus continua por aí. Quero dizer que esses dias escrevendo foram legal, a proposta dos professores que tiveram essa idéia foi muito interessante, é uma forma de se distrair e praticar a escrita, em outros colégios eu não teria essa oportunidade. A moça de quem eu falei essa semana que está com Covid está melhorando junto com o seu esposo, eles continuam em casa mas vão ficar bem. O moço que eu disse também está bem melhor e fora de risco. Acordei um pouco cedo para limpar a casa, não tinha ninguém em casa e isso ajuda muito na hora de limpar, coloquei um som e limpei tranquilamente. O resto do dia (como sempre) eu fiquei jogando. Hoje foi o dia dos namorados mas eu não vi o meu amorzinho porque meus pais trabalharam o dia todo e eu fiquei em casa para olhar meu irmão. Hoje também é o aniversário da minha prima ela está fazendo 6 anos, só vamos comemorar no domingo. Então é isso, vamos continuar nos protegendo e ter fé que tudo isso vai acabar logo para voltarmos a nossas vidas, viajarmos sem medo, e ser feliz.


Tags: #diariosdequarentena #leticiasantos #clubedolivro #literatura #leitura #livro #pandemia #preocupacoes #adolescencia #vida #familia

*Letícia Santos tem 16 anos, mora no bairro da Amendoeira, em Itaguaí, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Cursa o segundo ano do ensino médio e seus mangás favoritos são Wotakoi e Tokyo Ghoul:Re.


ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.