Buscar

Eu decidi aderir às listas e escolher cinco mulheres do mundo das HQs que conquistaram a minha admiração nos últimos anos. Seja nas atitudes, nas escolhas ou na personalidade.



Antes de mais nada quero deixar a minha gratidão e o meu carinho a todas essas mulheres que com seus corações de aço, com seu infinito carinho e seu poderoso carisma alimentam nossas vidas diariamente. Sem vocês, nossa vida seria muito menos fantástica. É com esse sentimento que eu decidi fazer uma humilde lista com mulheres dos quadrinhos que me tocaram nos últimos anos. Então se atentem ao fato de que a minha lista vai ter escolhas bem recentes e não vão entrar ícones do universo dos quadrinhos. Também se baseiam bastante nas minhas escolhas pessoas (que são bem estranhas). Sem mais delongas, vou enumerar as cinco aqui, sem nenhuma ordem de preferência.


Maika Halfwolf

1 - Maika Halfwolf, de Monstress (escrito por Marjorie Liu e com arte da Sana Takeda)


Motivo: A Maika é uma personagem extremamente complexa. Quem imagina uma simples heroína badass (que ela é), não sabe o quanto ela possui uma mente torturada por uma série de problemas que ela teve no passado. Para começar ela tem um deus antigo que vive dentro de seu corpo que se alimenta de seres humanos. Por mais que ela tente, ela não consegue evitar a voracidade da criatura. Isso a faz ter contato com algumas cenas bem bizarras. Sua mãe, Moriko, foi uma poderosa guerreira a serviço da Corte do Alvorecer. Mesmo ela sendo um ícone dentro da corte, uma pessoa em quem se espelhar, Moriko não foi uma boa mãe para Maika. Ela a treinou incessantemente ao longo de toda a sua infância, e seu amor e carinho por sua filha foram substituídos por um estranho senso de dever. O leitor vai saber os motivos na série, mas a pequena Maika não tinha como saber disso. O resultado é uma menina com problemas para se relacionar com as pessoas e que só vai encontrar o amor em Tuya, alguém com quem ela vai ter uma relação bem complicada. Nossa personagem vai desaparecer por algum tempo e se tornar alguém que prefere a solidão.


Em Monstress vamos ver ela sendo obrigada a formar um grupo de pessoas com poderes que serão capazes de ajudá-la em sua jornada. Não é algo que ela desejava, mas precisa lidar com isso. Na série, Maika vai precisar se abrir pouco a pouco e perceber que sozinha ela não tem a capacidade de superar os obstáculos e que um pouco de carinho e afeto são tudo o que precisa.


Olwyn e Rook

2 - Rook e Olwyn, de Isola (escrito por Brenden Fletcher, e arte de Karl Kerschl e Msassyk)


Motivo: Tá, eu estou roubando um pouco. Mas, não tem como falar da Rook, sem falar da Olwyn junto. Bem, primeiro é preciso explicar que o tigre preto da imagem acima é a rainha Olwyn. Rook fazia parte dos soldados de elite da rainha e em pouco tempo as duas acabaram se apaixonando uma pela outra. O que me faz gostar das duas personagens é toda a história e a química que elas tem uma pela outra. Em Isola, a rainha Olwyn foi amaldiçoada e transformada em um tigre azulado. Depois disso acontece uma tentativa de golpe de Estado, cuja culpa acaba indo parar na corte de Palagrin Rock, um dos rivais de Maar, onde Olwyn era sua autoridade máxima. Rook está escoltando Olwyn rumo à cidade perdida de Isola onde diz-se haver a possibilidade de reverter a maldição.


As duas personagens possuem personalidades muito distintas. Mesmo não podendo falar, Brenden Fletcher consegue trabalhar bem a personalidade de Olwyn, sempre encontrando uma forma de expor seus sentimentos, dúvidas e inseguranças. Seja através de um flashback ou de uma magia que parece fazê-la falar sobre si. A personagem fora treinada desde criança para ter um comportamento real, mas ela pouco sabia sobre o mundo. Vai ser Rook quem vai mostrar a ela como as coisas podem ser simples. A maldição vai fazer com que Olwyn repense seus valores e entenda coisas como a desigualdade social, a importância do povo para o desenvolvimento de seu reino e seu amor por Rook.


