• Diego Araujo

Desafio Ficções Humanas: "Samurai Shirô" de Danilo Beyruth

Samurai Shirô traz partes do legado e organizações criminais japonesas para uma trama ocorrida em São Paulo repleta de mistério e cenas de ação.



Sinopse:


SAMURAI SHIRÔ conta a história de lutas sangrentas pelo poder, honra familiar e do reencontro violento com o passado, vivido no agora por samurais modernos e a yakuza (a máfia japonesa), que usa de cenário o bairro da Liberdade, na cidade de São Paulo. Akemi é uma jovem descendente de japoneses que vê surgir em seu caminho um estranho homem sem memória, com uma katana (tipo de espada japonesa), e passa a ser perseguida pelos yakuzas. Ela vai precisar enfrentá-los, assim como seu próprio passado, para sobreviver.A narrativa de SAMURAI SHIRÔ, em ritmo veloz, é repleta de ação e dialoga com a intensidade e diversidade da principal metrópole do país, para onde migraram milhares de orientais, e considerada a maior comunidade japonesa do mundo fora do Japão. A arte em preto e branco de Danilo Beyruth dialoga com o universo imagético dos filmes de samurai de Akira Kurosawa, como Yojimbo, o Guarda-Costas e Sete Samurais, além dos mangás, como Lobo Solitário.





Uma garota de passado oculto pela própria família e um sujeito sem memória armado com katana, esta é a dupla obrigada a enfrentar as ambições sangrentas da Yakuza. Gângsters fiéis à honra saem de Osaka e chegam ao Brasil, começam a investigar o bairro da Liberdade, em São Paulo, em busca da garota e da katana, ambas essenciais aos objetivos do clã. Samurai Shirô é uma HQ sobre conspirações de uma máfia japonesa em território brasileiro. Desenvolvida por Danilo Beyruth e publicada pela editora DarkSide em 2018.

“Quando a alma está pesada, a espada traz este peso em cada movimento.”

Akemi perde o avô, único membro da família que conhecia. Na tentativa de superar o luto, fracassa porque os problemas sempre encontram um meio de chegar até ela: uma turma de traficantes queriam abusar de sua amiga e perseguem Akemi até o apartamento onde já há outro homem desconhecido portando uma katana, mas sem memória. E na fuga dessas encrencas ainda aproxima-se de outra pessoa misteriosa, de feições japonesas e revólver em mãos, ele chama Akemi pelo nome de Akio, cuja identidade a garota estará prestes a descobrir.

“Apesar do que parece, eu não pertenço a esse mundo de perseguições e mistérios.”

Com um enredo lapidado por mistérios, a HQ apresenta uma protagonista resumida a ser órfã do avô, inconsciente do quanto ela está envolvida nos assuntos da Yakuza conforme o leitor confere as cenas dos demais personagens a darem dicas sobre a história dela. O personagem que a acompanha é o sujeito misterioso da katana que é vítima de amnésia, assim os dois buscam pelas próprias respostas as quais o leitor acompanha. Em certo momento as pistas ficam claras demais, tornando fácil de descobrir o passado obscuro de determinado personagem através das dicas apresentadas ao leitor. Por outro lado o mistério permanece aos personagens, eles precisam de mais revelações diante deles, e por isso reagem de forma coerente às informações obtidas.



De leitura rápida, a HQ dispõe de poucas páginas a distribuir cenários na Liberdade, Osaka e demais locais da trama, o que compromete a representatividade japonesa aqui no Brasil por se diluir nesses vários cenários. Seria interessante explorar a arquitetura urbana do bairro paulistano. Caso o interesse do leitor vá pela contextualização da Yakuza e a tradição samurai, então terá um prato cheio de referências desta cultura, sendo estas focadas no desenvolvimento do enredo a carregar a história até o fim.

Samurai Shirô traz as conspirações japonesas ao Brasil. O mistério convida o leitor a acompanhar os segredos de Akemi a serem revelados a ela no meio de muita ação e tradição dos clãs Yakuza. Podia explorar mais a contextualização brasileira e aprofundar detalhes num mesmo lugar, pelo menos aproveita os elementos que independem da localização e os representam na perspectiva moderna.

“Você pode não ter um passado, mas tem uma alma.”











Ficha Técnica:


Nome: Samurai Shirô

Autor: Danilo Beyruth

Editora: DarkSide Books

Número de Páginas: 192

Ano de Publicação: 2018


Link de compra:

https://amzn.to/2ZmAKtV


Tags: #samuraishiro #danilobeyruth #darksidebooks #samurais #yakuza #saopaulo #liberdade #japao #osaka #amnesia #busca #jornada #ficcoeshumanas









ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.