Já Rook possui aquela personalidade destemida que estamos acostumados em ver em personagens heroicos. Ela vai lutar por seu amor custe o que custar. Mesmo que ela tenha que matar, enganar ou se sacrificar. No começo eu achei que a Rook fosse um homem com uma personalidade afeminada, mas na verdade ela é bem tomboy mesmo. Em várias cenas a Rook vai estar com a cara suja, pouco se importando com sua aparência. É colocar seu dever e amor por Olwyn acima de tudo. O legal da personagem é ver o quanto ela reteve parte de sua inocência e seu amor por sua rainha é de uma pureza incrível. No último capítulo que eu li, elas tiveram um teste quanto a isso.



3 - Rowan Black, de Black Magick (escrito por Greg Rucka com arte de Nicola Scott)


Motivo: Por essa vocês não esperavam, né? Tinha que ter uma bruxa no meio de tantas mulheres incríveis. E a Rowan veio para cumprir esse papel. Bem, a história de Black Magick é bem simples: Rowan faz parte de um coven de bruxas e é policial também. Só que a personagem acaba sempre sendo arrastada para alguns casos estranhos os quais a sua expertise em assuntos de ocultismo acaba servindo. Ela procura esconder suas atividades extras para não despertar a desconfiança de seus superiores. O que me faz gostar da Rowan é o quanto Rucka não complica demais a personagem. Sua vida é bem normal com exceção do fato de ela ser uma bruxa. Nada de abuso na infância, nada de família destruída (ao contrário, ela tem umas tias bem divertidas). O foco da narrativa está na investigação de casos paranormais. E nesse ponto o roteiro entrega algumas cenas bem pesadas. Assim como Maika, Rowan é uma personagem que acaba precisando ser solitária por causa de seu segredo. Mas, claro, isso vai ser posto à prova à medida em que ela vai se envolvendo e criando um núcleo de amigos e amados.


Vess

4 - Vess, de Invisible Kingdom (com roteiro de G. Willow Wilson e arte de Christian Ward)


Motivo: Cá estou eu roubando de novo. Isso porque Vess é uma rooliana, uma raça que possui cinco gêneros diferentes. Mas, sei lá, minha cabeça só consegue imaginar a Vess como algum tipo de mulher. O que destaca nela é a sua persistência e coragem. Por ela ser de um dos cinco gêneros roolianos que tem função reprodutora, ela é um "bem" valioso em sua sociedade. Ao fazer a Renunciação e entrar para o culto do Reino Invisível, ela precisa abandonar todo o seu vínculo com o mundo material. Ou seja, ela estaria renegando ao seu povo (que passa por sérios problemas demográficos) o seu papel como perpetuadora da espécie. Isso exige dela muita coragem. Para chegar até o monastério, ela precisa ir do seu planeta até o planeta do monastério com os olhos vendados sem pedir ajuda a ninguém. Vess possui muita força de caráter, mas ao mesmo tempo possui aquele pinguinho de curiosidade que a destaca de seus iguais. A gente vai acompanhando uma jornada de desencantamento da personagem à medida em que ela descobre que o culto que ela tanto valorizava não é bem aquilo que parecia em um primeiro momento. E que a ambição e os interesses de pessoas mesquinhas acabam se sobrepondo à vontade inicial dos fieis.


A Menina de Ouro

5 - Gail Gibbons, a Menina de Ouro, de Black Hammer (com roteiro de Jeff Lemire e arte de Dean Ormstron)


Motivo: Todos nós já pensamos em ficarmos jovens novamente. Sem dúvida já passou pelas nossas cabeças. Gail é uma garota que, antes de ir parar na estranha cidade da HQ, era uma defensora da justiça como a Menina de Ouro. Com seus poderes incríveis derrotava bandidos ao lado de sua família super poderosa. Mas, o tempo passou e eventualmente ela acabou perdendo seus poderes. Envelheceu, se tornou experiente e, um dia, ela se envolveu em uma última aventura ao lado de companheiros como a Libélula, o Capitão Weird, o Black Hammer, Abe Slam e outros e acabou sendo enviada para uma espécie de outra dimensão. Quando ela chega lá, percebe que não consegue desativar seus poderes. A Gail mais velha está presa no corpo da Menina de Ouro e sua idade adolescente. Para ela, isso representa a perda de muita coisa. Sim, ela recuperou sua juventude, mas a que custo? Para a sociedade ela não passa de uma garotinha do ensino médio. Com um corpo não desenvolvido ela precisa encarar ser enxergada como abaixo daquilo que ela é. Pior: ela descobre que o homem pelo qual ela se apaixonou é homossexual, e como ela o ama muito, ela procura incentivá-lo a buscar seu verdadeiro amor. Gail é uma personagem com dor e sofrimento no coração o que a torna uma pessoa amarga. Mesmo assim, eu consigo admirá-la pela firmeza de seu caráter e precisando fazer escolhas dolorosas.



Gostaram da minha lista? Provavelmente não é a mesma que a de vocês. Mas, vocês podem deixar suas listas nos comentários. Quem sabe achamos alguma personagem em comum.


Tags: #diainternacionaldamulher #mulheresdosquadrinhos #mulheresfortes #maikahalfwolf #monstress #marjorieliu #sanatakeda #queenolwyn #rook #isola #brendenfletcher #karlkerschl #msassyk #rowanblack #blackmagick #gregrucka #nicolascott #vess #invisiblekingdom #gwillowwilson #christianward #gailgibbons #blackhammer #jefflemire #deanormstron #ficcoeshumanas







Um professor sai em busca de um emprego em uma casa muito estranha. A senhora Consuelo parece esconder um terrível segredo que pode colocar em risco a vida do professor. Afinal de contas, quem é Aura?



Sinopse:


Poucos textos na literatura mexicana têm a beleza e a expressividade desta narrativa, Aura, em que os processos da ficção são levados às últimas conseqüências. As imagens do sonho alteram a realidade ou a realidade se vê contaminada pelo sonho. O fato é que FUENTES, CARLOS , dono de todos os recursos, empregando uma eficaz técnica literária, deu alento a uma atmosfera de sombras e ecos, onde está manifestado o tema da verdadeira identidade, e o amor volta a se unir, acima do tempo, através do mal e da morte. Aura é mais do que uma intensa história de fantasmas: é uma lúcida e alucinada exploração do sobrenatural, um encontro dessa vaga fronteira entre a irrealidade e o tangível, essa zona da arte onde o horror gera a beleza.




Um grande desafio para qualquer crítico de literatura fantástica é analisar um conto de realismo mágico. Isso porque estas histórias nem sempre seguem um padrão específico. Escritores adeptos do realismo mágico são subversivos, vanguardistas e inovadores. Nem sempre o que está escrito nas páginas é aquilo que ele quer dizer. É preciso ultrapassar a barreira das linhas e buscar nas simbologias e nos significados secretos o que realmente está sendo dito. Nesse sentido eu adorei a escrita de Carlos Fuentes e eu consigo perfeitamente inseri-lo na tradição de boas histórias de terror psicológico.

Felipe Montero é um professor em busca de um emprego. Ele pega um anúncio e vai até a casa da senhora Consuelo, uma viúva que deseja que as memórias de seu marido, o general Llorentes sejam continuadas por alguém que consiga emular a sua escrita. Felipe acaba permanecendo na casa como uma exigência da senhora e acaba convivendo com a acompanhante de Consuelo, a jovem Aura. Aos poucos, Felipe vai se encantando com a beleza de Aura e percebendo que cuidar da senhora é, na verdade, uma prisão para ela. Mas, pouco a pouco Felipe vai se dando conta de que existem coisas estranhas e inexplicáveis acontecendo na casa. A barreira entre o real e o fantástico vai sendo quebrada e o próprio coração de Felipe acaba se tornando cativo.

Antes de mais nada é preciso elogiar e muito a escrita de Fuentes. Com um predomínio de frases curtas e jogos de palavras, ele vai conduzindo o leitor através de uma escada em espiral que nos retira do lugar comum. A própria ambientação cria essa confusão no leitor. Em vários momentos não sabemos se o que estamos vendo é real ou não. Por exemplo, o estranho coelho de Consuelo, o jardim atrás da casa que ora parece existir, ora não. Somos jogados de um lado para o outro até que a gente se assenta nesse estranhamento pelo qual o personagem vai sendo inserido. Digo aos leitores que prossigam na leitura porque ela pode parecer estranha no começo, mas Fuentes vai amarrando as pontas pouco a pouco e no final tudo vai ficar bem claro e aterrador para a gente. Vai ser um tremendo soco no estômago.



Não posso tocar na temática trabalhada no livro porque do contrário eu daria um spoiler poderoso. Prefiro comentar sobre o jogo de luz e sombras que ele faz ao longo da narrativa. Consuelo representa as sombras, a velhice e a putrefação; Aura representa a luz, a juventude e a beleza. Isso fica claro nos objetos e situações que ambas proporcionam a ele. Aura mostra a ele um jardim com uma bela paisagem enquanto Consuelo o leva a um quarto escuro contendo um baú de lembranças cercado por ratos. A própria figura do coelho representa o renascimento, a fertilidade. Essas brincadeiras parecem inocentes ao desatento, mas pouco a pouco vão formando um quadro geral sobre o que o autor está tentando nos dizer.

Fuentes cria uma história inesquecível nos mostrando a flexibilidade da fantasia diante de temáticas tão diferentes. A fantasia está presente de forma tão sutil que o leitor precisa atentar o olhar e prestar atenção no que está sendo dito. De qualquer forma é uma história que merece ser lida.


Ficha Técnica:


Nome: Aura

Autor: Carlos Fuentes

Editora: L&PM Editores

Gênero: Terror/Fantasia

Tradutora: Olga Savary

Número de Páginas: 80

Ano de Publicação: 2005


Link de compra:

https://amzn.to/2NBWRGJ


Tags: #aura #carlosfuentes #lepmeditores #fantasma #solidao #amor #casaassombrada #ficcoeshumanas











Um mês de agosto bem movimentado com muitos lançamentos no gênero de ficção científica. Os destaques ficam para o último volume da série The Masquerade de Seth Dickinson e o segundo volume da série de Tamsyn Muir.



1 - "Harrow the Ninth" (The Locked Lomb Trilogy vol. 2) de Tamsyn Muir


Ficha Técnica:


Nome: Harrow the Ninth

Autora: Tamsyn Muir

Série: The Locked Lomb Trilogy vol. 2

Editora: Tor.com

Gênero: Fantasia/Ficção Científica

Número de Páginas: 528

Data de Publicação: 04/08


Link de compra:

https://amzn.to/3fewSjj











Sinopse: Ela respondeu o chamado do Imperador.


Ela chegou com suas artes, sua sagacidade e sua única amiga.


Em vitória, seu único mundo se transformou em pó.


Depois de sacudir o cosmos com seu mortal livro de estréia, Tamsyn Muir continua a história da obscura Nona Casa em Harror the Ninth, um quebra-cabeças de explodir a sua mente com mistérios, assassinatos, magias e confusão. Nada é o que parece nos salões do Imperador e o destino da galáxia está nos ombros de uma mulher.


Harrowhark Nonagesimus, última necromante da Nona Casa, foi escolhida por seu Imperador para lutar uma guerra impossível de ser vencida. Lado a lado com um rival que ela detesta, Harrow deve aperfeiçoar suas habilidades e se tornar um anjo da não-morte - mas seu estado físico está se deteriorando, sua espada a deixa nauseada e até sua mente está ameaçando traí-la.


Selada na melancolia gótica do Mithraeum do Imperador com três professores não muito amistosos, caçada pelo fantasma louco de um planeta assassinado, Harrow deve confrontar duas questão não muito bem vindas: será que alguém está tentando matá-la? O universo não estaria melhor se eles fossem bem sucedidos?


2 - "It came from the sky", de Chelsea Sedoti


Ficha Técnica:


Nome: It came from the sky

Autora: Chelsea Sedoti

Editora: Sourcebooks Fire

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 512

Data de Publicação: 04/08


Link de compra:

https://amzn.to/30hxOPF












Sinopse: Este é o relato absolutamente verdadeiro sobre como Lansburg, Pennsylvania foi invadida por alienígenas e as semanas de caos que se seguiram. Tiveram testemunhos de OVNIs, contatos imediatos e até mesmo abduções. Tiveram pessoas que acreditaram, pessoas que buscaram a verdade, e, acima de tudo, pessoas que olharam para o céu e esperaram por mais.


Só que... não tiveram alienígenas.


Gideon Hofstadt sabe o que realmente aconteceu. Quando um de seus experimentos científicos deu errado, ele e seu irmão mais velho colocaram a culpa da explosão resultante em atividades extraterrestres. E sua mentira não apenas deu certo - ela foi aceita pela cidade. Com os irmãos indo a limites cada vez mais extremos para manterem sua mentira e evitarem serem pegos, a mentira floresce. Mas, a obsessão de Gideon com a sua história ameaça todo o mundo. Pode ele encontrar uma forma de banir os alienígenas antes de Lansburg e sua vida serem mudadas para sempre?


Contada no formato de reportagem e formada por entrevistas, postagem de blogs, conversas de texto, documentos encontrados e muito mais, It came from the Sky é um romance maluco e ressonante sobre o que significa ser humano em face do desconhecido.


3 - "The Space Between Worlds", de Micaiah Johnson


Ficha Técnica:


Nome: The Space Between Worlds

Autora: Micaiah Johnson

Editora: Hodder & Stoughton

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 336

Data de Publicação: 04/08


Link de compra:

https://amzn.to/39I8KV5












Sinopse: Nascido na poeira das terras devastadas, Cara lutou por toda a sua vida apenas para sobreviver. Agora ela tem feito o impossível, e conseguiu se firmar nos níveis inferiores de Wiley City, uma cidade com recursos e isolada. Enquanto ela puder manter sua cabeça baixa e evitar problemas, ela está em um caminho assegurado para a cidadania e a segurança - neste mundo, pelo menos.


Das 380 realidades que foram desbloqueadas, Cara está morta em todas menos em 8.


As Caras paralelas são excepcionalmente boas em morrer - de doenças, guerras territoriais, ou vinganças que ela poderia ter evitado - o que faz de Cara cautelosa e valiosa. Porque enquanto a viagem no multiverso for possível, ninguém pode visitar um mundo em que sua contraparte está viva. E ninguém tem tão poucas contrapartes quanto Cara.


Mas então uma de suas oito doppelgangers morre sob circunstâncias misteriosas e Cara é arremessada em um novo mundo com um velho segredo. O que ela descobre irá conectar seu passado e seu futuro em formas que ela nunca poderia ter imaginado - e revelar seu próprio papel que coloca em perigo não apenas a sua terra, mas todo o multiverso.


4 - "By Force Alone", de Lavie Tidhar


Ficha Técnica:


Nome: By Force Alone

Autor: Lavie Tidhar

Editora: Tor

Gênero: Fantasia

Número de Páginas: 416

Data de Lançamento: 11/08


Link de compra:

https://amzn.to/2XbUqyY












Sinopse: Todo mundo pensa que conhece a história do Rei Arthur e seus cavaleiros da Távola Redonda.


O fato é que eles não sabem de p***a nenhuma.


Arthur? Um gangster super-promovido.

Merlin? Um parasita arcano.

Excalibur? Um pacto sombrio com uma traficante de armas vinda de um rio.

Britain? Um esgoto entupido que Roma abandonou assim que pôde.


5 - "The Living Dead" de George A. Romero e Daniel Kraus


Ficha Técnica:


Nome: The Living Dead

Autores: George A. Romero e Daniel Kraus

Editora: Tor Books

Gênero: Terror

Número de Páginas: 656

Data de Lançamento: 04/08


Link de compra:

https://amzn.to/33hmMM2












Sinopse: Passando-se nos dias atuais, The Living Dead é uma história inteiramente nova, a história de uma praga zumbi como George A. Romero queria contá-la.


Começa com um corpo.


Um par de médicos legistas se veem lutando com um homem morto que não quer permanecer morto.


Se espalha rapidamente.


Em um parque de trailers no meio-oeste dos EUA, uma adolescente negra e um imigrante muçulmano lutam contra amigos e família que acabam de se tornar mortos-vivos. Em um porta-aviões americano, marinheiros vivos se escondem de marinheiros mortos enquanto um fanático religioso cria uma nova religião oriunda da morte. Em uma estação de notícias de TV a cabo, um âncora de jornal permanece transmitindo as notícias enquanto seus colegas mortos-vivos tentam devorá-lo. Em DC, um empregado federal autista faz um relatório sobre a epidemia, preservando informações para um futuro que pode nunca chegar.


Em todos os lugares, pessoas se tornam alvos tanto pelos vivos quanto pelos mortos.


A gente acha que sabe como a história termina.


Estamos. Errados.


6 - "The Tyrant Baru Cormorant" (The Masquerade vol. 3) de Seth Dickinson


Ficha Técnica:


Nome: The Tyrant Baru Cormorant

Autor: Seth Dickinson

Série: The Masquerade vol. 3

Editora: Tor Books

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 656

Data de Lançamento: 11/08


Link de compra:

https://amzn.to/3i7Ke2L











Sinopse: A caçada acabou. Depois de quinze anos de mentiras e sacrifício, Baru Cormorant tem o poder de destruir a República Imperial de Falcrest que ela finge servir. A sociedade secreta chamada de Cancrioth é real, e Baru está entre eles.


Mas a arma da Cancrioth não distingue entre culpados e inocentes. Se ele escapar da quarentena, a antiga praga hemorrágica chamada de Kettling irá matar centenas de milhões... não apenas em Falcrest, mas por todo o mundo. A história irá acabar em um banho de sangue.


Isso será justiça? Isto é realmente o que Tain Hu esperava quando ela se sacrificou?


Os inimigos de Baru se aproximam por todos os lados. A própria mente de Baru está à beira da loucura ou da revelação chocante. Agora ela deve escolher entre a vingança genocida e um caminho ainda mais difícil - uma conspiração de juízes, reis, espiões e imortais, manipulando os mais ricos do mundo e duas grandes guerras em uma aposta pelo prêmio final.


Se Baru tiver o poder absoluto sobre a República Imperial, ela poderia forçar Falcrest a abandonar suas colônias e a fazer justiça pelos crimes cometidos.


7 - "How to Rule an Empire and Get Away With It", de K.J. Parker


Ficha Técnica:


Nome: How to Rule an Empire and Get Away with It

Autor: K.J. Parker

Editora: Orbit

Gênero: Fantasia

Número de Páginas: 400

Data de Lançamento: 18/08


Link de compra:

https://amzn.to/33gffNA











Sinopse: Esta é a história de como a Cidade foi salva, por Notker, o mentiroso profissional, registrado por escrito porque eventualmente a verdade sempre aparece.


A Cidade pode estar sob um cerco, mas todos ainda precisam viver. Pegue Notker, o dramaturgo, ator e empresário aclamado. Ninguém trabalha mais duro, mesmo quando ele não está trabalhando. Por sorte, parece que as pessoas gostam do teatro tanto quanto quando tem pedras caindo do céu.


Mas Notker é um homem de muitos talentos, e todo o mundo é, aparentemente, o seu palco. Parece que o império precisa dele - ou alguém que se parece muito com ele - para um papel que irá precisar da performance de uma vida. Ao menos isso lhe irá garantir fama, fortuna e imortalidade. Se isso não matá-lo primeiro.


8 - "Ikenga", de Nnedi Okorafor


Ficha Técnica:


Nome: Ikenga

Autora: Nnedi Okorafor

Editora: Viking Books for Young Readers

Gênero: Fantasia

Número de Páginas: 240

Data de Lançamento: 18/08


Link de compra:

https://amzn.to/30fcASs












Sinopse: O pai de Nnamdi era um bom chefe de polícia, talvez o melhor que Kalaria já teve. Ele estava determinado a prender os criminosos que tinham invadido a cidade. Mas então ele foi assassinado e muitas pessoas acreditavam que o Chefe dos Chefes, o mais poderoso dos criminosos, foi o responsável. Nnamdi jurou vingar seu pai, mas ele pensa no que um garoto de doze anos pode fazer. Até que um misterioso encontro noturno, o dom de um objeto mágico que lhe fornece super poderes e uma carga para usar estes poderes para o bem musa sua vida para sempre. Como pode ele cumprir sua missão? Poderá ele aprender a controlar os seus poderes recém conquistados?


9 - "The Hierarchies", de Ros Anderson


Ficha Técnica:


Nome: The Hierarchies

Autora: Ros Anderson

Editora: Dutton

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 352

Data de Lançamento: 25/08


Link de compra:

https://amzn.to/3hSoMOU












Sinopse: O seu Marido é a razão para a sua existência. Você está aqui para servi-lo. Você não deve ferir o seu Marido. Nem você pode ferir qualquer ser humano.


Sylv.ie é uma mulher sintética. Uma robô totalmente senciente, construída para atender a todas as vontades de seu Marido. Ela vive sozinha na cobertura de sua casa luxuosa, sua existência meramente tolerada por sua mulher humana e escondida de seus filhos. Entre as visitas de seu Marido, profundamente curiosa sobre o mundo além de seu quarto, Sylv.ie observa a família no jardim - escuta-os sorrindo, chorando e discutindo. Querendo experimentar mais da vida, ela confidencia suas esperanças e temores apenas para seu diário. Mas estes pensamentos são permitidos? E se não são, qual será sua punição?


À medida em que Sylv.ie aprende mais sobre o mundo e se torna mais consciente de seu lugar dentro dele, alguma coisa muda dentro dela. Ela está funcionando mal, como seu Marido acha, ou ela está desenvolvendo uma vontade própria? Com suas interações se tornando cada vez mais frágeis, ela teme ser enviada de volta para a fábrica para ser reprogramada. Se isto acontecer, seu diário secreto poderia ser seu único link com tudo o que aconteceu antes. E a única pista que ela está em grave perigo.


10 - "Dispersion", de Greg Egan


Ficha Técnica:


Nome: Dispersion

Autor: Greg Egan

Editora: Subterranean Press

Gênero: Ficção Científica

Número de Páginas: 160

Data de Lançamento: 31/08


Link de compra:

https://amzn.to/30hELQP











Sinopse: A nova novella do autor de ficção científica australiano explora o quanto uma nova doença pode ser terrível, afetando não apenas os indivíduos, mas também as "frações" estruturalmente delicadas que dividem de maneira única a sociedade nas quais a história toma parte.


Tags: #melhoreslancamentosinternacionais #tamsynmuir #chelseasedoti #micaiahjohnson #sethdickinson #lavietidhar #georgearomero #danielkraus #kjparker #nnediokorafor #rosanderson #gregegan #ficcoeshumanas




ficções humanas rodapé.gif

Todos os direitos reservados.

Todo conteúdo de não autoria será

devidamente creditado.

  • Facebook - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle

O Ficções Humanas é um blog literário sobre fantasia e ficção científica.